RN: ‘Momento exige medidas mais rígidas’, afirma Fátima em mais uma reunião com prefeitos

Fátima Bezerra sugeriu que os prefeitos devem seguir as regras do decreto estadual e até tomar medidas mais duras, de acordo com a realidade local, como o toque de recolher

O Governo do Rio Grande do Norte encerrou hoje (25) o ciclo de reuniões com os prefeitos e secretários de saúde dos 167 municípios para tratar da efetivação das medidas emergenciais de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) e ações do Pacto pela Vida.

Iniciada na última quinta-feira, as reuniões finalizaram com os gestores dos municípios da V Regional de Saúde, que tem como sede a cidade de Santa Cruz, e contaram também com participação dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho.

A governadora, professora Fátima Bezerra, disse que o atual quadro de agravamento da pandemia da Covid-19 é resultado do comportamento social que não se sensibilizou diante das recomendações e alertas. Fátima Bezerra sugeriu que os prefeitos devem seguir as regras do decreto estadual e até tomar medidas mais duras, de acordo com a realidade local, como o toque de recolher.

Auxílio emergencial compensa restrições

Para minimizar o impacto na economia pela restrição às atividades, Fátima Bezerra pediu apoio da Federação dos Municípios do RN (Femurn) à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 186 para retorno do auxílio emergencial, mas sem a desvinculação de receitas para educação e saúde, como está colocado. “O direito à saúde e à educação tem que ser assegurado. Se a desvinculação passar ficará inviabilizado o novo Fundeb que acabamos de aprovar. Apelo aos prefeitos e à bancada de deputados federais e senadores do nosso estado para se posicionarem e votarem contra a desvinculação.”

Mais vacinas

Quando o Brasil ultrapassa o número de 250 mil mortos vítimas da pandemia, a  governadora destaca a importância de concentrar o foco no Plano Nacional de Imunização (PNI).

Procuradora reforça exigência de medidas restritivas

A procuradora regional do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN), Ileana Neiva Mousinho participou da reunião do Estado com os prefeitos da IV Regional de Saúde e foi taxativa: “Os Ministérios Públicos Federal, do Trabalho e do Estado assinaram uma recomendação conjunta para municípios adotarem medidas epidemiológicas e sanitárias, inclusive com normas mais rígidas. A taxa de transmissão é alta e os ministérios entendem que as medidas devem ser endurecidas.” 

Ela também alertou aos municípios e empresas a cuidar da saúde da população nos locais de trabalho devido ao risco biológico do novo coronavírus.

O MPT notifica os municípios para darem voz aos conselhos municipais de saúde – instalar onde ainda não há e fazer funcionar efetivamente para ajudar na conscientização da população, assim como tratar com as empresas sobre as medidas protetivas. “É preciso entender que se não há providências rígidas, os próximos dias serão piores”, justificou. 

Ileana Mousinho ainda se referiu aos cuidados com os idosos. “É preciso dar total atenção aos idosos. No interior, a aposentadoria é fonte de renda para muitas famílias. Se não cuidar, pode se perder esta renda, o que deixará a família desamparada e terá reflexos no comércio com menos dinheiro circulando. É preciso ser duro, dizer isso claramente à população, já que, com a perda de renda, as famílias irão procurar a assistência social.”

“Tolerância zero com pessoas sem máscara nas ruas”

A procuradora do Trabalho reforçou as iniciativas do Estado para a integração das ações da vigilância epidemiológica e da vigilância sanitária realizada pelos municípios. “Tolerância zero com pessoas sem máscara nas ruas. Rastrear casos, sua origem, os contatos das pessoas contaminadas, inclusive nas empresas. Mapear o entorno da pessoa que tem ou teve Covid. Isso é determinante para sairmos deste problema enorme que enfrentamos”, argumentou.

O procurador do Ministério Público Federal (MPF), Vitor Mariz, avalia a situação como perigosa e aflitiva. “Duas novas cepas estão circulando no RN. O cenário é assustador e exige que todos assumam responsabilidades. Pergunto aos prefeitos e secretários: o que vale mais, evitar aglomerações, festas, regulamentar horários de funcionamento de bares e casas de festas, que todo prefeito sabe onde acontecem, aproveitar o apoio que o Governo do Estado proporciona, ou daqui a duas ou três semanas contabilizar mortes e vítimas fechando tudo?”

Vitor Mariz aponta a condição de prefeito como maior autoridade municipal e que todos conhecem. “A firmeza tem que partir do prefeito. O maior bem é a vida e devemos protegê-la. Proteger a vida é proteger a economia também. Então, precisamos de medidas firmes e pontuais, com engajamento e planejamento da fiscalização com apoio das forças de Segurança Pública”.

Para o promotor de justiça do Estado, Ricardo Lima, responsável pela comarca de Santa Cruz, na região Trairi, “estamos vendo leitos de UTI Covid em colapso e o governo estadual correndo para abrir novos leitos. Por mais que se abram leitos não será suficiente se a população não atender as regras de proteção. Solicitei aos municípios de Santa Cruz e outros seis da comarca informações sobre a edição dos decretos.”

No encerramento do primeiro ciclo de reuniões convocadas pelo Governo do Rio Grande do Norte, o  secretário de Gestão de Projetos e coordenador do Pacto Pela Vida, Fernando Mineiro, disse que o principal hoje é barrar a transmissão do vírus. “Estas reuniões foram muito produtivas, tivemos a adesão dos municípios e esperamos que todos os municípios editem seus decretos e medidas. Só com a união vamos vencer a pandemia.”

O apoio do sistema de Segurança Pública estadual para fazer valer as medidas municipais pode ser solicitado diretamente pelo gestor público aos comandos das unidades das polícias Militar e Civil ou Corpo de Bombeiros Militar. O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), coronel Francisco Araújo informou que a determinação da governadora Fátima Bezerra é atender todas as solicitações prontamente. “Estamos preparados para agir prontamente”, concluiu. 

Reunião com a IV Regional de Saúde

Ainda na manhã desta quinta-feira (25), a governadora esteve reunida com os gestores municipais da IV Unidade Regional de Saúde Pública (URSAP), formada por cidades da região Seridó. Na ocasião, a chefe do Executivo estadual anunciou que solicitou uma audiência com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, para tratar da abertura de novos leitos de UTI para o combate à pandemia do novo coronavírus no estado. 

A governadora voltou a lembrar que, mesmo com a abertura de novos leitos críticos, é preciso que a população também faça sua parte. “Vamos continuar expandindo. Mas não vamos iludir a população que salvaremos vidas somente abrindo leitos ou receitando comprimidos que não tem eficácia comprovada. Só há um jeito de combater a disseminação da Covid-19: pedir a população para não aglomerar e manter o isolamento e o distanciamento social”, afirmou.

Entre as regionais de saúde do RN, o Seridó – apesar de ainda estar acima do limite considerado ideal para o correto gerenciamento dos leitos críticos (80%), mantém a menor taxa de ocupação do estado com 86%. A governadora elogiou o trabalho dos gestores da região e declarou que “um dos fatores que tem contribuído para o êxito do combate a pandemia nessa região é a união de vocês. Como vocês conseguem separar as questões, seja lá de que natureza for, pensando nos interesses da coletividade. E é disso que se trata este momento que estamos vivendo”.

Participaram da reunião: o secretário estadual da Segurança Pública, Coronel Francisco Araújo; o secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro; o secretário  adjunto estadual da segurança pública, delegado Osnir Monte; o procurador do Ministério Público Estadual, Vicente Elísio; a secretária  Adjunta, do Gabinete Civil, Socorro Batista; a diretora de Políticas Intersetoriais e Promoção à Saúde da Sesap, Tereza Freire; a diretora geral do Hospital Regional Mariano Coelho, Ligia Daiana; a enfermeira do Centro Covid, Edvania Lima, e o diretor da Polícia Civil do Interior, Inácio Rodrigues.

