Currais Novos: Hoje tem Lives do Circuito Junino 2020

Inicio hoje a partir das 20h

Tem início hoje, a partir das 20h, a programação do nosso Circuito Junino 2020, com a apresentação de Robson Carneiro e o Forró de Autoridade.
Esse ano, como todos sabem, teremos um São João diferente. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Currais Novos, através da Secretaria Municipal de Turismo, irá transmitir ao vivo, por meio de lives nos canais do Youtube e Facebook da Prefeitura, apresentações de shows musicais com artistas locais, que irão trazer toda a animação dos festejos juninos para que a população possa curtir sem sair de suas casas.

Programação:
Dia 23 – Robson Carneiro e Forró de Autoridade
Dia 24 – Sandrimar e Forró Tá Danado de Bom
Dia 25 – Agnelo Júnior e Recado Nordestino
Dia 26 – Neném Pessoa e Forró da Pegada
Dia 27 – Elaine Santos
Dia 28 – Regional da Quadrilha Junina Eita Danado
Dia 29 – Forro Rela Bucho



Lives de domingo: Michel Teló, Léo Santana, Jerry Smith com Márcia Fellipe e outros shows

Se apresentam Bom Gosto, Henrique e Diego, Planta e Raiz, Teresa Cristina, Pisadinha de Luxo, Vitor Fernandes, Edy & Nathan, Banda Torpedo e outros

Teló, Léo Santana e Jerry Smith com Márcia Fellipe estão entre os artistas com lives programadas para este domingo (21). Também se apresentam Bom Gosto, Henrique e Diego, Planta e Raiz, Teresa Cristina, Pisadinha de Luxo, Vitor Fernandes, Edy & Nathan, Banda Torpedo e outros.

Veja a lista completa com horários das lives abaixo.

  • Festival 360 Copo Sujo com Jorge e Mateus, João Bosco e Vinicius, João Neto e Frederico e Humberto e Ronaldo – 13h – Link
  • Rafael Bezerra – 14h – Redes Sociais
  • Banda Feras – 15h – Redes Sociais
  • Bom Gosto – 13h – Link
  • Arraiá do Teló – 13h30 – Link
  • Guilherme e Santiago – 14h – Link
  • Pisadinha de Luxo, Vitor Fernandes, Edy & Nathan (São João de Todos) – 15h – Link
  • Léo Santana – Baile da Santinha – 15h – Link
  • Márcia Fellipe e Jerry Smith – 17h – Link
  • Henrique e Diego – 17h – Link
  • Planta e Raiz – 17h – Link
  • Banda Torpedo – 19h – Link
  • Vanessa Moreno (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link


Artistas farão Megalive no domingo em defesa da natureza e dos índios; Anitta e Caetano Veloso estão no evento

A curadoria é de Maria Gadú, Pedro Paulo Carneiro e Analuisa Anjos

Está marcada para o próximo domingo (21/06) a SOS Rainforest Live, que, no YouTube e no TikTok, trará visibilidade para a ação de artistas como CaetanoVeloso, Milton Nascimento,Sting, Manu Chao, Iza, Anittae Jorge Drexler, todos reunidos por causa social.

Organizada pela Rainforest Foundation (representada na Noruega, no Reino Unido e nos Estados Unidos), a maratona de música reverterá fundos obtidos para o combate ao novo coronavírus em aldeias indígenas e ainda trará mais segurança contra investidas de desmatamento em áreas de florestas tropicais, incluída a Amazônia.

Com transmissão às 16h, no Brasil, a SOS Rainforest Live terá apresentação comandada por Oona Chaplin (GoT) e contará com ativistas como Letícia Sabatella, Wagner Moura, lideranças indígenas, Camila Pitanga, Sebastião Salgado e Tony Garrido. Grupos que, em parceria com índios, preservaram mais de 70 milhões de hectares de floresta, deram impulso à ação do show que terá curadoria de Maria Gadú, Pedro Paulo Carneiro e Analuisa Anjos.

Veja todos os nomes que estarão presentes:

Os shows ficarão por conta de Sing, Anitta, Iwan Fals, Gilberto Gil, Manu chao, Caetano Veloso, Manu Gavassi, Aurora, Alan Parsons, Carlinhos Brown, Café Tacuba, carlos Vives, AnaVittória, Bomba Estereo, Lyla June, Chi Suwichan, JUpiter & Okwess, Sandrayati, Maná, Maria Gadu, Zeca Baleiro, Vanessa Falabella, Evandro Mesquita, Toni Garrido, Aterciopedalos, Lisa Simone, Sandy, Milton Nascimento, DJ Soul Slinger com Jorge Mautner, George Israel, Elza Soares, Duda Beat, Tropikillaz, Afro B, DJ Man, Zélia Duncan, Omi e Gaby Amarantos. 

