Prefeitura de Monte das Gameleiras endurece medidas contra a covid-19 e manda fechar bares, hotéis, clubes e conveniências

De acordo com a prefeitura, Monte das Gameleiras tem 266 casos confirmados de Covid-19 e 4 óbitos pela doença

A Prefeitura de Monte das Gameleiras, município a 140 quilômetros da capital potiguar, decretou toque de recolher das 18h às 5h e ainda o fechamento de bares, hotéis, clubes e conveniências. 

As medidas restritivas constam em decreto publicado nesta terça-feira (4) e ficam em vigor até o dia 17 de maio. O decreto também proíbe o consumo de bebida alcoólica em ambientes públicos do município.

De acordo com a publicação, as medidas são necessárias diante do aumento do número de casos de Covid-19 no município e da “notícia da circulação de novas cepas do coronavirus mais virulentas e mais agressivas”.

De acordo com a prefeitura, Monte das Gameleiras tem 266 casos confirmados de Covid-19 e 4 óbitos pela doença.

O toque de recolher é válido todos os dias da semana, das 18h às 5h, e durante sua vigência só é permitida a circulação de pessoas em razão de serviços e atividades essenciais. O decreto do município pe ainda mais duro que o estadual que estabelece toque de recolher das 22h às 6h.

Confira o decreto na íntegra.

G1 RN



Midia SL

RN recebe primeiro lote da vacina da Pfizer com mais de 7 mil doses do imunizante

De acordo com o MS, é recomendando um intervalo de 12 semanas entre a primeira e segunda dose da vacina – Foto: Raiane Miranda

O Rio Grande do Norte recebeu, nesta segunda-feira (3), o primeiro lote de vacinas da Pfizer com 7020 doses da nova vacina. Este é o terceiro tipo de imunizante contra a Covid-19 disponibilizado ao público potiguar.  

De acordo com o Governo do Estado, elas estão destinadas para a primeira dose (D1) do grupo de pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência permanente. De acordo com o MS, é recomendando um intervalo de 12 semanas entre a primeira e segunda dose da vacina.

Junto com o lote da Pfizer, o estado também recebeu lote da Astrazeneca/Fiocruz, com mais 101.750 novos imunizantes para ampliar a campanha no RN e também atender pessoas com comorbidades nesta nova fase. Com esses novos lotes, o RN ultrapassa a casa de 1 milhão de doses de vacinas recebidas contra o novo coronavírus.

Por orientação do Ministério da Saúde, como a vacina da Pfizer precisa ser armazenada em temperaturas negativas, apenas as capitais receberão os imunizantes. Assim, como Natal é que dispõe de ultrafreezers para o armazenamento adequado das doses, somente a cidade recebeu os imunizantes já distribuídos nessa segunda-feira.

“Com mais esse imunizante no estado, será possível avançar com a campanha de vacinação contra o novo coronavírus, além de ampliar o público a ser vacinado, de forma escalonada, contemplando agora as pessoas com comorbidades, de acordo com a mais recente orientação do Ministério da Saúde, que estabelece as comorbidades prioritárias para a vacinação contra a Covid-19”, explicou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).
 
A distribuição das vacinas contou com o auxílio de um caminhão da empresa Ster Bom para realizar o transporte dos imunizantes a uma baixa temperatura. No último sábado (1º), o Rio Grande do Norte recebeu uma nova leva de vacinas, com 5.800 doses da Coronavac/Butantan, que devem ser utilizadas como segunda dose (D2), e as distribuiu na manhã desta segunda-feira.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Rio Grande do Norte recebe mais 76,8 mil doses de vacinas contra covid-19

O Rio Grande do Norte recebeu, na tarde desta quinta-feira (29), no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, mais um lote de vacinas para dar continuidade ao Plano Estadual de Vacinação Contra Covid-19. Foram recebidas 76.850 doses de vacinas, sendo 75.250 doses da Oxford/Fiocruz e 1.600 doses da CoronaVac/Butantan.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, as doses da vacina Oxford/Fiocruz são destinadas para continuidade da vacinação das pessoas de 60 a 64 anos e do grupo de forças de segurança e salvamento e forças armadas, garantindo a aplicação da D1 para esse público. E as doses da CoronaVac/Butantan foram disponibilizadas para aplicação das primeiras doses do grupo de pessoas de 60 a 64 anos.

