Alerta: Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio termina na sexta

A menor cobertura é em Rondônia, com 11,76%

Crianças com idade de 1 a 5 anos têm até sexta-feira (30) para receberem a vacina contra a poliomielite, dia do encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde (MS), divulgado no dia 26, apenas 35% do público-alvo foram vacinados, o que corresponde a 4 milhões de crianças nessa faixa etária.

Faltam, portanto, vacinar 7,3 milhões de crianças para que se atinja a meta de imunizar 11,5 milhões do público-alvo. A campanha teve início no dia 5 de outubro e está ocorrendo simultaneamente à campanha de multivacinação, que tem por objetivo atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade.

Segundo o balanço divulgado no dia 26, a maior cobertura vacinal ocorreu no Amapá, com 62,59% de cobertura, seguido da Paraíba, com 50,11%. A menor cobertura é em Rondônia, com 11,76%. Em nota, o ministério informou que, de acordo com os dados preliminares, até o momento 232 (4,16%) municípios atingiram a meta de 95% de crianças vacinadas.

“Entre o público-alvo da vacinação, a maior cobertura, até o momento, foi registrada entre as crianças de 2 anos de idade (35,33%) e a menor cobertura foi entre as crianças de 3 anos (34,23%). Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacinação. A vacina oral de poliomielite (VOP) protege contra dois sorotipos do poliovírus (1 e 3) e a vacina inativada (VIP), contra os três sorotipos (1, 2 e 3)”, informou por meio de nota o Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com a pasta, é recomendado que crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, sejam avaliadas pelo serviço de saúde antes de tomarem a vacina. O ministério, no entanto, garante que a vacina “é extremamente segura e possui eficácia entre 90% e 95% para a VOP”.

A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país.



CLIQUE – PUBLICIDADE

Saúde: vacina para a covid-19 no Reino Unido pode começar a ser disponibilizada antes do Natal

Lançar no início de 2021 é o mais provável

De acordo com a responsável pela aquisição de possíveis imunizantes no Reino Unido, Kate Bingham, uma vacina pode ser disponibilizada para algumas pessoas antes do Natal, porém o lançamento no início de 2021 é o mais provável.

À BBC, nesta quarta-feira (28), Kate afirmou que se as primeiras duas vacinas, ou qualquer uma delas, mostrarem que são seguras e eficazes, há uma possibilidade de que a disponibilização da vacina comece antes do Natal. Apesar disso, a responsável apontou que o mais realista é esperar para o início do ano que vem.



CLIQUE – PUBLICIDADE

Inovação: projeto do governo cria marco legal das startups e do empreendedorismo inovador

Segundo os ministros, tanto atores do setor público quanto do setor privado poderão se beneficiar, direita ou indiretamente, dos resultados do projeto, caso aprovado pelos parlamentares

O Projeto de Lei Complementar 249/2020 institui o marco legal das startups e do empreendedorismo inovador. Apresentado pelo Poder Executivo na terça-feira (20), o texto começa a tramitar pela Câmara dos Deputados. 

Os objetivos do governo com a proposta incluem fomentar esse ambiente de negócios; aumentar a oferta de capital para investimento em startups; e disciplinar a licitação e contratação de soluções inovadoras pela administração pública.

Em mensagem enviada ao Congresso Nacional, os ministros da Economia, Paulo Guedes; e da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, explicam que as startups são empresas nascentes ou em operação recente voltadas à aplicação de métodos inovadores a modelo de negócios, produtos ou serviços ofertados.

Segundo eles, são empresas que tendem a operar com bases digitais, com grande potencial econômico, inclusive de atração de investimentos estrangeiros, e predispostas à internacionalização.

O projeto fixa outros requisitos para a empresa ser considerada startup:

  • ter faturamento bruto anual de até R$ 16 milhões no ano-calendário anterior ou de R$ 1,3 milhão multiplicado pelo número de meses de atividade no ano-calendário anterior, quando inferior a um ano;
  • com até seis anos de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • e que atendam a um dos seguintes requisitos, no mínimo: declaração, em seu ato constitutivo ou alterador, de utilização de modelos de negócios inovadores; ou enquadramento no regime especial Inova Simples.