Alguns famosos também apresentarão a live. São eles: Oona Chaplin, Maria Paula e Letícia Sabatella.

Entre os ativistas, estarão presentes Gisele Bundchen, Antonio Nobre, Sebastião Salgado, Stephen Fry e Eugenio Scannavino. 

Os líderes indígenas serão representados por Sonia Guajajara, Rukka Sombolinggi, Dario Kopenawa, Joenia Wapichana, Jorge Perez, Putanny Yawanawa, Emanuelle Peni, Bira Yawanawa, Eric Terena, Heloísa Ykanawá, Cristina Wariu, Tukumã Pataxó e Walelasoetxeige Suruí. 

A produção do evento ficará por conta de Pedro Carneiro, Analuisa Anjos, Ivan Sawyer e Lucas Tomas Neves.

Por RD Ricardo Daehn do Correio Braziliense.



Aluna e professor da Ufersa emocionam e levam segundo maior prêmio do The Wall no Caldeirão do Huck

Eles também desejam investir em um fundo de apoio à novas ideias de outros cientistas

Direto de Mossoró, no Rio Grande do Norte, a aluna do curso de Ciência e Tecnologia, Ekarinny, e o professor Felipe participaram do The Wall no Caldeirão deste sábado, 13/6, e levaram o segundo maior prêmio de todas as edições do quadro.

A dupla ganhou R$ 278.677 e promete investir parte da grana no registro e na viabilização de um projeto que cria um cateter, feito a partir do reaproveitamento da castanha-de-caju, e deve ajudar pacientes que fazem hemodiálise. Eles também desejam investir em um fundo de apoio à novas ideias de outros cientistas.

A história de Ekarinny

Anos atrás, a tia da Ekarinny faleceu por conta de uma infecção na corrente sanguínea causada por um cateter usado na hemodiálise. A partir daí ela resolveu investir na ciência para ajudar pessoas que dependessem do procedimento. A ideia foi produzir um cateter bioativo para prevenir infecções na corrente sanguínea. O quintal da casa dela foi transformado em um laboratório. Ela também participou de uma das maiores feiras de ciência do mundo e foi premiada com a sua criação.

“A castanha-de-caju tem essa propriedade que pode prevenir a infeção na corrente sanguínea”, explicou a estudante que disse que sua inspiração foi o quadro Jovens Inventores do Caldeirão.

“Foi assistindo à uma temporada que a menina fez uma bandeja biodegradável a partir da cana de açúcar que eu fiz meu primeiro projeto”, completou.

Ekarinny ainda disse que a paixão pelos estudos aflorou quando ela começou a participar de feiras de ciência.

“A gente que vem de família humilde acha que não pode ser cientista, mas podemos sim, e a prova está aqui”, explicou ela, que estudou a vida inteira em escola pública.

A estudante contou que depois que sua avó e sua mãe também faleceram, ela passou a morar com o tio. “Eu morava antes com a minha vó, ela cuidava do filho dela, que é meu tio e tem autismo. Hoje eu moro com ele, com meu irmão e com minhas primas”.



Lives de hoje: Marília Mendonça e Maiara & Maraísa, Diogo Nogueira, Falamansa e mais shows

Confira os detalhes

Marília Mendonça e Maiara & Maraísa, Diogo Nogueira e Falamansa fazem lives neste domingo (14). Na onda das lives, o bastidor virou o show. Casas de músicos são os palcos possíveis no isolamento para conter o coronavírus. 

  • Diogo Nogueira – 12h – Link
  • Jads e Jadson – 13h – Link
  • Daniel Bottrel – 15h – Link
  • Gilberto Gil, Nando Reis, Tim Bernardes e outros (PiauíFest) – 15h – Link
  • Falamansa – 16h – Link
  • Marília Mendonça e Maiara & Maraisa – Live das Patroas – 17h – Link
  • Rincon Sapiência (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Titica (Cultura em Casa) – 21h30 – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link


São João: Circuito de Lives do Nordeste promete animar potiguares neste sábado

A cada semana, um artista se apresenta na telinha da Tropical

A temporada junina na TV Tropical já começa em grande estilo com o Circuito de Lives do São João do Nordeste. Neste sábado (13), a partir das 12h, haverá uma programação imperdível sob o comando dos apresentadores Mara Godeiro e Tiago Medeiros. A iniciativa da filiada da Record TV promete levar muita alegria e solidariedade para os telespectadores, numa tecnologia multiplataforma: televisão, YouTube, Instagram, Facebook e Portal da Tropical. 