E os prefeitos: Saint Clay Alcântara S. de Medeiros (Florânia), Luciano Santos (Lagoa Nova), Jane Maria (São Vicente), Judas Tadeu (Caicó), Sérgio Fernandes (Serra Negra do Norte), Joaquim de Medeirinho (Cruzeta), Inácio Macedo (Tenente Laurentino), Genilson Medeiros Maia (São Fernando), Cletson Oliveira (Equador), Galego Paiva (Ipueira), Odon Junior (Currais Novos), José Amazan Silva (Jardim do Seridó), Alice de Assis (Santana dos Matos), Ivanildinho Albuquerque (Timbaúba dos Batistas), além dos secretários municipais de saúde – Evaneide Nóbrega (Caicó), Mônica Damasceno (Santana dos Matos), Vitória Bulcão (Equador).



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Fátima reforça parcerias com municípios para enfrentar a pandemia do coronavírus

Reuniões fazem parte de um ciclo de mobilização iniciado pelo Governo do RN em função da gravidade da pandemia do novo coronavírus com a circulação de novas cepas no Estado e alta taxa de ocupação de leitos

O Governo do Estado está de portas abertas para ajudar os municípios no que for possível para conter o avanço do novo coronavírus neste momento, grave, que o Brasil enfrenta. Precisamos sensibilizar a população, alertá-la do perigo, estimular o isolamento social, caso contrário poderemos ter um junho mais dramático do que foi o de 2020, quando morreram 850 pessoas, ante uma média mensal de 303 óbitos.

O aceno à união com prefeituras, à participação de entidades de classe, das igrejas e da sociedade como um todo na luta contra a Covid-19, foi feito nesta quarta-feira (24) pela governadora Fátima Bezerra em reunião virtual com prefeitos e gestores de saúde dos municípios da 2ª Regional de Saúde, em resposta ao pedido de prefeitos da região para reforçar a presença das forças de segurança e, com isso, fazer cumprir as medidas restritivas à circulação de pessoas.

Os prefeitos disseram que apesar de todos os esforços feitos no sentido de alertar a população da gravidade do problema, usando os meios de comunicação disponíveis, ainda há focos de resistência às medidas protetivas, especialmente daqueles que insistem em participar de eventos que geram aglomerações. “Infelizmente a população só respeita quando a polícia está presente”, afirmou o prefeito de Apodi, Alan Silveira.

“Se o processo de vacinação tivesse avançado no Brasil, não estaríamos numa situação tão delicada como esta. Infelizmente, o processo de vacinação está patinando, mas isso não é culpa dos estados nem dos municípios, mas do governo federal”, explicou a governadora.

Antes da fala da governadora, a subsecretária de planejamento e gestão da secretaria estadual da Saúde Pública (Sesap), Lyane Ramalho, apresentou os dados da ocupação de leitos críticos: 89,1% na Região Metropolitana, 79,8% no Oeste e 82,5% no Seridó. Diante da necessidade crescente e tendo em vista a falta de leitos em Natal e região, a Sesap está transferindo pacientes para outras localidades. Hoje, dois pacientes foram levados, de avião, para Pau dos Ferros, onde a estrutura para receber paciente Covid foi ampliada.

“É preciso deixar claro para a população que não é abrindo leitos que vamos resolver essa situação. Se necessário, adotem medidas mais duras do que as recomendadas no decreto estadual. Não vamos fugir de nossas responsabilidades”, recomendou a governadora repetindo o que vem dizendo em reuniões anteriores com prefeitos.

O vice-governador Antenor Roberto, que abriu a reunião, disse que o governo vem trabalhando com base em orientações da ciência, daí as recomendações de isolamento social enquanto o Estado não atinge um nível seguro de imunização. “O anúncio de protocolos medicamentosos não reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde, já rechaçados pela comunidade científica, são parte integrante do estímulo para que a população se lance em concentrações, relaxe no uso de máscaras. Passa a consumir a medicação achando que ela traz a imunização da doença. E todo o protocolo internacional já estabeleceu que para a Covid o único protocolo da imunização é a própria vacina.”

VACINAS

Diante de uma pergunta sobre a possibilidade de incluir professores nos grupos prioritários para que as aulas presenciais da rede pública pudessem ser iniciadas nos municípios, a governadora lembrou que os critérios são definidos pelo Ministério da Saúde. “Desde o início levantei a bandeira da Educação. Temos que trazer os profissionais de Educação para as fases mais iniciais da campanha de vacinação. Eles estão nos grupos prioritários, nossa luta é trazê-los mais pra frente, para que as aulas possam ser retomadas.”

Sobre a compra direita de vacina pelos Estados, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal, Fátima disse que o assunto vem sendo discutido no Fórum de Governadores há três semanas. “O RN está entre os Estados que manifestaram interesse de fazer essa operação, passando pelo Plano Nacional de Imunização. Repito o que disse ontem: vamos fazer o que estiver a nosso alcance, remover montanhas para adquirir mais vacinas e trazer para o Rio Grande do Norte.”

No final da tarde, a Sesap recebeu 35.500 doses de vacinas da Astrazeneca-Fiocruz. Para amanhã, está prevista a chegada de 19.400 doses da CoronaVac. As vacinas da Astrazeneca, são destinadas a indígenas (2.920), pessoas de 85 a 89 anos de idade (21.927) e trabalhadores de saúde (8.996). Das 19.400 da CoronaVac, 9.223 são destinadas para a primeira dose da vacinação de idosos com idade entre 80 a 84 anos.

As reuniões fazem parte de um ciclo de mobilização iniciado na semana passada pelo Governo do RN em função da gravidade da pandemia do novo coronavírus com a circulação de novas cepas no Estado. Até o início da tarde de hoje, mais de 80 municípios já tinham editado decretos com medidas restritivas à circulação de pessoas publicados no Diário Oficial.

ESTATÍSTICAS
Covid-19 / RN
Número de óbitos confirmados

2020
Mar 07
Abr 61
Mai 361
Jun 850
Jul 757
Ago 313
Set 148
Out 100
Nov 115
Dez 326

2021
Jan 301
Fev* 205

Leitos Críticos
Taxa de ocupação por região – em %

Metropolitana: 89,1
Oeste: 79,8
Seridó: 82,9
RN: 85,5



Sidy´s Publicidade 01

Vivaldo Costa volta falar sobre Covid-19 e lembra os cuidados preventivos no combate à pandemia

Segundo o deputado, enquanto as vacinas não chegam para todos os brasileiros, devemos evitar aglomerações

Durante a Sessão Plenária desta quarta-feira (24), o deputado Vivaldo Costa (PSD), voltou a discutir a temática do novo coronavírus. O parlamentar falou da importância da prevenção na luta contra a COVID-19 e lembrou os cuidados preventivos no combate à pandemia. Segundo o deputado, enquanto as vacinas não chegam para todos os brasileiros, devemos evitar aglomerações.

“Nós já tivemos mais de 500 mil mortes nos Estados Unidos, país de Primeiro Mundo, e mais de 200 mil aqui no Brasil. Precisamos lembrar que o vírus penetra no organismo através de nariz, boca e olhos. Por isso a importância da máscara. Além disso, de vez em quando, é necessário lavar as mãos com água e sabão ou utilizar o álcool em gel”, destacou. O parlamentar disse ainda que os cientistas recomendam beber muita água, comer frutas, verduras e legumes, a fim de aumentar as defesas do organismo.

“E outra coisa importante é que, hoje, o novo coronavírus está contaminando as pessoas dentro de suas residências. Portanto, mesmo em casa, os cuidados devem existir, para que possamos combater essa segunda onda, que está amedrontando toda a população. Não temos mais médicos, não temos UTI, não temos leitos. Portanto, a prevenção é extremamente relevante”, finalizou.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Prefeito Renam Luiz de Campo Redondo faz leitura de mensagem anual e presta contas dos primeiros dias de trabalho

Além do prefeito Renam, presidente da Câmara Preto da Emater e os vereadores, a abertura do período legislativo foi acompanhada pela primeira dama do município, Kylvia Twiza, secretária chefe de gabinete, Karmen Marília e a imprensa

O prefeito de Campo Redondo, Renam Luiz, esteve na Câmara Municipal para a tradicional leitura da Mensagem Anual. O ato constitucional marca oficialmente a abertura do período legislativo. O presidente da Câmara, Preto da Emater, justificou que devido à pandemia a cerimônia precisou ser restrita, mas com transmissão pelas redes sociais. A cerimônia aconteceu na noite desta terça-feira (23) com a presença de todos os vereadores.

Renam prestou contas dos seus 54 dias à frente do município e apresentou algumas metas que pretende realizar em 2021. “Estamos imprimindo diariamente nosso jeito de governar. Sou consciente que administrar não é fazer mágica, diante de tantos problemas e desafios que a máquina pública tem passado. Os recursos são limitados, a burocracia é grandiosa, os problemas são inúmeros. Mas o compromisso público assumido em praça pública é o combustível para tentar vencer e fazer o melhor para o povo camporedondense”.

Em sua fala o prefeito enalteceu o papel da Câmara Municipal e pediu o apoio dos edis para desenvolver uma administração com grandes marcas em defesa do povo, principalmente dos mais carentes. Renam falou sobre emprego e renda e disse que está firmando parcerias importantes para promover cursos de capacitação. “Já estamos em conversas avançadas com empresários e, muito em breve, poderemos ter empresas instaladas em nosso município. Uma das condições para isso é ter mão de obra qualificada. Desta maneira, fechamos parceria com o Senai e iremos oferecer cursos de pedreiro, costura e panificação”.

Além do prefeito Renam, presidente da Câmara Preto da Emater e os vereadores, a abertura do período legislativo foi acompanhada pela primeira dama do município, Kylvia Twiza, secretária chefe de gabinete, Karmen Marília e a imprensa.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Vivaldo pede conserto de ponte e nova viatura policial para São João do Sabugi

“Espero que o Governo do Estado possa atender com a maior brevidade possível”, disse Vivaldo na sessão

O deputado Vivaldo Costa (PSD) protocolou dois importantes requerimentos que beneficiam a cidade de São João do Sabugi, na sessão ordinária desta terça-feira (23). O primeiro deles foi destinado à segurança pública, onde requereu uma viatura policial para ampliar o trabalho de enfrentamento ao crime e dar mais segurança a população. Já o segundo foi para que o Governo possa restaurar a ponte da entrada da cidade, na RN 118.

Os pedidos foram encaminhados a governadora Fátima Bezerra. “São duas pautas importantes para a cidade de São João do Sabugi. Pleitos que o amigo e vereador Braz Brito, me encaminhou e eu apresento aqui no plenário da Assembleia Legislativa. Espero que o Governo do Estado possa atender com a maior brevidade possível”, defendeu Vivaldo.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Governo reúne prefeitos para cumprimento das medidas de proteção à covid-19

A governadora Fátima Bezerra iniciou nesta terça-feira (23) uma série de sete reuniões com os prefeitos dos municípios que compõem as regionais de saúde. Por vídeo conferência, a reunião de hoje envolveu os 27 municípios da Primeira Regional de Saúde, a maioria da região Agreste.

A governadora destacou que os Ministérios públicos federal, do trabalho e estadual se somam aos esforços da administração estadual e divulgaram nota apoiando as medidas. “São ações imperiosas que os municípios devem seguir acompanhando as orientações do decreto estadual”, disse Fátima Bezerra. Ela informou que o Governo do Estado está agindo para abrir mais leitos. “Falei com o ministro da saúde ontem e hoje (23). Pedi 20 kits de leitos de UTI. Ele disse que não tinha kits completos, então pedi que mandasse os equipamentos que tivesse. Estamos abrindo novos leitos nos Hospitais Giselda Trigueiro, da Polícia Militar, em São Gonçalo do Amarante, em Santo Antônio, além dos 10 leitos no Hospital de Campanha de Natal que têm os equipamentos fornecidos pela Secretaria Estadual de Saúde”, informou.