Segundo os ministros, tanto atores do setor público quanto do setor privado poderão se beneficiar, direita ou indiretamente, dos resultados do projeto, caso aprovado pelos parlamentares. Os ministros esclarecem que a proposta não traz impactos orçamentários ou financeiros ao governo.



Sidy´s Publicidade 01

Rio Grande do Norte confirma 5 mortes por covid-19 e registra 604 novos casos em 24 horas

Entre ontem e hoje foram notificados mais 604 novos casos de contaminação, portanto o total acumulado chegou aos 80.671 mil

A covid-19 é responsável por mais cinco mortes confirmadas no Rio Grande do Norte segundo a atualização dos dados da pandemia, realizada, no início da tarde desta quarta-feira (28), pelo secretário estadual de saúde, Cipriano Maia. 

Entre elas, uma ocorreu nas últimas 24 horas e as demais estavam em investigação e foram notificadas entre julho e 26 de outubro. Nessa situação investigativa ainda constam 360 óbitos no estado, informou o secretário. O estado tem confirmada a perda de 2.569 vidas para a doença. 

Entre ontem e hoje foram notificados mais 604 novos casos de contaminação, portanto o total acumulado chegou aos 80.671 mil. O número de suspeitos também teve um aumento de 1.066 no mesmo período e somam 32.453, enquanto 189.712 mil foram descartados para a doença.

A taxa de ocupação dos leitos críticos hospitalares está em 36% com a utilização de 86 deles com pacientes internados. Na variação desse indicador, as regiões de Mato Grande e Agreste Sul estão sem nenhuma internação, já as regiões Oeste e Trairi/Potengi apresentam, cada uma, taxa de 50%. O Seridó e Região Metropolitana estão respectivamente com ocupação de 23% e 29%. Enquanto o Alto-Oeste indica que 88% desses leitos estão ocupados. 

Cipriano falou sobre a segunda onda da pandemia vivida pela Europa e o aumento dos casos na região Norte do Brasil. “Isso deve chamar a atenção para a manutenção do alerta para que realmente reforcemos as medidas de vigilância, rastreamento de contatos, casos suspeitos para um diagnóstico precoce”. Ele chamou a atenção também para os encontros familiares e saídas aos restaurantes, encontros que têm sido apresentados por dados epidemiológicos como as ocorrências que têm levado à segunda onda de contaminação na Europa.



CLIQUE – PUBLICIDADE

Inclusão de Intérpretes de Libras em Telejornais é aprovada na CCJ da Assembleia

Arte ilustrativa – Foto: Internet

Treze matérias aprovadas e duas baixadas em diligência para anexação de informações sobre os impactos financeiro e orçamentário é o saldo da reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, realizada na manhã desta terça-feira (27) no plenário das Comissões.

Entre os projetos aprovados está o que Institui a Inclusão de Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) nos telejornais e nas propagandas e programas institucionais do Governo do Estado. De acordo ainda com o parlamentar, a ideia do projeto de lei foi capitaneada e incentivada pela Associação dos Amigos dos Excepcionais de Natal (APAE/Natal), que é referência para as outras 16 Apaes do Rio Grande do Norte e é, também, referência nacional pela excelência dos serviços prestados, notadamente na área da inclusão social de pessoas com deficiência.

As duas matérias baixadas em diligência pela Comissão foi o Projeto de Lei 243/2020, que Institui Gratuidade Temporária no Sistema de Transporte Público Coletivo para Mulheres Vítimas de Violência e o que reconhece como de utilidade pública a Associação Brasileirinhos Sensação Nordestina de Parelhas, ambas de autoria do deputado Francisco do PT.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Governo do RN reequipa Hospital de Currais Novos

Entre novos equipamentos, infraestrutura e novos leitos, o hospital no Seridó recebeu mais de R$ 1,5 milhões em investimentos do Governo

Unidade hospitalar recebeu mais de R$ 1,5 milhão em investimentos, incluindo um novo centro de imagem. Entre as principais unidades da rede estadual de saúde pública, o Hospital Regional Dr. Mariano Coelho, em Currais Novos, vem recebendo uma série de investimentos nos meses recentes. Entre novos equipamentos, infraestrutura e novos leitos, o hospital no Seridó recebeu mais de R$ 1,5 milhões em investimentos do Governo do Estado.

