Morre Antônio de Joel, primeiro prefeito de Bodó

Faleceu na manhã desta quarta-feira (19) o ex-prefeito de  Bodó, Antônio Ferreira de Assunção, que era conhecido como “Antônio de Joel” e que também foi vereador em Santana do Matos, onde a família exerceu forte liderança política, principalmente entre os anos 60 e 70 do século passado. 

Antônio Assunção era agropecuarista e foi um dos principais indutores para que Bodó fosse desmembrado de Santana do Matos, o que ocorreu depois de plebiscito realizado em 1992. 

O velório do corpo de Antônio de Joel acontece desde o começo da manhã, no Ginásio de Esportes “Carequinha”, na rua 26 de Junho, onde será rezada missa de corpo presente às 15h30. Em seguida, o corpo é levado para sepultamento no cemitério público de Bodó. 

Bodó foi desmembrado de Santana do Matos com a lei 6.300, datada de 26 de junho de 1992.

O município foi instalado em 1997 com Antônio de Joel no cargo de prefeito, tendo como vice Francisco Hipólito Dantas, cerrocoraense falecido em 20 de novembro de 2020. Os dois exerceram cargos até 2004.

Na sua primeira eleição, em 1996, Antônio de Joel bateu o segundo colocado José Airton Assunção Gomes, que era filho do falecido prefeito de Santana do Matos, Osvaldo Gomes, por 779 votos contra 539, uma maioria de 240 votos. O terceiro colocado José Pereira da Silva obtivera oito sufrágios. 

Em 2000, Antônio de Joel foi reeleito com 984 votos, derrotando o atual prefeito de Bodó, Marcelo Porto Filho, que obteve 723 votos. Maioria de 261 sufrágios.

Fonte: cerrocoranews.blogspot.com



Primeiro cinema solar do Brasil chega a Natal

Com o apoio do Banco Votorantim, o projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas

A magia do cinema movida à energia solar é a proposta doprojeto Cinesolar. Após exibições no interior do estado no mês de dezembro, o projeto retorna ao Rio Grande do Norte no mês de janeiro realizando atividades em Natal,no dia 22, na Cidade da Esperança, com exibição decurtas-metragens brasileiros e do longa Cine Holliúdy.

Lançado em 2013, o projeto Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido à energia limpa e renovável. O projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito à cultura. Além das sessões de cinema, o projeto contempla a Oficinema Solar – uma oficina de vídeo para crianças e jovens sobre sustentabilidade. Como resultado dessa atividade, um filme é produzido com os participantes e exibido durante a sessão de cinema para comunidade local.

“As oficinas são atividades complementares, com uma linguagem muito simples que dialogam de forma lúdica com os jovens e as crianças da região os colocando ainda mais em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável”, destaca Cynthia Alario – coordenadora e idealizadora do Cinesolar.

“Fazer parte desse projeto pioneiro é uma grande honra. Como um dos líderes do mercado de financiamento de energia solar, sabemos da importância de levar pelo país a mensagem de sustentabilidade que esse mercado traz, além de aliar com um tema relevante que é a cultura”, afirma Flavio Suchek, diretor de Novos Negócios e Empréstimos. 

Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, as exibições seguirão todos os protocolos de segurança. Será disponibilizado álcool em gel para higienização das mãos, haverá controle de acesso e distanciamento entre as cadeiras; além disso, o uso de máscara será obrigatório durante todo período de exibição.

O Cinesolar – circuito Natal é viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocinio do Banco Votorantim e realizado pela Brazucah Produções e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

PROGRAMAÇÃO:

Natal – Data: 22/01 – Sábado

14h30 às 17h00 – Oficinema solar

18h Sessão Curtas e 19h Filme Cine Holliúdy
Local: Praça da Igreja Nossa Sra. da Esperança – Praça Matriz 
Endereço: Rua Adolfo Gordo, s/n – Cidade da Esperança – Natal

Local em caso de chuva: Rua da Campina Grande com Rua das Cajazeiras

 

Sinopses dos filmes: 

 

Açaí – Direção: André Cantuária – Brasil, 18min, Ficção. Livre

Sinopse: O curta “Açaí” conta a saga de Dionlenon, um homem de 30 anos que está acostumado com a vida que leva ao lado da mãe, com quem mora numa periferia de Macapá. Ele sai em busca de dois litros de açaí para almoçar, mas não conta com uma viagem tão distante assim.

Vento Viajante – Direção: Alunos da rede pública municipal de ensino fundamental de Icapuí/CE – Brasil 6min, Animação/Infantil. Livre

Sinopse: Um dia o vento decidiu viajar para o nordeste. Pelo caminho ele fez muitas descobertas, amigos e deixou saudades.

Plantae – Direção: Guilherme Gehr – Brasil, 10´25, Animação. Livre

Sinopse: Ao cortar uma grande árvore no interior da floresta, um madeireiro contempla uma inesperada reação da natureza. Uma reflexão sobre as consequências irreversíveis do desmatamento e da subjugação lamentável dos humanos aos demais seres da Terra.

O Gigante – Direção:  Júlio Vanzeler & Luis da Matta Almeida – Portugal, 10 min, Animação. Livre

Sinopse: “De todas as histórias que meu pai me contou, a que nunca esqueci foi a do rei que sempre carregou uma princesa dentro de seu coração …”

Procura-se – Direção: Iberê Carvalho – Brasil, 10min – Ficção

Sinopse: O filme conta a aventura de três crianças que rompem a fronteira social motivadas pelo sentimento sincero por um cachorrinho de estimação. Nossos heróis são: Camile, Didi e Gugu. Camile é uma menina de 10 anos, muito corajosa e rica, que ao perder Bolinha, foge de casa em busca do cãozinho, iniciando uma aventura cheia de descobertas, perigos e novas amizades; Didi tem a mesma idade de Camile, é pobre e vende chicletes para ajudar em casa. Ela descobre que existe uma boa recompensa pela devolução do cachorro que seu pai encontrara e dera de presente para seu irmão Gugu. Ela decide devolver o animal, mas Gugu não aceita a ideia de perder seu novo amigo, agora batizado de Panela.

– Cine Holliúdy – Duração: 1h31min – Gênero: Romance/ Comédia – Diretor: Halder Gomes – País: Brasil

Sinopse: Nos anos 70, habitantes de uma cidade do interior passaram a desfrutar de um bem até então desconhecido: a televisão. Porém, o aparelho afastou as pessoas do cinema. Agora, cabe ao proprietário do cinema local tentar atrair o público de volta.

 

Sobre o Cinesolar:

Lançado em 2013, o Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. O projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas e lúdicas, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito a projetos culturais. 

Ao todo, o Cinesolar já realizou cerca de mil sessões com exibição de mais de 150 filmes, entre curtas-metragens (de temática socioambiental) e longas, em 440 cidades do país, percorrendo mais de 200 mil km e chegando a 185 mil pessoas. Além disso, foram ministradas mais de 300 oficinemas, que proporcionam acesso às técnicas básicas e aos elementos que compõem a linguagem cinematográfica.

O Cinesolar conta com o patrocínio institucional da Mercedes Benz, apoio das marcas Sices Solar, Biowash, baterias Heliar e Bio 2. O projeto realiza compensação de carbono em parceria com a Ecoar e promove ações em conjunto com a Unesco Representação Brasil e a Unipaz(Universidade da Paz).

Sobre o banco BV

O banco BV é uma das maiores instituições financeiras do país em ativos e atua nos segmentos de Varejo, Corporate & Investment Banking, Asset Management e Private Banking. Em sua estratégia reúne a solidez dos bancos tradicionais com o mindset dos digitais. O banco é líder e especialista no financiamento de veículos usados leves e a primeira instituição a neutralizar a emissão de poluentes dos veículos que financia. Conhecida pelas parcerias com startups, a instituição apresenta soluções inovadoras para o mercado. O banco BV definiu seus compromissos com os pilares ambientais, sociais e de governança no documento público “Compromissos para um futuro mais leve 2030”.



“Reconstruir Para Seguir” – Festival Camomila 2021 acontece nesta semana

Foto: divulgação/internet

As despedidas e os fins de cada ciclo nos fazem aprender e, sobretudo, nos possibilitam viver novas experiências. Ainda vivemos dias difíceis, mas é necessário “Reconstruir para seguir” – esse é o tema do Festival Camomila 2021, que acontece nesta semana – de 16 a 19 de dezembro – em formato virtual. Reconstruir o hoje, sem o peso do ontem, sem a ansiedade do amanhã.

São múltiplos os caminhos para a reconstrução e a programação gratuita do Festival contará com ciclo de oficinas gratuitas pelo zoom na quinta e sexta-feira – com inscrições via link na bio do perfil @festivalcamomila no Instagram – e atividades de cultura e autoconhecimento, no sábado e domingo, no canal do Festival no YouTube, proporcionando momentos de troca e aproximação, mesmo de casa, entre os espectadores e os convidados.

Juliana Furtado, idealizadora do Festival fala da experiência de realizar mais uma edição do Festival Camomila: “É uma alegria imensa poder chegar ao terceiro ano com o Festival Camomila! Este ano com o tema ‘Reconstruir pra seguir’ propomos trazer a reflexão do lugar que estamos agora, após estes dois anos de pandemia e como podemos nos reconstruir, fazer melhores escolhas e colaborar para o desenvolvimento social, através da cultura e do autoconhecimento. “

A Shabbad Rattan que ministrará oficinas via Zoom dentro da programação, falou um pouquinho sobre o que significa reconstruir: “Reconstruir pra mim significa uma oportunidade de renovar. Tendo a experiência da construção anterior, é possível criar algo com novas bases, mais fortes e mais autênticas. Uma configuração que reflita valores mais alinhados com o presente, o agora, mas também honrando o presente que é estar vivo. Dessa alegria de se descobrir viva e com oportunidades renovadas, o meu fazer foi buscar raízes nos mantras dentro da tradição que pratico, Kundalini Yoga. Considero que a base sólida para a reconstrução sempre é o centro do nosso ser. Essa é única jornada que realmente importa, de volta para nós mesmos, para nossa essência. E os mantras são ferramentas extraordinárias para nos ajudar nesse percurso.”

SERVIÇO

Festival Camomila 2021

De 16 a 19 de dezembro

Programação:

Quinta – Dia 16/12 – Via Zoom

  • 14h30 às 16h30 – Oficina “Cantar: Profundidade e Conexão” com Sâmela Ramos
  • 18h30 às 20h30 – Oficina Mantra: “Cápsula sonora para Elevação Espiritual” – Uma experiência de Kundalini Yoga com JapDharam e Shabbad Rattan

Sexta – Dia 17/12 – Via Zoom

  • 14h30 às 16h30 – Oficina: A composição musical e o seu poder de cura, com Simona Talma
  • 18h30 às 20h30 – Oficina Mantra: “Cápsula sonora para Elevação Espiritual” – Uma experiência de Kundalini Yoga com JapDharam e Shabbad Rattan

Sábado – Dia 18/12 – A partir das 16h – No canal do Festival Camomila no YouTube

  • Meditação – com Dione Gurgel
  • Yoga – com Nestor Pereira
  • Reconstruindo com a Terapêutica Vibracional”- com Luti Franzen
  • Collage Lab – com Casulo Cria
  • “A Natureza dos Encontros”- com Gira Dança
  • Reconstruir para Seguir e o céu em 2022 – com Titi Vidal
  • Momento Desacelere
  • Processo criativo rezo – com Gama Junior
  • Lançamento clipe musical – Camomila Chá
  • Polen Musical com Samella – prod. Simona Talma
  • Polen Musical com Samira Abdallah
  • Show Musical de Ananda K

A partir das 20h – Mostra Reconstruir para Seguir: Uma parceria entre o Festival Camomila e o IFRN CAL através da Cinemateca Potiguar e do Núcleo de Produção Digital – NPD RN – com filmes potiguares acessíveis que dialogam com a temática do Festival Camomila e possibilitam a prática profissional de alunos do curso de produção cultural com e sem deficiência – disponível por 10 dias no canal do Festival no Youtube.

Domingo 19/12 -A partir das 16h – No canal do Festival Camomila no YouTube

  • Meditação com Samira Lessa
  • “Envelhecer, um presente!” com Isis de Castro – Série Aromas São
  • “O papel da Doula na busca por um parir respeitoso” – Marina Lyra
  • Bate-papo “Gordofobia no Esporte” – com Ceci Oliveira
  • “Emoções e suas relações com as dores físicas” – com Adachi Nakao
  • Exposição virtual Ara Teles – processo criativo sobre o seguir
  • Show Musical de Luana Simplício 25 min
  • Encerramento – Camomila Chá na Casa das Mandalas


Forró é declarado patrimônio imaterial brasileiro pelo Iphan

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) decidiu, nesta quinta-feira (9), declarar o forró como patrimônio imaterial brasileiro por unanimidade. A definição ocorreu em reunião extraordinária do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural da entidade, o qual também considerou a expressão musical como supergênero.

O processo foi aberto em 2011.

De acordo com o órgão, o forró é considerado um supergênero por agrupar ritmos e expressões musicais como o baião, o xote, o xaxado, o chamego, o miudinho, a quadrilha e o arrasta-pé.

Manifesto-me plenamente favorável ao registro pelo Iphan das matrizes tradicionais do forró, munidas das formas de expressão com abrangência nacional”, afirmou a relatora do processo na entidade, Maria Cecília Londres Fonseca.

O reconhecimento do forró como patrimônio imaterial do Brasil acontece a apenas quatro dias do Dia do Forró, celebrado anualmente no dia 13 de dezembro, dia do nascimento de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Gonzagão nasceu em 13 de dezembro de 1912.



Thiago Ventura apresenta o show “Modo Efetivo” no Teatro Riachuelo

Thiago Ventura volta a Natal com o seu novo show “Modo Efetivo”. A apresentação será no dia 05 de fevereiro, no Teatro Riachuelo. Em seu quarto show solo Ventura se aproxima mais uma vez da realidade do público falando sobre os primeiros relacionamentos amorosos, sexualidade e as relações cotidianas.

Sobre Thiago Ventura

Administrador de empresas e ex-bancário, Thiago Ventura Iniciou sua carreira como comediante em 2010 e desde então se apresentou nos maiores festivais, casas de comédia e teatros do Brasil.

Com mais de 5 milhões de inscritos em seu canal de Youtube, seus vídeos alcançam resultados surpreendentes. Alguns deles já geraram mais de 20 mil compartilhamentos e cerca de 50 milhões de views. Nas redes sociais, o humorista também é sucesso, acumulando mais de 6 milhões de seguidores no Instagram.

Thiago é um dos maiores comediantes de stand up comedy da atualidade. Com sua personalidade irreverente, se destacou no cenário da comédia com o estilo “de quebrada” e por fazer piada com assuntos do dia a dia e vivências da periferia, fazendo com que milhares de pessoas que nunca haviam estado no teatro, pudessem se identificar e rir.

Realizou inúmeras turnês nacionais e internacionais com os shows “Isso é Tudo O Que eu Tenho”, “Só Agradece” e “Pokas”. Atualmente está em seu 4o solo de stand up o “Modo Efetivo”. É fenômeno de público e crítica por onde passa, já participou dos maiores festivais de comédia do Brasil. Faz parte do elenco dos grupos: 4 Amigos, Comédia ao Vivo e a Culpa é do Cabral. Em 2017 e 2018 fez turnê internacional no Japão, Estados Unidos e Europa (Lisboa, Dublin, Gaway, Amsterdã, Bruxelas, Londres e Paris).

Em 2019, fez parte de uma grande projeto de comédia internacional da Netflix, o especial de stand up “Comediantes do Mundo”, participou dele ao lado dos comediantes Afonso Padilha e Mhel Marrer. Nesse mesmo ano, foi o primeiro comediante de stand up comedy a ganhar o Prêmio de Humor idealizado por Fábio Porchat na categoria Melhor Texto com o show solo “Só Agradece”.

Em 2020 estreou seu especial de comédia “Pokas”, na Netflix, no dia 02 de julho. Nesse especial divertido, ele fez piada com a vida na quebrada, deixando claro que ações falam mais do que palavras. Em São Paulo, o espetáculo ficou em cartaz no ano de 2019 no Teatro Frei Caneca e foi assistido por mais de 100 mil de pessoas. Agora o espetáculo ganha o mundo por meio da Netflix. A apresentação está disponível na plataforma e ficou entre os top 10 durante algumas semanas, a gravação aconteceu em dezembro de 2.019 no Teatro Liberdade, na capital de São Paulo.



Música: Cantor Alexandre Thai lança clipe com Tuca Fernandes

Natural do Rio de Janeiro, mas com sangue baiano correndo nas suas veias, o cantor, puxador de trio elétrico e compositor Alexandre Thai lança nesta quinta-feira (18) o seu mais novo clipe da música “Tudo a ver”, composição dele próprio com Ailton Assunção e Daniel da Hora que conta com a participação pra lá de especial do cantor Tuca Fernandes.

O clipe, que tem a direção de Tiago Picado, foi gravado em Salvador e traz em seus registros alguns dos seus principais cartões postais como o Farol da Barra, Dique do Tororó e Farol de Itapuã, é uma declaração de amor do Alexandre Thai pela cidade e pela Bahia.

O convite de “Thai” ao Tuca Fernandes, o qual o cantor sempre foi fã, aconteceu após sua participação no reality musical “Toca o Som”, organizado pelo Somos Carnaval em 2022, no qual o Tuca foi jurado.

“Eu conheci o Thai pelo reality do Somos Carnaval, o #tocaosomnação e senti de cara uma energia muito boa, uma super vibe baiana num carioca nato, aí essa mistura me chamou muito atenção. Quando ele me convidou pra cantar com ele eu topei na hora e estou muito feliz pela parceria, #gratidão” conta Tuca Fernandes sobre Alexandre Thai.

A música Tudo a ver já tem mais de 100 mil plays no Spotify.
Link do Clipe: https://youtu.be/v2_rax8oJng

Mais informações sobre Thai:
– Carioca, família de Ilhéus (BA)
– Cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor fonográfico;
– Início da carreira solo em janeiro de 2019, sendo atração principal do Festival de Verão de Saquarema (RJ) em show com trio-elétrico, na praia, no seu horário predileto e já conhecido (durante o pôr do sol);
– Puxador de trio-elétrico;
– Lançou 06 (seis) singles com respectivos clipes durante a pandemia do Coronavirus;
– Mais de meio milhão de plays no Spotify (Alexandre Thai);
– Finalista do reality nacional de axé Toca o Som, produzido pelo Somos carnaval em 2020;
– Vocalista do Bloco Hipnotizados que arrasta multidões no pré-carnaval do Rio de Janeiro, em trio-elétrico, na Praia de Ipanema, com muito axé;
– Tem um quadro em seu canal do YouTube chamado “Encontros Musicais” onde Thai recebe convidados de estilos diversos e juntos interpretam uma música do repertório de axé em um formato acústico. O programa já está na terceira temporada e teve um feat postado pela Banda Eva no Instagram;
– Estará presente no Carnatal 2021
– Dia 11/12, sábado de Carnatal, se apresentará, junto com Jonny Suassuna e outros artistas da renovação do axé (Márcio Guimarães, Vivi Nascimento, Junior Bahia e Ygor Felipe), em um show no Old Five, Ponta Negra (em Natal – RN), às 13h, em um esquenta para o Carnatal 2021;
– No dia 20 de fevereiro de 2022 (domingo), o Bloco Hipnotizados fará seu arrastão com trio-elétrico na Praia de Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro;



Festival Literário 2021 de Currais Novos acontece de 21 a 28 de novembro

Currais Novos terá uma programação cultural gratuita e diversificada de 21 a 28 de novembro, durante a 1ª edição do Festival Literário Curraisnovense (FLIC), evento idealizado pelos vereadores João Gustavo e Mattson Ranier. Durante oito dias, ações de resgate e promoção do patrimônio artístico, histórico e cultural da cidade que envolvem literatura, música e artes plásticas serão realizadas em diversos espaços culturais. 

“O objetivo do evento é promover, incentivar e valorizar a leitura, resgatando a memória de antigos escritores, promovendo os atuais e incentivando os futuros talentos da literatura e cultura curraisnovense”, argumentou o vereador João Gustavo. 

O evento de abertura do FLIC será realizado no domingo (21), às 18h no Teatro Municipal Ubirajara Galvão, quando será exibido documentário sobre o editor José Xavier Cortez e serão homenageados os escritores Maria José Mamede e José Bezerra Gomes. Também haverá exposição de artes plásticas, apresentação de dança e musical. 

De acordo com o vereador Mattson Ranier, na programação do festival serão realizadas oficinas literárias, saraus, apresentações teatrais, musicais e poéticas, exposições fotográficas, rodas de conversa, ações da biblioteca itinerante do Sesc, a BiblioSesc, e o lançamento de diversos livros de autores locais e da região.

As inscrições para participar das ações que acontecem dentro do Teatro Municipal como a abertura do Festival e Ação da Academia Curraisnovense de Artes e Letras, apresentação dos espetáculos Oxente (CCT) e Fragmento de Esperanza (Circo Lux), e das oficinas de Iniciação na escrita de mulheres pretas com Sol Saldanha, de Poesia com Michelle Ferret e do Encontro com Luiza de Souza (IlustraLu) devem ser feitas no site sympla.com.br/flic2021

O Festival Literário é realizado pelos mandatos dos vereadores João Gustavo e Mattson Ranier, Prefeitura de Currais Novos por meio da Fundação Cultural José Bezerra Gomes e Governo do Estado através da Fundação José Augusto. O apoio cultural é do Casarão da Poesia, Sistema Fecomércio por meio do Sesc, IFRN, VVC Distribuidora, Sidy’s tv e internet, ACAL, Casa de Cultura, Câmara Municipal de Currais Novos, Sebo Encanto Cordel, CCT, Cive e Lei Aldir Blanc.

PROGRAMAÇÃO

DOMINGO (21.11)

18h – Abertura do Festival 

Programação: exibição de documentário sobre José Xavier Cortez; homenagens aos escritores Maria José Mamede e José Bezerra Gomes; exposição de artes plásticas; apresentação de dança e musical.

Local: Teatro Municipal Ubirajara Galvão

SEGUNDA (22.11)

8h30 – BiblioSesc na Escola Municipal Justino Dantas no Distrito da Cruz

16h30 – Oficina de contação de história para professores da Rede Municipal de Ensino com Ana Lúcia Araújo

18h – O cordel é tão somente uma manifestação popular? com Celso Cruz e ACAL

19h – Hadoock de Aninha e convidados 

Local: Biblioteca Municipal Antônio Othon Filho

TERÇA (23.11)

8h – BiblioSesc na Estadual Manoel Salustino na Minha Brejuí

18h – Abertura do Teatro Municipal Ubirajara Galvão

18h15 – A História da Academia Curraisnovense de Artes e Letras (ACAL), com Mário Lourenço e convidados

19h15 – Espetáculo Oxente  (CCT)

20h – Fragmento de Esperanza (Circo Lux)

Local: Teatro Municipal Ubirajara Galvão

QUARTA (24.11)

16h às 18h – Oficina de Iniciação na escrita por mulheres pretas com Sol Saldanha (Sesc)

19h – Exposição Fotográfica “Ode à Princesa do Seridó: Uma homenagem aos 100 anos”, 19h30 – Apresentação Biel & Bia 

20h – Apresentação Allan Nascimento

Local: Casa de Cultura Popular

QUINTA (25.11)

8h – Casarão de Poesia estará aberto para visitação 

10h – Exibição do documentário “Currais Novos cidade centenária” produzido pela Sidy’s tv e internet e de curtas com o tema “Direitos humanos” da Rede Potiguar de Televisão

14h às 17h – Oficina de Poesia com Michelle Ferret (poeta e jornalista/Natal-RN), no Casarão de Poesia (necessário inscrição) 

19h – Sarau Insurgências poéticas com Michelle Ferret, Tiago Medeiros e Marina Rabelo

Local: Casa Mariano Coelho – Rua Juventino da Silveira,136 – Centro

SEXTA (26.11)

8h – Roda de conversa com o tema: Para o jovem gostar de lei com Carlos Fialho, na Escola Estadual Tristão de Barros

9h30 – Lançamento da Frente Parlamentar do Livro e da Leitura e Decreto do Grupo de Trabalho para a construção do PML, no salão nobre da Prefeitura

15h – Bate-papo com os estudantes sobre o livro Arlindo de Luiza de Souza (IlustraLu), no IFRN com mediação de Luma Carvalho, do Casarão de Poesia – (Necessário inscrição) 

17h – 3ª Feira Literária do Livro no CIVE

19h30 – Roda de conversa sobre a obra de José Bezerra Gomes com Victor H. Azevedo, Aluísio Azevedo, João Andrade e mediação de Theo Alves, na Casa Mariano Coelho – Rua Juventino da Silveira,136 – Centro

20h30 – Roda de conversa sobre Poesia Contemporânea Norte-riograndense com Victor H. Azevedo, Aluísio Azevedo, João Andrade e mediação de Theo Alves, na Casa Mariano Coelho – Rua Juventino da Silveira,136 – Centro

SÁBADO (27.11)

9h – Narração de história: Navegando no mar das histórias com Nino e Lucas

11h – Narração de histórias cantadas com o grupo Brincantos

14h30 – José Milanez em prosa e verso, por Gorete Macedo

15h30 – A poética encantada de José Lucas de Barros com Ivam Pinheiro

16h30 – Papo literário com Tarcísio Gurgel

17h30 – Apresentação do poeta Thiago Camilo

18h – Apresentação poética de Antônio Francisco

19h – Encerramento com Forró Bom da Peste

Local: Largo do Coreto

DOMINGO (28.11)

9h – Ação Bibliosesc – Theo Alves

11h – Cortez: empreendedor de livros e afetos com Edilberto Santos

15h – A ternura poética de Maria José Mamede Galvão com Maria Maria Gomes

16h – Encontro com o autor – Ação Sesc de Literatura 

17h – Literatura Infantil, com Salizete Freire

18h – Encerramento com  Francisco Betoven

Local: Largo do Coreto



Programação do Festival Literário Currais-novense será apresentada nesta quinta-feira (18)

Vereadores Mattson e João Gustavo idealizaram projeto

A programação oficial do Festival Literário Currais-novense será divulgada oficialmente nesta quinta-feira (18) na Câmara Municipal, durante coletiva de imprensa. O evento foi idealizado pelos vereadores João Gustavo e Mattson Ranier e contará com a realização da Prefeitura Municipal de Currais Novos e Fundação José Augusto, através do Governo do Rio Grande do Norte, além do apoio de diversos parceiros.

O FLIC, que será realizado entre os dias 21 e 28 de novembro, é fruto de um projeto de resgate de memória, promoção e proteção do patrimônio artístico, histórico e cultural de Currais Novos.

A programação do evento ocorrerá em diversos espaços culturais e contará com a realização de oficinas, lançamentos de livros, fóruns de discussão literária e muito mais. Todos os detalhes serão apresentados na Coletiva.



Currais Novos terá festival literário em novembro

O Prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, participou na manhã desta quarta-feira (27), de uma reunião com o Presidente da Fundação José Augusto (FJA), Crispiniano Neto.

Na pauta do encontro, o I Festival Literário Currais-novense (FLIC), que irá acontecer de 21 a 28 de novembro, no largo do Tungstênio Hotel.

Presentes também, o representante do Gabinete Civil do Estado, Gilson Matias; o Diretor Adjunto da FJA, Fábio Lima; Aluísio Azevedo e Maria Do Carmo Silva, do Setorial dos Livros da FJA e do Fórum Estadual do Livro e da Leitura; Ailton Medeiros, responsável pela Biblioteca Pública; e os Vereadores Mattson Ranier, Jorian dos Santos e João Gustavo.

O Festival Literário Currais-novense é fruto de um projeto de resgate de memória, promoção e proteção do patrimônio artístico, histórico e cultural de Currais Novos, desenvolvido através dos mandatos dos vereadores João Gustavo e Mattson Ranier, através da edição de projetos de lei voltados para a valorização da cultura local nas suas mais diversas modalidades de expressão, participação efetiva nos conselhos municipais de cultura e turismo, e apoio a instituições e projetos  culturais.  

A ideia da FLIC é buscar convergir todos os movimentos literários e artísticos culturais de Currais Novos na realização de um evento de promoção, incentivo e valorização da leitura em todos os seus aspectos, resgatando a memória de antigos escritores, promovendo os atuais e incentivando os futuros talentos da literatura e cultura currais-novense, dentro do cenário potiguar, permeando uma experiencia de vivencias da literatura em todos os seus aspectos e estilos, que possam ser proporcionado pelo Livro.



Espetáculo do Circo Lux movimenta final de semana em Currais Novos

Após quatro anos de preparação artistas da cidade de Currais Novos apresentaram o Circo Lux. Em uma curta temporada os espetáculos aconteceram no Espaço Du Rei, durante o final de semana. Em uma megaestrutura, centenas de pessoas puderam acompanhar a proposta do circo teatral sem lonas.

No picadeiro os artistas Adriano Nunes (que também dirige o espetáculo), Wellinqton Costa e Naiara Brito dividem os mais diferentes números: mágica, dança, lira, tecido, trapézio, acrobacias, além do palhaço.

Em cena a fantasia, o sonho, a alegria e o desejo de transmutar a maldade com a esperança que se encontra no fundo da caixa de Pandora. Com o tema “Esperanza – a Máquina da Ilusão”. o espetáculo deverá circular por cidades de todo Brasil.