Essa é edição dá continuidade ao Circuito Tropical de Lives, mas agora em ritmo de São João. “Vai ser uma experiência muito bacana. Nós estamos em um período em que o nordestino vive esse período junino e nós vamos tentar um pouco essa alegria para quem está em casa. É um período muito difícil, uma pandemia, algo que a gente nunca esperava que fosse acontecer. Então a intenção da gente é levar a mensagem de alegria, mesmo em meio ao caos, e tudo isso pregando pela solidariedade”, comentou Mara Godeiro. 

A ideia é a mesma: além de proporcionar momentos de descontração para os potiguares, pretende também ajudar, por meio das doações, muitas pessoas e instituições do Rio Grande do Norte que estão enfrentando dificuldades durante a pandemia da Covid-19. A cada semana, um artista se apresenta na telinha da Tropical. Desta vez, a animação ficará por conta do cantor Giullian Monte, que garante fazer todo mundo dançar e entrar no clima do forró e da generosidade. 

A transmissão também terá participações superespeciais, como a do cantor Thiago Ribeiro, que disse estar contando as horas para o show. “Para mim, é um prazer enorme vir pela primeira vez com meu projeto solo participar dessa live em outro estado, já que sou do Ceará. Estou contando as horas pra começarmos o show ao vivo”, contou. 

As surpresas não param por aí. Neste sábado o Circuito também terá a participação especial de Waldonys. Nesta edição, a TV Tropical conta com um grande parceiro: o Sistema Fecomércio RN, por meio do Sesc, que destinará todas as arrecadações da live para instituições contempladas no programa ‘Mesa Brasil’. A primeira entidade a ser beneficiada com as doações será o Albergue Noturno de Natal. 

O Mesa Brasil compõe uma rede nacional de solidariedade que desenvolve ações de segurança alimentar e nutricional. No RN, atua em Natal e Mossoró. É uma ação conjunta que integra Sesc, empresas e instituições sociais no combate à fome e ao desperdício de alimentos, com um papel proativo e socialmente responsável. Paralelamente, desenvolve ações educativas (oficinas de reaproveitamento de alimentos) e exercício da cidadania. Durante a pandemia, a equipe está distribuindo, semanalmente, 1.500 refeições.



Lives deste domingo: Manu Gavassi, Mumuzinho, Lauana Prado e mais shows para ver em casa

Veja na matéria os horários

Manu Gavassi, Mumuzinho e Lauana Prado estão entre os artistas com lives programadas neste domingo (7). Thaeme e Thiago, Inimigos da HP, Renato Teixeira, Teresa Cristina e VillaMix em Casa Modão com Leonardo, Rionegro e Solimões e outros também fazem transmissões.

  • Inimigos da HP (live paga) – 14h – Link
  • Paulo e Nathan – 14h – Link
  • Lauana Prado – 15h – Link
  • Thaeme e Thiago – 16h – Link
  • Mumuzinho – 18h – Link
  • Manu Gavassi (Multishow) – 19h – Link
  • Renato Teixeira (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Junior Viana (Sua Música) – 19h – Link
  • VillaMix em Casa Modão com Leonardo, Rionegro e Solimões e outros – 15h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link


Lives: Zezé Di Camargo e Luciano, Alexandre Pires e Seu Jorge, e César Menotti & Fabiano são destaques deste fim de semana

Confira lista de lives agendas para este fim de semana na matéria

Mesmo com eventos cancelados, os artistas têm dado um jeitinho de manter os fãs animados: fazendo lives. Os shows são transmitidos ao vivo pelas redes sociais. Abaixo, confira lista de lives agendas para este fim de semana:

Quinta-feira (28)

Sexta-feira (29)

Sábado (30)

Domingo (31)

  • Fazenda com Ratinho (César Menotti & Fabiano e Trio Parada Dura) – 11h (YouTube)
  • Alexandre Pires e Seu Jorge – 14h (YouTube)
  • Adriana Samartini – 14h (YouTube)
  • Festival POPlineMasks4ALL (Anavitória, Avril Lavigne, Jão, Melim e muito mais) – 14h (YouTube)
  • Solange Almeida (Sol João) – 17h (YouTube)
  • Vou Pro Sereno – 17h (YouTube)
  • Banda Eva – 17h (YouTube)
  • Yasmin Santos – 18h (YouTube)


Ministério Público do RN pede a condenação do SBT e de Sílvio Santos

Segundo o MPF, o quadro não é um episódio isolado, mas parte de uma conduta reiterada do apresentador ao interagir com crianças em seu programa

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte ingressou com uma ação civil pública contra o SBT e o seu dono, Silvio Santos, pelo quadro “Miss Infantil” no programa do apresentador e proprietário da emissora. A União também é ré pela omissão em fiscalizar a concessão do serviço público de televisão. A competição, que foi ao ar em setembro de 2019, exibiu meninas de sete a dez anos de forma erotizada, em roupas de banho e com perguntas e comentários de teor sexual do apresentador.

