68 municípios do RN estão em alerta para chuvas intensas

Mais um alerta de chuvas intensas foi emitido para municípios do Rio Grande do Norte pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O aviso deste domingo (16) se estende até o fim da manhã desta segunda-feira (17).

De acordo com o Inmet, podem ocorrer chuvas de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia em 68 municípios do estado. Além disso, podem ocorrer ventos de até 60 km/h, corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

A orientação do instituto é para que, em caso de rajadas de vento, a população não busque abrigo debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. O motoristas também devem evitar o estacionamento perto de torres de transmissão e placas de propaganda.

O aviso vale para parte do Rio Grande do Norte e ainda engloba cidades de Pernambuco, Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará, Amazonas, Roraima, Rondônia e Mato Grosso.

Veja os municípios do RN em alerta:

Assú
Afonso Bezerra
Água Nova
Alexandria
Almino Afonso
Alto do Rodrigues
Antônio Martins
Apodi
Areia Branca
Augusto Severo
Baraúna
Caraúbas
Carnaubais
Coronel João Pessoa
Doutor Severiano
Encanto
Felipe Guerra
Francisco Dantas
Frutuoso Gomes
Governador Dix-Sept Rosado
Grossos
Ipanguaçu
Itajá
Itaú
Janduís
Jardim de Piranhas
João Dias
José da Penha
Lucrécia
Luís Gomes
Macau
Major Sales
Marcelino Vieira
Martins
Messias Targino
Mossoró
Olho d’Água do Borges
Paraná
Paraú
Patu
Pau dos Ferros
Pendências
Pilões
Portalegre
Porto do Mangue
Rafael Fernandes
Rafael Godeiro
Riacho da Cruz
Riacho de Santana
Rodolfo Fernandes
São Fernando
São Francisco do Oeste
São João do Sabugi
São Miguel
São Rafael
Serra do Mel
Serra Negra do Norte
Serrinha dos Pintos
Severiano Melo
Taboleiro Grande
Tenente Ananias
Tibau
Timbaúba dos Batistas
Triunfo Potiguar
Umarizal
Upanema
Venha-Ver
Viçosa



Em Caicó Centro Covid se transforma em Centro de Atendimento à Síndromes Respiratórias

A partir desta segunda-feira, 17, o Centro Covid passa a ser o Centro de Atendimento à Síndromes Respiratórias.

“Além de atender pacientes com Covid, atenderá também as síndromes gripais”, explica a coordenadora técnica da Secretaria de Saúde, Jardênia Noronha.

“Temos tido um aumento significativo do número de atendimentos a pessoas com gripes, então não faz mais sentido manter um Centro Covid, onde a maior parte dos atendimentos está sendo por outras causas. Agora, além de Covid, atenderemos também outras síndromes respiratórias”, justifica a coordenadora.  

Além da mudança no nome do centro e na natureza dos atendimentos, houve também uma ampliação no horário, que será das 7h às 19h, de segunda à sexta.



Média móvel de casos de Covid-19 no Brasil aumenta 129% em uma semana

O Brasil relatou 48.520 novos casos de Covid-19 neste sábado (16). Com isso, a média móvel de infecções pelo vírus chegou a 68.028, número 128,9% maior do que o registrado há uma semana.

Quanto às mortes pela doença, foram contabilizadas 175 nas últimas 24 horas. A média móvel de óbitos está em 148, crescimento de 24% em relação há semana anterior.

Nos últimos dias, os boletins divulgados pelo Ministério da Saúde têm apresentado uma alta no número de novas infecções confirmadas no Brasil. Na última sexta-feira (14), o país voltou a registrar mais de 100 mil casos em 24 horas. No entanto, os dados sobre óbitos sobem mais lentamente.

Especialistas consultados pela CNN explicam que o descompasso entre os dois índices pode ter causas multifatoriais.

Uma das hipóteses é o indício de que a variante Ômicron, que tem se espalhado rapidamente pelo país, está associada a quadros clínicos mais leves. Outro ponto relevante é o avanço da vacinação, alcançado especialmente no segundo semestre de 2021.

A exposição de grande parte da população à infecção natural pelo vírus, o que confere certa imunidade, também pode contribuir para que o número de mortes se mantenha estável.



Pedro Rafael solicita Sistema de escoamento de água para Lagoa Nova

Nesta Sexta-feira (14), o Blogueiro Pedro Rafael esteve cumprindo agenda na sede da prefeitura Municipal de Lagoa Nova com o prefeito Luciano Santos (MDB), na oportunidade Pedro solicitou ao Poder Executivo que sejam adotadas as providências necessárias e cabíveis para que se solucione o problema enfrentado pelos moradores na última chuva do dia (13). De indicação o Jovem requereu a implantação de um Sistema de escoamento de água para Lagoa Nova.

Segundo Pedro Rafael, são necessárias algumas ações urgentes a fim de evitar novos alagamentos.

“As constantes enchentes na via tem causado grandes transtornos e prejuízos aos moradores, uma vez que a rede de escoamento de água é deficitária… Seguimos fortes em busca de atender os anseios do povo Lagoanovense”, postou o blogueiro em suas mídias sociais.



Governo reconhece situação de emergência em municípios de MG, RN e RS

O Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu, nesta sexta-feira (14), a situação de emergência de mais 255 municípios mineiros afetados por chuvas intensas, totalizando 362 nesta situaçao.

Até o momento, o Governo Federal já garantiu o repasse de aproximadamente R$ 48 milhões para o estado de Minas Gerais, um dos mais atingidos pelas fortes chuvas que ocorrem desde novembro do ano passado.

Além disso, o ministério tem acompanhado o monitoramento, junto aos órgãos responsáveis, da barragem da Usina Carioca, em Pará de Minas.

Já no Rio Grande do Norte e no Rio Grande do Sul, foi a estiagem que motivou o reconhecimento da situação de emergencia em sete municípios desses estados.

Os municípios gaúchos que obtiveram o status por conta de estiagem são Barão de Cotegipe, Dois Irmãos das Missões, Planalto e São José das Missões. Já no Rio Grande do Norte, estao em situaçao De emergencia Campo Grande, Patu e São Miguel do Gostoso.

Após a concessão do status pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres naturais, seja estiagem ou chuva, podem solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional para atender à população afetada, restabelecer os serviços essenciais e reconstruir a infraestrutura danificada.



Chuvas intensas devem continuar no RN

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu um novo alerta de chuvas intensas para todos os municípios do Rio Grande do Norte neste sábado (15). De acordo com o aviso, é possível que chova de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com ventos intensos de até 60 km/h.

Ainda segundo o Inmet, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

“Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda”, avisa o instituto.

Além do Rio Grande do Norte, o comunicado se estende para municípios de Pernambuco, Ceará, Paraíba, Piauí, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Jardim de Piranhas

Em Jardim de Piranhas, no Seridó do RN, uma chuva de mais de 100 milímetros alagou ruas da cidade e deixou moradores ilhados nessa sexta-feira (14). O governo do estado montou uma força-tarefa para acompanhar a situação no município. A ação envolve o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, a Caern e a Secretaria Recursos Hídricos.



Meteorologista explica chuva forte em Jardim de Piranhas

O meteorologista Gilmar Bristot, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), explicou o que provocou a chuva torrencial que caiu em Jardim de Piranhas, no Seridó potiguar, nessa sexta-feira (14). Segundo ele, o cenário tem sido frequente ao longo dessa semana.

“Essas chuvas podem acontecer. Todos esses dias tiveram chuvas fortes em alguma cidade. As instabilidades recebem a umidade que está acumulada no final da tarde, início da noite, e podem causar formação de chuvas pesadas, como tem acontecido”, explicou.

Segundo o meteorologista, essas chuvas são comuns nessa época do ano devido a uma temperatura mais elevada no Oceano Atlântico. Outro fator é a atuação de um vórtice ciclônico sob as nuvens cumulonimbus, que são responsáveis por essas chuvas intensas e até pelo granizo que caiu no estado.

“É normal quando tem o vórtice cilônico nesta época do ano, que ele concentra essa umidade embaixo da cumulonimbus. Para essa época do ano, que você tem condições mais favoráveis no Oceano Atlântico com águas mais quentes, você pode ter essas chuvas no interior”, esclareceu.

Bristot considerou a precipitação bastante elevada, mas citou as características da cidade como outro fator de influência para os alagamentos registrados nessa sexta-feira. 

“É um valor muito alto para uma hora de chuva. 130 milímetros esgota qualquer sistema de drenagem. E tem também a questão da cidade. A RN que corta a cidade em duas e nos dois lados são duas depressões. São locais que acumulam água facilmente”, pontuou.

O especialista acrescentou ainda que “a questão de ter inundações é muito fácil de se prever por causa da característica da cidade”.

Ainda nessa sexta-feira (14), o governo do RN mobilizou uma ação integrada para acompanhar a situação em Jardim de Piranhas. Neste sábado (15), o Instituto Nacional de Meteorologia emitiu um alerta de chuvas intensas para todos os municípios do Rio Grande do Norte. O aviso indica chuvas de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia.



Menino de 9 anos é a primeira criança vacinada contra Covid no RN

Émerson Miguel foi a primeira criança vacinada no Rio Grande do Norte — Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi

O menino Émerson Miguel Neves da Rocha, de 9 anos de idade, foi a primeira criança a ser vacinada contra a Covid no Rio Grande do Norte.

Ele recebeu a dose do imunizante em um ato simbólico promovido pelo governo do RN neste sábado (15) na Unidade Básica de Saúde (UBS) Amarante, no município de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal.

O garoto Émerson Miguel comemorou o momento. “É muito importante tomar a vacina, porque o coronavírus é aquela ‘doença da praga’”, falou o menino.

Logo após, outras três crianças foram vacinadas no ato simbólico na UBS.

Início da vacinação

A vacinação em crianças entre 5 e 11 anos de idade começou neste sábado no RN em um ato simbólico.

Na manhã da sexta-feira (14), o estado recebeu do Ministério da Saúde o primeiro lote de vacinas contra a Covid para crianças, com 20.900 doses.

O município de Natal ainda não definiu quando começará a aplicação na capital potiguar. Na sexta, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que vai capacitar os vacinadores para o público infantil na segunda-feira (17) e só depois definirá a data de início da vacinação.

A capital potiguar tem a estimativa de 77.341 crianças entre 5 e 11 anos de idade e recebeu a maior quantidade de vacinas desse primeiro lote, com 4.550 doses.

O primeiro lote foi distribuído na tarde desta sexta-feira (14) para os municípios, saindo da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal.

Orientação

Por ser um baixo quantitativo de vacinas recebidas no primeiro lote perto da quantidade estimada do público-alvo, que é de aproximadamente 350 mil crianças, a orientação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é que a vacinação comece por aquelas com comorbidades ou deficiência permanente.

A pasta orienta que após a vacinação desse público, os municípios devem seguir o escalonamento da vacinação por idade crescente, iniciando com as crianças de 5 anos.

Vacinação

Segundo a Sesap, pais ou responsáveis devem acompanhar as crianças ao local de vacinação, manifestando sua concordância com a vacinação. Segundo o governo, também é importante que seja feito o cadastro da criança como dependente na plataforma RN+ Vacina.

Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento por escrito. 

Por Inter TV Cabugi e g1 RN



Natal só vai começar a vacinar crianças após capacitação de vacinadores

Nesta segunda-feira (17), a Secretaria de Saúde Municipal de Natal fará a capacitação dos vacinadores para a aplicação da vacina contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. A capacitação acontecerá no auditório do Departamento de Vigilância em Saúde e será ministrada por Veruska Ramos, chefe do setor de agravos imunopreveníveis. 

Na capacitação serão repassadas informações técnicas e manuseio do imunizante da Pfizer para esse público, uma vez que a apresentação e concentração é diferente do público anterior.

“O intervalo da primeira e segunda doses é de oito semanas e outro ponto importante a destacar é que a criança só pode tomar a vacina contra a Covid se estiver com intervalo de 15 dias das vacinas de rotina. A dosagem infantil também é diferente, são 0,2 ml”, explica Veruska.

Após a capacitação dos vacinadores, a SMS Natal vai anunciar a data do início da vacinação infantil.