Fiocruz adia entrega de doses de vacina para março; adiamento é devido ao atraso na chegada do insumo farmacêutico ativo (IFA) da China

A informação consta de ofício enviado pela Fiocruz ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de apuração dos procuradores sobre o andamento dos trabalhos para a vacinação no país contra a Covid-19, informaram a Fiocruz e o MPF

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) adiou do início de fevereiro para março a entrega das primeiras doses da vacina da AstraZeneca a serem produzidas no Brasil devido ao atraso na chegada do insumo farmacêutico ativo (IFA) da China, que era esperado para o início deste mês, mas que ainda não foi recebido.

A informação consta de ofício enviado pela Fiocruz ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de apuração dos procuradores sobre o andamento dos trabalhos para a vacinação no país contra a Covid-19, informaram a Fiocruz e o MPF.

Inicialmente, a Fiocruz esperava entregar o primeiro 1 milhão de doses da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford produzidas pela fundação entre 8 a 12 de fevereiro, mas esse calendário contava com a chegada em 9 dejaneiro do insumo farmacêutico ativo (IFA) a ser importado daChina.

No ofício, a Fiocruz informa que a chegada do IFA está prevista para 23 de janeiro e que estima que as primeiras doses serão disponibilizadas ao Ministério da Saúde no início de março.



Gov_estado – PUBLICIDADE

Em Natal, profissional de saúde terá que comprovar vínculo e escala na linha de frente contra covid para ter direito a vacina nesse primeiro momento

Eles terão que comprovar vínculo de trabalho e ainda a escala nos órgãos onde estão lotados

Sobre os grupos prioritários na campanha de vacinação contra covid…

A Prefeitura de Natal já informou que, nesse primeiro momento, por causa do baixo número de vacinas enviadas pelo governo federal, vacinará os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à covid.

Eles terão que comprovar vínculo de trabalho e ainda a escala nos órgãos onde estão lotados.

Thaisa Galvão



Gov_estado – PUBLICIDADE

Currais Novos recebe as primeiras doses das vacinas contra a Covid-19

A previsão do Ministério da Saúde é que a vacinação completa dure 16 meses até atingir toda a população brasileira

A cidade de Currais Novos recebeu na tarde desta terça-feira (19) as primeiras doses da vacina contra a Covid-19.

As 495 doses iniciais, que serão destinadas na imunização dos trabalhadores de saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), além dos vacinadores, foram alocadas no Campus do IFRN da cidade de Currais Novos, em uma sala preparada especificamente para esse fim, de onde serão distribuídas aos Postos de Vacinação do munícipio.

“O município de Currais Novos tem lutado incansavelmente para combater COVID-19, onde realizamos grandes mobilizações na primeira onda de contaminação. Agora nessa segunda onda implantamos um centro de coleta do COVID 19 na antiga sede do SAMU, e adquirimos mais de 4,5 mil testes swab rápido, testes esses que com três ou quatro dias de ter iniciado os sintomas ele já confirma no exame a contaminação por Covid-19, facilitando a descoberta e o isolamento das pessoas. Recentemente temos acompanhado o aumento de casos e internações e com isso o município vem planejando novas estratégias de ação para buscar o apoio da população nesse combate”, comentou o Prefeito Odon Júnior.

De acordo com a Nota Técnica emitida pela Sesap na manhã desta terça-feira (19), a população alvo e quantidade de doses disponíveis nesta primeira etapa priorizam os critérios de exposição à infecção e de maiores riscos para agravamento e óbito da doença. O escalonamento desses grupos teve como critério a disponibilidade das doses de vacina Coronavac após a liberação do uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Ministério da Saúde destinou para o Rio Grande do Norte, no primeiro momento, um total de 82.440 doses. Neste cenário, considerando as duas doses para completar o esquema vacinal e o percentual de perda operacional de 5%, estima-se vacinar nesta primeira etapa 39.259 pessoas em todo o Estado, priorizando os seguintes grupos: trabalhadores de saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência, além dos vacinadores.