De forma liminar, o MPF pede, como efetivação do direito de resposta, a exibição de programa educativo sobre a vulnerabilidade biopsicológica de crianças e adolescentes e os riscos da adultização e sexualização precoces. O programa deve ter o mesmo tempo e repetições da competição infantil, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

A ação também quer indenização de R$ 1 milhão por danos morais coletivos, pagos pela emissora, pelo apresentador e pela União, que deve ser revertido para o Fundo Nacional para a Criança e o Adolescente (FNCA).

O procurador da República Camões Boaventura, autor da ação, ressalta que a Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente conferem absoluta prioridade na proteção desse grupo de vulneráveis. “A veiculação de programa que expõe crianças a situações vexatórias, sexualizando, erotizando e ridicularizando sua imagem viola, frontalmente, o plexo normativo (…). Viola, ainda, as diretrizes constitucionais acerca da comunicação social”, explica.

Durante o “Miss infantil”, Sílvio Santos se dirigiu diretamente às crianças com perguntas como “Você vai crescer assim toda exibida como você é?” e “Por que botaram lacinho na sua cabeça? Você não se sente mais infantil com lacinho na cabeça? Fala pra sua mãe que isso aí é coisa de criancinha”. Segundo o MPF, o quadro não é um episódio isolado, mas parte de uma conduta reiterada do apresentador ao interagir com crianças em seu programa.



Lives: Artistas chegam a faturar mais de 1 milhão de reais com lives

Atualmente, Filipe estima que grandes nomes da música, como Luan Santana e Marília Mendonça, possam faturar mais de 1 milhão de reais cada um por live

Desde que a quarentena pela pandemia de Covid-19 começou no Brasil, diversos artistas já se apresentaram de casa com transmissão ao vivo. Gusttavo Lima foi um dos pioneiros do novo modelo de shows e fez uma apresentação histórica com cerca de cinco horas de duração.

Se hoje as lives viraram um fenômeno, há alguns anos, a situação era bem diferente. Segundo Filipe Callil, CEO da ClapMe, empresa que trabalha com live streaming desde 2013, era um desafio provar a importância das transmissões ao vivo.

“A gente tinha uma dificuldade em convencer as pessoas que elas tinham que fazer live, principalmente artistas. Eles costumavam dizer ‘a transmissão ao vivo vai comprimir meu áudio, vai deixar minha voz anasalada. Cantar na minha casa? Imagina, vai expor minha privacidade e minha família…'”, relembra o empresário, que começou a ver uma mudança de comportamento quando o Facebook implementou a ferramenta de lives por conta das Olímpiadas de 2016 e, pouco tempo depois, também no Instagram.

Com a pandemia, as transmissões ao vivo se tornaram a única alternativa para o mercado musical obter receita e os artistas acabaram se rendendo ao formato. Atualmente, Filipe estima que grandes nomes da música, como Luan Santana e Marília Mendonça, possam faturar mais de 1 milhão de reais cada um por live.

O que as marcas procuram?

As transmissões ao vivo também fizeram as empresas e especialistas de marketing saírem da caixinha. Filipe explica que a live nunca foi vista como uma ferramenta de compra de mídia, como acontece agora.

“Muitos pensavam: ‘Por que vou botar minha grana numa live do Gusttavo Lima e, de repente, ter a imagem da minha marca atrelada a algo não muito legal, se posso comprar mídia no YouTube ou em um portal, onde tenho segurança?’ Na quarentena, a live começou a ganhar audiência, repercussão e virou basicamente a saída para todo mundo.”

Thays Almendra, CEO da Social Digital BR e especialista em planejamento estratégico de projetos digitais e marketing de influência, afirma que desde o início da pandemia surgiram inúmeros pedidos de anúncios em lives. Para atender as marcas e indicar um artista, Thays diz que precisa entender as necessidades individuais.

“A primeira pergunta que eu faço é: qual seu objetivo? Se a marca ‘x’ quer o maior alcance de todos com total de views de 15 milhões, você pensa em Gusttavo Lima ou Simone e Simaria. Tem marca que investe em lives pequenas, porque ela quer de fato alcançar o público nichado daquele artista. Mas, muito mais do que ter alcance, uma live tem que ter alguma relevância tanto para a marca, quanto para o artista”, explica.

Thays afirma que a live por si só não vai trazer a conversão imediata que a marca procura, pois existe todo um fluxo de compra (interação com QR code ou cross com outras mídias, por exemplo). Mas, diante da grande visibilidade dos shows ao vivo, ela acredita que o investimento seja o mais vantajoso atualmente.