Apenas R$ 300 mil desse montante foi destinado ao renovado setor de radiologia. Foram adquiridos um raio-X fixo, uma reveladora digital e um raio-X portátil, que já estão em funcionamento há uma semana. Os novos investimentos foram vistoriados nesta terça-feira (27) pela governadora Fátima Bezerra. A governadora reforçou que, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), o Hospital Mariano Coelho já recebeu mobília nova, equipamento cirúrgico, camionete, ambulância, 20 novos leitos e um reforço na parceria com as residências de medicina. Em breve, a unidade ainda vai ganhar um ala de UTI neonatal, com 10 leitos, que será implantada tão logo sejam finalizados os processos de contratação pessoal.

A secretária-adjunta de Saúde Pública, Maura Sobreira, destacou que mesmo na pandemia do novo coronavírus, o Mariano Coelho continuou realizando cirurgias eletivas. Os equipamentos instalados também vão possibilitar que o hospital de Currais Novos faça parte da rede do programa Mais Cirurgias, Mais Saúde. A ação representa um investimento global R$ 6,1 milhões na retomada de cirurgias eletivas no estado até o fim do ano. A diretora geral do Hospital Mariano Coelho, Lígia Daiana Oliveira, disse que o hospital mantém ainda a ala exclusiva Covid-19.



CLIQUE – PUBLICIDADE

A trajetória de Daniel Tomaz, filho de agricultores do Totoró que tornou-se Doutor em Matemática na UFPB

No ano de 2010, Daniel ingressou na Universidade Federal do Rio Grande Do Norte (UFRN) em Natal, cursando licenciatura em Matemática, onde nesse período, morou na residência universitária até 2014, ano de sua conclusão

Daniel Tomaz de Araújo, tem 28 anos, nascido no povoado Totoró em 14 de Abril de 1992. Filho do agricultor Hélio Tomaz de Araújo e da dona de casa Maria Da Guia Costa de Araújo, é o segundo de 5 filhos, que desde a infância demonstrava grande afeição pelo futebol e pela Matemática. Estudou seu ensino fundamental na Escola Municipal Cipriano Lopes Galvão, na própria comunidade. Em seu ensino médio, iniciou os estudos na Escola Estadual Instituto Vivaldo Pereira, em Currais Novos, porém, devido destaque, conseguiu uma bolsa na escola Objetivo (hoje atual Única Master), onde concluiu o estudo.

No ano de 2010, Daniel ingressou na Universidade Federal do Rio Grande Do Norte (UFRN) em Natal, cursando licenciatura em Matemática, onde nesse período, morou na residência universitária até 2014, ano de sua conclusão.

Nesse mesmo ano, mudou-se para a cidade de João Pessoa, dando início ao mestrado em Matemática pura, na Universidade Federal da Paraíba . Em Julho de 2016 ingressa no Doutorado na área de Análise Funcional, concluindo em outubro de 2020. Com grande experiência acumulada e com imensa gratidão a Deus e a todos que contribuíram, Daniel espera que a conquista sirva de inspiração especialmente para os mais jovens. Demonstrando a importância da determinação, ele diz que

” o doutorado é muito puxado e que a elaboração de uma tese requer uma dedicação extrema ( estudar de domingo a domingo )”.

A família em extrema alegria relata esse grande feito com muito emoção e diz

” Só temos a agradecer a Deus, Daniel lutou muito para chegar onde chegou, é muito merecedor dessa Vitória, esse sonho realizado é mais um motivo de orgulho para nós, que Jesus continue abençoando seus caminhos”.