Ainda de acordo com a nota técnica da Secretaria Estadual, a fase 1 não será encerrada com esse quantitativo de doses recebidas (82.440 doses), sendo uma previsão inicial 239 mil doses para a fase 1, que não foram enviadas pelo Ministério da Saúde nesse primeiro momento. Logo que for finalizada esta primeira fase, a Sesap dará início à vacinação dos demais grupos prioritários que estão nas fases 2 e 3,  a partir da disponibilidade de doses. Em seguida, virão os demais grupos prioritários e após estes, a população em geral. A previsão do Ministério da Saúde é que a vacinação completa dure 16 meses até atingir toda a população brasileira.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Arquivo Pessoal preservará memória de Padre Tércio; iniciativa do Coletivo de Artes Casa de Pedra com consentimento do próprio homenageado

Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo faleceu no último dia 09 de janeiro, aos 85 anos, em decorrência da COVID-19

Uma iniciativa do Coletivo de Artes Casa de Pedra com consentimento do próprio homenageado, está sendo iniciada a organização do Arquivo Pessoal de Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo. O projeto foi aprovado em edital da Lei Aldir Blanc da Fundação José Augusto (Edital de Programa de Apoio a Microprojetos Culturais – Apoio a Organizações Artístico-Cultural – Ponto de Memória) e será coordenado pela arquivista Shara Rachel e pelo artista plástico Custódio Jacinto.

Como o acervo de padre Tércio conta com uma extensa biblioteca, bibliotecários também se integrarão ao projeto, e a agência Referência contribuirá com produção de conteúdos audiovisuais e desenvolvimento de plataformas digitais para o arquivo. Segundo Goretti Silva, que auxiliou o sacerdote por muitos anos, o projeto, antes de ser inscrito no edital, chegou a ser aprovado pelo próprio padre Tércio que apontou objetos e documentos que achava relevantes.

O passo a passo da organização do arquivo inclui: elaboração de biografia cronológica do produtor; higienização documental; identificação dos documentos de acordo com a sua espécie (ata, carta, decreto, disco, filme, folheto, fotografia, memorando, ofício, planta, relatório, etc); elaboração do quadro de arranjo; notação da localização de todos os documentos; elaboração de instrumentos de pesquisa (inventário ou catálogo por série documental).

Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo faleceu no último dia 09 de janeiro, aos 85 anos, em decorrência da COVID-19. Natural de Currais Novos, o sacerdote dedicou-se à Igreja do Seridó por 60 anos, a maioria deles na Paróquia de São José, em Caicó, sendo também o diretor mais longínquo do Colégio Diocesano Seridoense e do Sistema Rural de Comunicação.



Sidy´s Publicidade 01

Dr. Tadeu é quem aplica primeira vacina em enfermeira, filha da primeira pessoa que morreu de Covid-19 em Caicó

Ao todo, serão aplicadas 750 doses da CoronaVac

Às 18h desta terça-feira (19), a enfermeira Gabriela Macedo foi a primeira caicoense a receber a vacina contra o novo coronavírus, em ato realizado em frente ao Hospital Regional Telecila Freitas Fontes.

O prefeito Dr. Tadeu, que é médico e atuou no início da pandemia na linha de frente da referida unidade de saúde, foi quem aplicou o imunizante em Gabriela, inclusive, ela foi escolhida pois sua mãe, Maria das Graças Bezerra, “Gracinha da Unicat”, como era conhecida, foi a primeira pessoa que morreu com Covid-19, em Caicó.

A enfermeira, Gabriela Macedo, disse que “estava muito feliz e emocionada, pois, depois de tantas mortes, tantas perdas, agora, chegou a esperança. Minha mãe faleceu logo no início da pandemia e não teve a oportunidade de alcançar a vacina, mas, com certeza, ela está feliz por termos conseguido”, relata. Ela aproveitou para pedir à população que acredite na vacina.

O diretor do Hospital Regional do Seridó, Caio Dantas, falou sobre esperança de dias melhores, com vitória sobre o Covid-19. “A vacina, é uma possibilidade de vencer essa guerra que estamos travando há tanto tempo. Esse é um momento que representa esperança acima de tudo. Com esse ato simbólico a gente apenas deu um primeiro passo rumo a vitória”, comentou.

A partir desta quarta-feira (20), equipes da Secretaria de Saúde de Caicó, estarão percorrendo as unidades de saúde e abrigos para fazer a imunização dos profissionais de saúde. Ao todo, serão aplicadas 750 doses da CoronaVac.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Ministério da Saúde começa a distribuição da CoronaVac para todo o Brasil; veja a quantidade destinada ao RN

As outras 1.357.640 serão distribuídas no estado de São Paulo, segundo o governo estadual

O Ministério da Saúde começa a distribuir, nesta segunda-feira (18), quase 6 milhões de doses da CoronaVac para todos os estados e o Distrito Federal. Os estados poderão iniciar as campanhas de vacinação a partir das 17h (horário de Brasília).

Das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 serão distribuídas no estado de São Paulo, segundo o governo estadual.

Os primeiros voos sairão de São Paulo para o Distrito Federal e para as capitais de dez estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass também farão o transporte gratuito das caixas de vacinas para todos os estados que necessitem de transporte aéreo.

Depois que as vacinas forem entregues aos estados, os governos estaduais serão responsáveis por levar as vacinas até os municípios, em parceria com o Ministério da Defesa.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17). A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado:

Doses da CoronaVac/UF (Norte)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Acre13.84026.92040.760
Amapá15.00016.00031.000
Amazonas69.880212.440282.320
Pará124.56048.680173.240
Rondônia33.04016.36049.400
Roraima10.36077.36087.720
Tocantins29.84014.16044.000
NORTE296.520411.920708.440

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Nordeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Alagoas71.08016.68087.760
Bahia319.52057.080376.600
Ceará186.72042.480229.200
Maranhão123.04041.200164.240
Paraíba92.96021.920114.880
Pernambuco215.28055.680270.960
Piauí61.1604061.200
Rio Grande do Norte82.440082.440
Sergipe48.36052048.880
NORDESTE1.200.560235.6001.436.160

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Sudeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Espírito Santo95.4405.880101.320
Minas Gerais561.12016.560577.680
Rio de Janeiro487.520800488.320
São Paulo1.349.2007.8401.357.040
SUDESTE2.493.28031.0802.524.360

Fonte: Ministério da Saúde

Doses CoronaVac/UF (Sul)

UFDoses população geralDoses pop indígenaTOTAL
Paraná242.88022.720265.600
Rio Grande do Sul311.68030.120341.800
Santa Catarina126.56017.480144.040
SUL681.12070.320751.440

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Centro-Oeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Distrito Federal105.960200106.160
Goiás182.400680183.080
Mato Grosso65.76060.400126.160
Mato Grosso do Sul61.76097.000158.760
CENTRO-OESTE415.880158.280574.160

Fonte: Ministério da Saúde

G1



PRIMOR – PUBLICIDADE

VACINA! Ato simbólico da campanha de vacinação contra covid no RN acontecerá às 10h desta terça-feira no Centro Administrativo

Além da governadora Fátima Bezerra e sua equipe de gestão, estarão presentes prefeitos e secretários de saúde de Natal, Parnamirim, Macaíba, Extremoz, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim

Será às 10 da manhã desta terça-feira, 19, na Escola de Governo, no Centro Administrativo, o ato simbólico do início da campanha de vacinação contra covid no Rio Grande do Norte.

Além da governadora Fátima Bezerra e sua equipe de gestão, estarão presentes prefeitos e secretários de saúde de Natal, Parnamirim, Macaíba, Extremoz, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim.

Ainda na madrugada após desembarque das vacinas no aeroporto de São Gonçalo do Amarante, a Sesap iria separar os lotes para enviar às seis centrais de distribuição: Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros, Santa Cruz, São José de Mipibu e João Câmara, além de Natal e cinco municípios da Região Metropolitana: Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Extremoz e Ceará-Mirim.

O tempo de espera entre a chegada das vacinas à Unicat e sua saída para distribuição foi estimado em 3 horas.

Das 82.440 doses da Coronavac, cerca de 12 mil doses devem ficar em Natal.

A quantidade de doses encaminhadas para o interior não será divulgada por motivos de segurança.

A expectativa é de que todas as doses de vacinas recebidas pelo Estado sejam distribuídas em até 12 horas para os locais de imunização e que a primeira vacina seja aplicada em até 72 horas. “

“A gente estima que até o final do dia todas as regionais de saúde já estejam devidamente abastecidas”, destacou a secretária adjunta da Saúde, Maura Sobreira.

“Cabe destacar que a chegada da vacina não marca o fim da pandemia, a gente continua tendo o desafio que é garantir todos os cuidados sanitários: o uso da máscara, a higienização das mãos, evitar aglomerações, porque estamos, inclusive, num cenário de expansão de casos”, acrescentou.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Política de cotas nas universidades poderá ser estendida por mais 10 anos

A Política de Cotas foi criada em 2012

Com validade até 2022, a Lei de Cotas (Lei 12.711/2012) poderá ser estendida por mais dez anos. É o que estabelece o projeto de lei (PL 4.656/2020) do senador Paulo Paim (PT-RS).