Nesta quinta-feira (28), durante a reunião com o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, a governadora Fátima Bezerra oficializou solicitação que as vacinas da CoronaVac possam ser utilizadas para aplicação da 2ª dose com a finalidade de regularizar as aplicações que estão pendentes, apesar das mesmas terem sido direcionadas para D1. 

Além disso, a governadora também solicitou que as doses de CoronaVac da próxima semana sejam priorizadas para os Estados que estão enfrentando o problema na D2, bem como reforçou o pedido de envio de 56.8510 doses que no dia 26/04 já estavam apontando entrar no 28º dia de aprazamento. A Sesap fará um complemento com 400 doses da reserva técnica para chegar às 2000 unidades da CoronaVac a serem entregues.

A distribuição das vacinas para os municípios deverá ocorrer a partir das 7h da sexta-feira (30) na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), seguindo o mesmo esquema de segurança iniciado em janeiro, coordenado pelas secretarias de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e operacionalizado com apoio da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Com esse novo lote, o RN já recebeu 972.340 doses de vacinas contra o novo coronavírus. Segundo dados do RN + Vacina, até a manhã desta quinta, mais 700 mil doses das vacinas contra Covid-19 foram aplicadas na população dos 167 municípios potiguares.



Midia SL

Planos de saúde têm 1 milhão de adesões durante a pandemia

Os planos individuais e familiares tiveram alta de 0,07% no número de novos beneficiários

Os planos de saúde ganharam a adesão de 1 milhão de beneficiários durante a pandemia do novo coronavírus no Brasil, aponta levantamento divulgado pela Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) a partir de dados disponibilizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Segundo a FenaSaúde, os planos têm, atualmente, 48 milhões de beneficiários, o maior número desde setembro de 2016. O aumento foi maior nos planos coletivos empresariais, que cresceram 2,48%. A adesão dos idosos nesses planos foi ainda maior, com uma expansão de 3,8% de pessoas com mais de 59 anos. Na faixa abaixo dessa idade, o aumento ficou em 2,36%.

Os planos individuais e familiares tiveram alta de 0,07% no número de novos beneficiários. Entre os idosos o índice ficou em 2,65%, contra uma queda de 0,9% com menos de 59 anos.

Aumento da utilização

Durante a pandemia os planos também tiveram alta na utilização, tanto pelos pacientes com covid-19, como para outras necessidades. De acordo com o levantamento, em março a ocupação de leitos em unidades de terapia intensiva de pacientes com o novo coronavírus ficou em 80%. O índice de uso de leitos para outras enfermidades registrou 73% no mês passado.

“As operadoras vão fechar o primeiro trimestre com o maior custo assistencial da história devido ao avanço da pandemia e da manutenção de procedimentos não urgentes em níveis muito altos”, destaca a diretora executiva da entidade, Vera Valente.

Ela explica que as internações por covid-19 são mais dispendiosas do que a média para os sistemas de saúde. “As internações por covid-19 são mais prolongadas, especialmente em UTIs, que apresentam custos duas a três vezes maiores que os leitos de internação não-covid-19”.

Reajustes

Os reajustes dos planos de saúde têm sido questionados pelo Procon de São Paulo, que entrou com uma ação civil pública para pedir explicações as operadoras. Segundo o órgão de defesa do consumidor, em janeiro foram registradas 962 reclamações sobre o assunto.

A FenaSaúde aponta não só os gastos elevados durante a pandemia, mas um aumento geral de custos de R$ 31 bilhões nos últimos três anos.



GORVERNO 01 – POST

Rio Grande do Norte convoca mais profissionais de saúde para enfrentamento à pandemia

O candidato será atendido exclusivamente por meio virtual

Com o objetivo de reforçar o combate à pandemia da covid-19 no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado convocou mais 16 profissionais de saúde, conforme  previsto no Decreto nº 29.581, de 31 de março de 2020. A lista de convocação foi publicada no Diário Oficial, na edição de sábado (24).

A seleção considera o Edital N° 002/2020, publicado no DOE 14.673, de 26 de maio de 2020, que trata do Recrutamento para Contratação Temporária de Excepcional Interesse Público, em atendimento ao Plano de Contingência Hospitalar para o enfretamento ao Covid-19. 