Blog do Carlos Eduardo Totoró



PRIMOR – PUBLICIDADE

Através da Lei Aldir Blanc, Governo do RN libera edital para projetos editoriais e de livros

Por meio de Chamada Pública, o Governo do Estado pretende fomentar a cadeia produtiva do livro apoiando financeiramente projetos editoriais e a compra de estoques, por meio das categorias Projetos Literários

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Fundação José Augusto (FJA), publicou o aviso de licitação para o Edital Programa de Apoio Emergencial a Projetos Editoriais e Propostas de Aquisição de Livros, destinado à Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural (Lei Federal Nº 14.017/2020).

As inscrições para o edital de chamada pública poderão ser realizadas entre os dias 16 a 23 novembro por um e-mail criado para cada edital, disponibilizados no site www.cultura.rn.gov.br. A publicação dos resultados será divulgada no dia 9 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas através do endereço eletrônico [email protected]

O edital completo, publicado no site da FJA, irá selecionar 70 Projetos Editoriais, com destaque para novas produções literárias que foram prejudicadas pela pandemia e 300 propostas de aquisição de livros em lotes com a finalidade de retomar a comercialização de obras de autores e editores potiguares e de literatura em geral. O investimento nesse setor cultural é de R$ 2 milhões.

Por meio de Chamada Pública, o Governo do Estado pretende fomentar a cadeia produtiva do livro apoiando financeiramente projetos editoriais e a compra de estoques, por meio das categorias Projetos Literários, Aquisição de Livros de Autores Potiguares e Aquisição de Livros de Livrarias e Sebos.

Agora somam dez os editais lançados pelo Governo do Estado. Foram liberados neste mês de outubro Prêmio Cultura Popular de Tradição; Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa; Programa de Apoio a Microprojetos Culturais; Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância; e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres; Fomento à Cultura Potiguar, Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais; e Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana; e Ecos de Elefante: Apoio Cultural aos Municípios Potiguares.

O edital completo está no site www.cultura.rn.gov.br – Aba Editais/Editais Abertos



PRIMOR – PUBLICIDADE

Alerta: Campanha Nacional de Multivacinação tem como meta vacinar 11 milhões de crianças até 30 de outubro

O Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, oferece, atualmente, 18 vacinas para crianças e adolescentes, incluindo a cobertura de diversas doenças como sarampo, febre amarela, rubéola, caxumba, hepatites A e B

A campanha Nacional de Multivacinação segue até o dia 30 de outubro para atualizar as vacinas. A meta é imunizar 11 milhões de crianças de um ano a menor de cinco anos de idade contra a poliomielite, além de atualizar a caderneta dos menores de 15 anos em todo o país, até o fim da campanha.

O Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, oferece, atualmente, 18 vacinas para crianças e adolescentes, incluindo a cobertura de diversas doenças como sarampo, febre amarela, rubéola, caxumba, hepatites A e B.



PRIMOR – PUBLICIDADE

SUS oferece próteses e próteses para pessoas sem condições

Somente no primeiro semestre deste ano, o Ministério da Saúde investiu mais de 154 milhões de reais na fabricação de quase 3 mil e 300 órteses

Com o objetivo de facilitar o acesso, dar mais autonomia, melhorar a qualidade de vida da grande parcela da população que não têm condições para adquirir equipamentos com recursos próprios, o SUS está oferecendo órteses e próteses sob medida.

Para garantir acessibilidade e inclusão social, o Sistema Único de Saúde (SUS) produz e oferece gratuitamente coletes, palmilhas, calçados ortopédicos, cadeiras de rodas adaptadas, bengalas, muletas, andadores, aparelhos que corrigem alterações auditivas e diversos dispositivos para pessoas com deficiências físicas e outros tipos de deficiências.

Somente no primeiro semestre deste ano, o Ministério da Saúde investiu mais de 154 milhões de reais na fabricação de quase 3 mil e 300 próteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, incluindo as cadeiras de rodas.



CLIQUE – PUBLICIDADE