A Política de Cotas foi criada em 2012 e permitiu que pobres, negros, indígenas e pessoas com deficiência entrassem na universidade pública. Considerada um instrumento de inclusão social, o senador Paim defende a continuidade da política de cotas, com revisão em dez anos para efetuar ajustes necessários.

Agência Senado



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Cachorro é agredido com golpes de facão em Baraúna no interior do RN

O agressor não foi identificado

Um cachorro foi agredido com golpes de facão na tarde de domingo (17), na zona rural do município de Baraúna, região Oeste do Rio Grande do Norte. O animal foi levado para uma clínica veterinária, atendido e recebeu alta. O agressor não foi identificado.

A Polícia Militar informou que foi acionada para atender a ocorrência na comunidade rural Primavera, mas quando chegou ao local o animal já tinha sido levado para uma clínica. “No local ninguém informou quem foi o autor. Informamos a Polícia Ambiental para que tomassem as medidas cabíveis. Tomamos conhecimento que um vereador de Mossoró levou o animal para uma clínica”, contou o comandante da PM em Baraúna, Sargento Crisvaldo.

O cachorro foi resgatado pela ONG Ampara, que trabalha com o resgate de animais em estado crítico. A assessoria do vereador Pablo Aires, que é fundador da ONG, informou que ele tomou conhecimento do caso pelas redes sociais e fez o resgate do cachorro.

O cachorro se chama Bob e é conhecido pelos moradores da comunidade. Ele foi levado para uma clínica particular onde recebeu os primeiros socorros. Ele precisaria de uma cirurgia, mas não foi possível fazer o procedimento porque o ferimento está infeccionado. O veterinário passou uma medicação e deu alta ao animal, que está sob os cuidados do vereador.

A ONG está recebendo doações de material para curativo, e de dipirona em gotas e maxicam 2mg, para o tratamento do Bob que demorará em média 3 meses. Também estão precisando de ataduras, soro fisiológico, gaze e esparadrapo. Quem quiser ajudar pode entrar em contato através do número (84) 98157-0372. A ONG vai registrar um Boletim de ocorrência na Polícia Civil para que o autor das agressões seja identificado.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Governo do RN inicia distribuição de vacinas contra a Covid para municípios do interior e Grande Natal

Transporte dos imunizantes é feito em viaturas do Corpo de Bombeiros, com escolta de policiais militares e apoio da PRF

Bombeiros e policias militares deram início, ainda no final da madrugada e início da manhã desta terça-feira (19), ao trabalho de transporte e escolta das vacinas contra a Covid-19 para seis regionais de saúde no interior do estado e mais cinco cidades da Grande Natal.

Neste primeiro momento, o estado recebeu cerca de 82 mil doses da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Este primeiro lote vai atender 39.258 potiguares com duas doses da vacina, aplicadas entre um intervalo de 28 dias, priorizando os grupos prioritários: trabalhadores de saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas).

Desembarque

Assim que desembarcam no RN, por volta de 1h, os imunizantes foram recebidos pela Polícia Federal. Ao deixarem o Aeroporto Internacional de Natal, foram escoltados pela Polícia Rodoviária Federal até a sede da Unicat, na capital, de onde partiram para as regionais de saúde e municípios metropolitanos.

Na Unicat, as vacinas passaram a ser de responsabilidade da Polícia Militar, que além de fazer a segurança do armazenamento no prédio, também foi responsável por escoltar as viaturas do Corpo de Bombeiros, que fizeram o transporte das vacinas.

“Neste momento de pandemia e de muita ansiedade pela vacina, a missão de garantir a segurança de todo o material e do pessoal envolvido é de extrema importância e responsabilidade para o governo estadual”, enfatizou o titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, coronel Francisco Araújo Silva.

As regionais que receberão as primeiras doses da Coronavac no RN são: Mossoró, Pau dos Ferros, Caicó, Santa Cruz, João Câmara e São José de Mipibu. A partir das centrais, as vacinas serão distribuídas para os demais municípios do estado.

Na Região Metropolitana, além de Natal, também recebem parte dos imunizantes os municípios de Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e Extremoz.



Gov_estado – PUBLICIDADE