Foram convocados dez enfermeiros, três farmacêuticos bioquímicos e/ou biomédicos, um técnico em Radiologia, dois farmacêuticos e dois copeiros. Os profissionais deverão assinar o contrato no período de até cinco dias úteis contados da data da publicação do ato no DOE. O candidato será atendido exclusivamente por meio virtual. Para isso, o candidato precisa fazer um cadastro de usuário externo no sistema SEI, para possibilitar a assinatura virtual de documentos. 

O candidato necessita, então, entrar no link: http://portalsei.rn.gov.br/ e clicar na aba de acesso ao SEI. Para criar seu usuário externo e senha, deve clicar na opção ”clique aqui se você ainda não está cadastrado” ou usar o link direto: clique aqui.

Após a criação do usuário externo, o candidato deve enviar e-mail para [email protected], informando nome e CPF com o título “Liberação concurso SESAP”, para que seu usuário seja liberado.

Concluída a abertura do processo, o convocado será comunicado por telefone ou mensagem eletrônica quanto à assinatura da documentação necessária para firmar o contrato, através das informações geradas no ato da inscrição no recrutamento, cabendo ao candidato informar eventuais mudanças ao enviar a documentação.

Após a assinatura do contrato, a Comissão Técnica de Dimensionamento e Monitoramento da Força de Trabalho entrará em contato telefônico com o contratado para realizar a lotação, sendo a data e a hora da assinatura do contrato o principal parâmetro de prioridade na opção de escolha da unidade onde será lotado. Após a lotação, o contratado terá 24 horas (um dia útil) para se apresentar à unidade e iniciar as suas atividades.

A lista de candidatos convocados, bem como a documentação exigida para a contratação estão disponíveis clicando AQUI.



Publicidade Ismael 02

Governo do RN critica flexibilização de medidas em decretos municipais

Em março, mês seguinte ao Carnaval-2021, o RN teve recorde de mortes por covid-19. Foram 882 óbitos em todo o estado potiguar, 419 deles (47,5%) em Natal

O coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro, fez hoje (23) um apelo aos prefeitos do Rio Grande do Norte para que cumpram integralmente as medidas de enfrentamento à pandemia contidas no Decreto 30.516/21, que passam a valer neste sábado e ficam em vigor até 12 de maio.

Em entrevista coletiva promovida pelo Governo do Estado, Mineiro lembrou que a situação atual é preocupante, mesmo com o fim da lista de espera por leitos de UTI, não cabendo flexibilização maior do que foi pactuado com os diversos segmentos da sociedade.

Para o gestor, a atual flexibilização proposta pelo Estado foi feita com responsabilidade, levando em conta a preservação da vida. “Não vamos conseguir derrotar a pandemia se não for através de uma articulação coletiva, de uma ação conjunta entre as esferas de governo e a sociedade. O decreto é fruto do diálogo, contém demandas apresentadas por diversos segmentos da sociedade”, explicou ele.

Mineiro considerou essencial a uniformidade e o cumprimento das medidas de prevenção em todo o RN, e lamentou o pleito apresentado pelo prefeito de Natal ao final da última reunião do Governo do RN com os presidentes das entidades que representam os 167 municípios do Estado. Nesta sexta-feira (23), Álvaro Dias publicou, no Diário Oficial do Municíoio, o Decreto Municipal 12.205 autorizando a comercialização de bebidas alcoólicas em restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, food parks e similares, durante o horário de funcionamento, para consumação exclusivamente no local. 

Já o decreto estadual mantém suspensa a venda de bebidas alcoólicas, para consumo no local, em qualquer estabelecimento comercial, incluindo hotéis e pousadas, bem como seu consumo em locais de acesso ao público, como conveniências, bares, restaurantes e similares, independentemente do horário.