A chefe do Executivo, entretanto, alertou: “Mas não podemos nos iludir. Não basta abrir leitos para resolver a situação. A pandemia se espalha com novas cepas e é preciso que a sociedade tome consciência coletiva, restringir a circulação, evitar aglomerações, usar máscara e higienizar as mãos constantemente. Enquanto não tivermos vacina para todos, não há outra medida. Temos que nos proteger.”

Diante do argumento dos prefeitos, de que parte da população não reconhece os riscos das aglomerações e não usa máscara, a governadora sugeriu que eles incluam nos decretos municipais o toque de recolher. “Estou esperançosa e confiante para vencermos o recrudescimento da pandemia. Temos um movimento de união que se espalha por todo o Rio Grande do Norte — união, solidariedade e compromisso em defesa da vida.”

A coordenadora da Sesap, Lyane Ramalho reforçou que o momento é de somar forças para fazer vigorar as medidas sanitárias e protetivas. “Devido ao grande aumento de casos, principalmente na Região Metropolitana de Natal, que enfrenta colapso na assistência Covid-19 por superlotação, estamos trabalhando dia e noite e abrindo novos leitos. Mas, abertura de leitos é finita. Estamos transferindo pacientes para as regiões Oeste e Seridó. O aumento de casos tem relação com o comportamento social influenciado pelas eleições, festas de final de ano, veraneio e carnaval”, declarou.

A Coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap, Kelly Lima ressaltou que “estamos em diálogo com os municípios para as ações acontecerem efetivamente nas cidades. Os que não editaram decretos municipais devem fazê-lo em consonância com o decreto estadual para alinhamento de condutas, realizar barreiras educativas, ações em conjunto com a Polícia Militar”. Kelly Lima ainda destacou o “papel fundamental da atenção primária em saúde realizada pelos municípios proteger grupos de risco.”

Coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro disse que o Rio Grande do Norte dá exemplo de unidade com o chamamento da governadora aos prefeitos para o entendimento no cumprimento às medidas protetivas. Esta é a primeira de sete reuniões abrangendo todos os municípios.

O secretário de estado da Segurança Pública e Defesa Social, Cel. Francisco Araújo Silva lembrou que “desde o início, a governadora colocou o dispositivo de segurança para atender os municípios. Basta o prefeito contatar o comando local das polícias e solicitar apoio. Estamos prontos para atuar em todo o estado, seja com o destacamento local ou com reforço policial”.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Casa de Apoio começa a receber primeiros pacientes de Campo Redondo em Natal

O projeto foi uma das metas do Plano de Governo que pautou a última campanha

O prefeito de Campo Redondo, Renam Luiz, esteve cumprindo importante agenda na manhã desta segunda-feira (22), em Natal, ao lado de vereadores e assessores. Em seu segundo mês de mandato, o chefe do executivo, oficializou a parceria do município com a Casa de Apoio, que receberá pacientes de Campo Redondo, que necessitem de acomodação nos intervalos de consultas e exames. Hoje foi o primeiro dia de atividades.

O projeto foi uma das metas do Plano de Governo que pautou a última campanha. O espaço servirá como ponto de apoio para acomodar pacientes e seu acompanhante na capital do estado. Com salas amplas, quartos, refeitório, a Casa ainda oferece transporte e alimentação. O local já recebeu nesta os primeiros pacientes de Campo Redondo.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Vivaldo Costa sugere ao Governo do RN medidas para fortalecer a Agricultura Familiar

Vivaldo relatou que na cidade foi feito um trabalho sério, profundo e capaz de tornar a pequena propriedade produtiva, para que a família sobreviva com dignidade e sem necessidade de se mudar do local onde vive

A adoção de medidas para fortalecer a agricultura a fim de que a atividade ofereça condições de sobrevivência aos produtores e suas famílias para que não sejam obrigados a migrar para os grandes centros foi o tema central do pronunciamento do deputado Vivaldo Costa (PSD) na sessão plenária híbrida desta quinta-feira (18). O parlamentar citou como exemplo a tecnologia que vem sendo adotada em Pernambuco.

Vivaldo relatou que na cidade foi feito um trabalho sério, profundo e capaz de tornar a pequena propriedade produtiva, para que a família sobreviva com dignidade e sem necessidade de se mudar do local onde vive. “São técnicas agropastoris simples e farei um apelo para que a governadora, através da Secretaria de Agricultura, da Emater e da Emparn tomem conhecimento dessa alternativa para que possam empregá-la em nossa realidade”, disse.



PRIMOR – PUBLICIDADE

Ação conjunta entre Polícia Militar e Polícia Civil resulta na prisão de assaltantes foragidos em Maxaranguape

As vítimas, todos os detidos, bem como os produtos do roubo, a moto adulterada, o revólver 38, e os pertences das vítimas, foram apresentados à autoridade policial para os procedimentos decorrentes

Na manhã desta quarta-feira (17), algumas vítimas de assaltos procuraram a Polícia para informar que haviam sofrido um arrastão onde foram levados, carteira, celulares, dinheiro, cartões, e outros objetos pessoais.

Após coletar todas as informações das vítimas, de maneira conjunta e organizada, Policiais Militares e Civis conseguiram chegar aos praticantes dos delitos(dois homens e uma mulher), bem como à moto adulterada utilizada por eles para realizar os assaltos, além dos mesmos possuírem um Revólver calibre 38.

Ao conduzi-los à Delegacia, descobriu-se que seriam responsáveis também por outros delitos no período de carnaval, como o roubo de uma moto do SAAE. Constatou-se ainda que os homens presos, tratavam-se de dois foragidos de justiça.

As vítimas, todos os detidos, bem como os produtos do roubo, a moto adulterada, o revólver 38, e os pertences das vítimas, foram apresentados à autoridade policial para os procedimentos decorrentes.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Plenário do STF mantém prisão do deputado Daniel Silveira

Deputado Daniel Silveira – Foto: Internet

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (17) manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes que determinou a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). No entanto, a palavra final sobre a manutenção da prisão será do plenário da Câmara dos Deputados, que precisará votar se mantém ou não a decisão.

O plenário referendou o mandado de prisão expedido ontem (17) por Moraes. A prisão foi determinada no inquérito aberto em 2019 para apurar ameaças contra os integrantes do STF.

O motivo da prisão foi um vídeo publicado na internet. Segundo Moraes, o deputado teria feito ameaças e defendido a destituição dos ministros.

Pela Constituição, a prisão em flagrante por crime inafiançável de qualquer deputado deve ser enviada em 24 horas para análise do plenário da Câmara, que deve decidir sobre a manutenção ou não da prisão.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, convocou hoje uma reunião da Mesa Diretora e de líderes para discutir a prisão.

Pelo Twitter, a assessoria jurídica confirmou que o deputado está na carceragem da Policia Federal, no Rio de Janeiro, e disse que a prisão é ilegal. Para a defesa, a prisão representa “violento ataque  à liberdade de expressão e inviolabilidade da atividade parlamentar.

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (17) manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes que determinou a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). No entanto, a palavra final sobre a manutenção da prisão será do plenário da Câmara dos Deputados, que precisará votar se mantém ou não a decisão.

O plenário referendou o mandado de prisão expedido ontem (17) por Moraes. A prisão foi determinada no inquérito aberto em 2019 para apurar ameaças contra os integrantes do STF.

O motivo da prisão foi um vídeo publicado na internet. Segundo Moraes, o deputado teria feito ameaças e defendido a destituição dos ministros.

Pela Constituição, a prisão em flagrante por crime inafiançável de qualquer deputado deve ser enviada em 24 horas para análise do plenário da Câmara, que deve decidir sobre a manutenção ou não da prisão.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, convocou hoje uma reunião da Mesa Diretora e de líderes para discutir a prisão.

Pelo Twitter, a assessoria jurídica confirmou que o deputado está na carceragem da Policia Federal, no Rio de Janeiro, e disse que a prisão é ilegal. Para a defesa, a prisão representa “violento ataque  à liberdade de expressão e inviolabilidade da atividade parlamentar.



Prefeitura Currais Novos Publicidade