Ainda segundo o governo, estudos mostram uma relação entre aumento de casos de contágio e de mortes provocado pela covid-19 após a realização de eventos que envolvem o consumo de bebidas e, consequentemente, aglomerações. Em março, mês seguinte ao Carnaval-2021, o RN teve recorde de mortes por covid-19. Foram 882 óbitos em todo o estado potiguar, 419 deles (47,5%) em Natal.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Ministério da Saúde se prepara, a partir de maio, para vacinar pessoas com comorbidades

É importante que as pessoas pertencentes ao grupo das comorbidades estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações ou em alguma unidade de saúde do SUS

Problemas cardíacos e do pulmão, hipertensão arterial e diabetes são algumas das doenças pré-existentes que podem oferecer risco de agravamento da Covid-19.

Para garantir a vacinação dos brasileiros que possuem comorbidades, o Ministério da Saúde se prepara, a partir de maio, para atender esse público-alvo, que é o próximo grupo prioritário na fila estabelecida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

É importante que as pessoas pertencentes ao grupo das comorbidades estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações ou em alguma unidade de saúde do SUS.

Porém, quem não tiver inscrição, pode apresentar, no momento da vacinação, um comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco, como exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.

A orientação do Ministério da Saúde é que pessoas com comorbidades sejam convocadas para vacinação de acordo com a sua idade, dos mais velhos para os mais jovens.

Outras informações no site saude.gov.br.



Publicidade Ismael 02

Covid-19: RN tem 33 pacientes esperando um leito de UTI

pacientes na lista de re 20 RN tem 33 pacientes com Covid-19 à espera de UTI
A maior parte dos pacientes (20) é da região metropolitana de Natal

O Rio Grande do Norte registrou no fim da manhã desta quarta-feira (21) 33 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado.

Às 11h35, o número de leitos críticos disponíveis (37) era maior que a quantidade de pessoas na fila. A maior parte dos pacientes (20) é da região metropolitana de Natal.



GORVERNO 01 – POST

Rio Grande do Norte deve receber novas doses de vacinas até a sexta-feira

Segundo a pasta, ainda não há definição por parte do Ministério da Saúde a quantidade de doses que devem ser entregues ao estado nesta nova remessa

O Rio Grande do Norte deve receber até o final da semana mais doses de vacinas contra a covid-19. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), a expectativa é que os imunizantes cheguem nesta quinta-feira (22), no máximo até a sexta-feira (23).

Segundo a pasta, ainda não há definição por parte do Ministério da Saúde a quantidade de doses que devem ser entregues ao estado nesta nova remessa.

A chegada dos imunizantes é aguardada com urgência pelo município de Natal, que interrompeu a aplicação da segunda dose da CoronaVac por falta de doses. Com isso, várias pessoas que receberam a primeira aplicação estão sob o risco de não completar o ciclo vacinal da covid-19.

Nessa terça-feira (20), a Sesap emitiu nota atribuindo à Secretaria Municipal de Saúde a responsabilidade sobre a falta de doses no município. Segundo a secretaria estadual, Natal utilizou parte das doses para vacinar com a primeira dose.

“Cabe esclarecer que o município de Natal usou parte das doses que o Ministério da Saúde orientou que fossem destinadas exclusivamente à segunda dose (D2) para vacinar pessoas com a primeira dose (D1). De maneira que a cada nova remessa recebida pelo município há uma lacuna, pois parte desses imunizantes foi usada em público não recomendado para aquele momento”, afirmou.

Ainda na terça-feira, a Prefeitura de Natal rebateu também em nota. “A Prefeitura do Natal reforça que a sua parte na vacinação contra a Covid-19 está sendo feita, através de toda a estrutura e logística necessária para a aplicação do imunizante. Mas para avançar, é preciso que sejam enviadas as novas doses para ampliar a faixa etária, papel esse que não cabe ao município”, destacou.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Mais uma vítima da Covid: Dedim Gouveia, forrozeiro cearense, falece

Ele chegou a utilizar oxigênio no tratamento e também a ser transferido para um leito semi-intensivo

O forrozeiro Dedim Gouveia, de 61 anos, morreu por complicações da Covid-19 nesta segunda-feira (19). Ele estava internado em um hospital Fortaleza, desde o dia 11 de abril. Amigos forrozeiros do artista, como Taty Girl comentaram a morte e prestaram homenagem nas redes sociais.                

Última atualização da equipe do cantor, na sexta-feira (16), apontou chances de recuperação. Ele chegou a utilizar oxigênio no tratamento e também a ser transferido para um leito semi-intensivo.

Por Diário do Nordeste



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE