Encontro reúne gestores, empresários e sociedade civil para debater o desemprego em Currais Novos

A convite do Prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, representantes da sociedade civil organizada, empresários e gestores municipais se reuniram na manhã desta terça-feira (07) no Salão Nobre do Palácio Raul Macedo para debater o problema do desemprego na cidade de Currais Novos.

O mediador do encontro foi o consultor do Programa Internacional Desafio Empreendedor, Hermínio Brito, que atua há mais de 33 anos capacitando empreendedores e gestores no mundo inteiro.

De acordo com Hermínio, o objetivo do trabalho que está sendo desenvolvido na cidade de Currais Novos é de melhorar e ampliar a performance de empresários e gestores. “A turma de Currais Novos tem uma peculiaridade, pois é a primeira que está trabalhando com o setor público, com a missão de alinhar, melhorar e planejar soluções e estratégias de atuação do Programa, de forma a ampliar as ações estratégicas dessas instituições para os próximos anos”, comentou Brito.

“Estamos vivendo grandes desafios nesse início de pós pandemia. Um deles é o desemprego que tem afetado muitos brasileiros em todo o país. E em Currais Novos não tem sido diferente. Estamos enfrentando grandes desafios nesse setor de geração de emprego e renda. E esse encontro foi de grande importância. Todos conhecem nossa marca dentro da nossa Gestão que é o diálogo. Reunimos aqui hoje diversas autoridades de vários setores que podem contribuir, cada um em sua área, com ideias para que possamos, Setor Público, Privado e Sociedade Civil Organizada, transformar a dura realidade do desemprego, em oportunidade para a melhoria da geração de renda para nossa população”, afirmou Odon Júnior.

Estavam presentes, além do Prefeito Odon Júnior, a Vice-prefeita Ana Albuquerque; representantes da CDL e empresariado; da Igreja Católica; de Instituições educacionais como IFRN e UFRN; e instituições da sociedade civil.



Com retorno das confraternizações, Natal deve movimentar R$ 68,4 bilhões na economia

O retorno das confraternizações natalinas aponta para o aquecimento do comércio no final deste ano: a data deve levar quase 124 milhões de brasileiros às compras e movimentar R$68,4 bilhões na economia, de acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Com o avanço da vacinação, muitos planejam realizar a comemoração de Natal presencialmente com familiares e amigos reunidos novamente. Para os eventos que incluem amigo secreto e lembrancinhas, a expectativa é de que 77% dos consumidores presenteiem este ano, levando a intenção de compra ao patamar de consumo pré-pandemia, com estimativas animadoras para lojistas de todos os setores. 

Felipe Furtado, superintendente do Natal Shopping, analisa esse final de ano como um momento crucial para firmar a retomada do setor varejista e calcula que as vendas devam se assemelhar às do final de 2019. 

“Todos estão ansiosos para comemorar o Natal com os reeencontros e nós percebemos nos corredores do shopping que os clientes vêm com a intenção de comprar para presentear a si e a terceiros. Esse vai ser o Natal do Abraço, com o retorno do contato entre familiares e amigos, e isso faz com que queiram celebrar de forma muito especial”, afirma.   

Em média, os brasileiros pretendem comprar 4,5 presentes no Natal e o ticket médio será de R$ 122,78 segundo o levantamento da CNDL. De acordo com a pesquisa, os mais lembrados na hora de presentear serão os filhos (62%), a mãe (45%) e o cônjuge (42%). Além disso, 69% dos consumidores pretendem comprar presentes para si mesmo no Natal. 

Compras presenciais e promoção

Para as compras de fim de ano, o shopping center será o destino de 40% dos consumidores, atrás apenas da internet (45%) e lojas de departamento (43%). Para atrair os clientes, o Natal Shopping apresenta o Natal do Abraço com uma decoração para encantar adultos e crianças. E também lança a promoção de final de ano: a cada R$ 400 em compras, o cliente ganha um ursinho de pelúcia. E também leva um cupom para concorrer a outro urso, esse da Criamigos. Serão ao todo 50 premiados, sendo um cupom por CPF. 

A decoração de Natal do empreendimento coloca em evidência esse momento de reencontros, com ursos gigantes de 3,5 metros de altura em seu entorno, fazendo referência ao “abraço de urso”. E para divertir a criançada, um trenzinho passeia por todo o cenário, que inclui a Casa dos Ursos, com seu berçário dos filhotes e vovô e vovó Urso contando histórias. Tem ainda um parque de diversões com escorregador, balanço acessível a cadeirantes e xícara giratória. Para ter acesso, é preciso resgatar o cupom no app do shopping.

Quem também está de volta é o bom velhinho. Após um ano atendendo à criançada por videochamadas, o Papai Noel agora está em seu lugar tradicional, dessa vez acompanhado pela Naty, elefantinha mascote do shopping, e o seu amigo, o urso Sr. Abraço. 

“Nós sempre buscamos proporcionar uma experiência mágica no Natal e percebemos que os nossos clientes precisavam se sentirem abraçados depois de um período tão difícil, então, preparamos o conceito do Natal do Abraço para que as famílias aproveitem essa oportunidade de viverem momentos únicos juntas novamente”, diz Diana Petta, coordenadora de marketing do empreendimento.



Black Friday injetará R$ 260 milhões na economia do RN, prevê Fecomércio

Conforme crescem os números de potiguares vacinados, sobem as expectativas de mais vendas em todo território do Rio Grande do Norte. Com a chegada da já tradicional Black Friday, que este ano ocorre na próxima sexta-feiram dia 26 de novembro, setores do comércio e serviços se preparam para a data. Para entender melhor o comportamento do consumidor, o Instituto Fecomércio RN foi às ruas para saber das intenções de compras para a Black Friday 2021.  

De acordo com a Fecomércio, mesmo registrando uma queda nos números de intenção de gastos nos últimos dois anos, os índices animam os varejistas e é um momento importante de aquecimento do setor. A expectativa é que a Black Friday 2021 movimente no Rio Grande do Norte mais de R$ 260 milhões em vendas, sendo R$ 212 milhões em Natal e R$ 52 milhões em Mossoró, com ticket médio de R$ 541,50 e R$ 533,71, respectivamente.  

Na capital, 51,2% dos entrevistados afirmaram a pretensão em consumir e, deste grupo, 41,4% planeja adquirir apenas um produto e 26,5% até dois itens.  

Entre os itens mais desejados pelos natalenses estão os eletrodomésticos (26,4%), seguidos por roupas (23,8%), eletrônicos (20,5%), móveis e decoração (11,4%).  

Já entre os que alegaram não ter intenção de consumo, 41,6% atribuíram a “falta de dinheiro” o principal motivo. Outras justificativas para evitar o gasto são não acreditar nas ofertas (28,7%), necessidade de poupar (16,9%), dívidas e contas em atraso (8,4%), desemprego (5,7%) e pandemia (4,1%).  

Mossoró

O público mossoroense demonstrou aos pesquisadores uma maior predisposição de consumo, quando comparado a Natal. 52,8% da população entrevistada aproveitarão as ofertas da Black Friday e desse grupo, quase metade (48%) tem a intenção de comprar apenas um item e mais de 30% pretendem comprar três ou mais produtos.  

As categorias que despontam na preferência de consumo são: eletrônicos (27,1%), eletrodomésticos (25,2%), roupas (18,4%), celular/smartfone/tablet (15,8%), móveis e decoração (10,2%). Já calçados, cosméticos, produtos de informática e alimentos e bebidas juntos somam 20% da intenção de compra.  

Em relação aos que não pretendem fazer compras, os principais motivos apontados são falta de dinheiro (41,5%), não acreditar nas ofertas da data (25%) e a necessidade de poupar (20,3%). Também foram apontados, porém com menor índice, não fazer compras por impulso (14,8%), desemprego (7,6%) e dívidas (5,9%).  

Oportunidade de negócio

Diferente de outras datas comemorativas tradicionais, a Black Friday é caracterizada pelo consumo não planejado. Segundo mostra o levantamento, mais de 50% dos consumidores potiguares podem comprar caso os descontos oferecidos pelos estabelecimentos durante a campanha sejam atrativos. Ou seja, agem pela oportunidade motivados pelas promoções e descontos.  

Além disso, a qualidade do produto, facilidade de pagamento e o bom atendimento também são fatores decisórios.  

Já sobre os locais escolhidos para compra, os consumidores dos municípios têm perfis distintos. Enquanto em Natal, o lugar preferido na buscar pelas promoções são os shoppings (38,6%), em Mossoró o comércio de rua é a escolha para maioria (44,7%).

Já as compras on-line apresentam uma tendência de crescimento. Em ambas as praças, mais de 40% dos clientes revelaram ter aumentado o consumo pela internet no último ano. Além do preço, os principais fatores que influenciam na hora de realizar compra pela internet são, em ordem de prioridade, frete grátis, prazo de entrega, credibilidade do site/aplicativo, confiança, facilidade do pagamento, conforto e cashback.  

Para efetuar a compra, a modalidade cartão de crédito será escolhida por mais 60% dos consumidores, muito em função da praticidade e possibilidade de parcelamento. Ainda assim, quase 95% dos natalenses e mossoroenses irão fazer pesquisas dos produtos antes de efetivar a compra.  

Pesquisa

Como explicou o Instituto Fecomércio, a amostra foi determinada por critérios estatísticos e, para garantir a maior fidedignidade possível, foi estabelecido estatisticamente um índice de confiança de 95% e um erro amostral de aproximadamente 4% para mais ou para menos.  

As pesquisas estão disponíveis na íntegra para consulta no site da Fecomércio RN (Arquivo IPDC Pesquisas – Fecomércio RN



Assembleia aprova Plano de Cargos e Salários do Idiarn

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou em sessão plenária nesta quarta-feira (03) o Projeto de Lei 20/2021, de autoria do Governo do Estado, que institui o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração para o Grupo Ocupacional Atividades de Fiscalização Agropecuária (AFA) do Instituto de Defesa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn). A matéria foi aprovada por unanimidade.

“É uma categoria que há tempos precisava do seu Plano de Cargos e Salários. Isso vai melhorar a qualidade de vida desses cidadãos, que são servidores importantes para o Estado. Importante parabenizar Governo por enviar matéria neste momento oportuno e que faz justiça a todos do Idiarn”, disse o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa.

O parlamentar ainda fez questão de enfatizar a importância da atuação da Casa a favor da matéria, que foi aprovada em reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça e teve sua tramitação dispensada nos demais colegiados pelos líderes do Legislativo.

Conforme o projeto aprovado, o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração tem como objetivo estimular o autogerenciamento salarial da carreira profissional; remunerar o trabalho de forma clara e transparente, de acordo com regras estabelecidas e com a legislação vigente; disponibilizar parâmetros para desenvolvimento profissional; estabelecer diretrizes para a administração da remuneração nos diversos momentos do processo; criar condições motivacionais e de melhoria da autoestima do servidor; e melhroar os resultados organizacionais.



Discot Center é inaugurada em Currais Novos com diversas lojas e café bar

Localizada no coração de Currais Novos a Discot, volta a cena seridoense com nova proposta, agora como Centro Comercial Discot Center. A cerimônia de inauguração aconteceu na noite desta quinta-feira com a presença de amigos, familiares, clientes, além dos empreendedores que abrirão suas lojas na galeria. O Padre Welson abençoou o espaço.

Paulo César, conhecido como Paulo da Discot, ao lado da esposa Maria das Graças e os filhos, Bruno, Júlio César e Paulo Filho (Pepeca), cortaram a fita marcando assim o início de um novo ciclo.

O Centro Comercial Discot Center conta com 14 lojas: Ótica Malu, Cabine 84, Delirius, Mult Celulares Importados, Lu Pet, JBS Tur, Salão Manuela Araújo, PF Seguros, Estofados Seridó, JVP Mulmarcas e Espaço Make e Bag, além de um Café Bar.



RN deve ter 8,5 mil contratações temporárias para o final de ano, prevê Fecomércio

O segundo semestre será animador para o mercado de trabalho potiguar. A Fecomércio RN prevê a criação de 8.500 empregos temporários para o final do ano, abastecendo o comércio que será movimentado com as vendas no Dia das Crianças, Black Friday e Natal. 

Entre os meses de setembro a dezembro, são previstas cerca de 10% a mais de contratações do que no ano passado, quando 7.764 pessoas foram empregadas no mesmo período, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), analisados pelo Instituto Fecomércio. 

“Esses números confirmam a nossa expectativa positiva para o segundo semestre. Outro dado animador para a economia potiguar é a recuperação de empregos formais. Até agosto deste ano, segundo dados do Caged, o saldo no mercado de trabalho com carteira assinada do Rio Grande do Norte é de 23,9 mil, enquanto que nos primeiros oito meses de 2020 o saldo era negativo de 11,6 mil vagas”, afirmou o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz. 

No Comércio, foram -3.208 empregos entre janeiro e agosto do ano passado contra +5.744 no mesmo período deste ano, um saldo de +2.536 postos de trabalho. No setor de Serviços, nos oito primeiros meses de 2020 e 2021, foram -6.313 e +11.285, respectivamente, um saldo de +4.972. 

Sobre as vendas, especificamente no varejo, foi registrado um crescimento de 9,5% em julho. “Nossa expectativa é que possamos fechar o ano com um crescimento das vendas de 5% a 7%”, disse Queiroz. 



Sine oferece 35 vagas de emprego disponíveis no RN

A Subsecretaria do Trabalho da Sethas-RN, através do SINE-RN, oferece 35 vagas de emprego nesta sexta-feira (17). As oportunidades são para Natal, Região Metropolitana, Santa Cruz, Mossoró, Pau dos Ferros e regiões.

Para concorrer às vagas, o (a) candidato (a) deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponível para Android e IOS.

As vagas para pessoas com deficiência são uma parceria da Subsecretaria do Trabalho da SETHAS com a Coordenadoria de Promoção e Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Semjidh.

Todas as oportunidades são consideradas uma alteração. Para saber em tempo real qual ocupação está de acordo com seu perfil profissional é necessário acessar o empregabrasil.mte.gov.br com o seu login (PIS) e senha ou através do celular no aplicativo SINE Fácil.

Quer tirar alguma dúvida ou agendar um atendimento? Ligue: (84) 3190-0783, 3190-0788. O atendimento é de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h. 

QUANTIDADE DE VAGAS
Natal e Região Metropolitana

ASSISTENTE DE LOGÍSTICA DE TRANSPORTE 01
ASSISTENTE DE VENDAS 01
AUXILIAR DE ARMAZENAMENTO 02
AUXILIAR TÉCNICO DE MECÂNICA 01
CONTROLADOR DE PRAGAS 01
CORTADOR 01
DESENHISTA INDUSTRIAL GRÁFICO (DESIGNER GRÁFICO) 02
INSTALADOR DE SOM E ACESSÓRIOS DE VEÍCULOS 01
MANICURE 03
MECÂNICO DE AUTO EM GERAL 01
MECÂNICO DE AUTOMÓVEL 04
MECÂNICO DE GERADOR 01
MONTADOR DE MÁQUINAS 01
PINTOR DE LETREIROS 01
VENDEDOR PRACISTA 02
 
PCD – Pessoa com Deficiência
AUXILIAR ADMINISTRATIVO 01
AUXILIAR DE
LIMPEZA 02 EMBALADOR, A MÃO 01

Vagas Temporárias
FLORISTA (COMÉRCIO VAREJISTA) 01

Mossoró e Região
COZINHEIRO GERAL 01
ENCARREGADO DE ALMOXARIFADO 01
PADEIRO 01
 
Pau dos Ferros e Região
PROMOTOR DE VENDAS 02

Santa Cruz
TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 01
VENDEDOR PRACISTA 01

Total geral = 35 vagas



Salário mínimo em 2022 deve ficar próximo de R$ 1.170

O governo deve estimar que o salário mínimo subirá para aproximadamente R$ 1.170 no próximo ano. O valor, porém, tende a ser revisado para cima até o fim do ano, pois a equipe econômica usou parâmetros de inflação defasados para prever a correção do piso salarial, que hoje é de R$ 1.100 por mês.

O cálculo do reajuste considera que a inflação (medida pelo INPC) será de 6,2% neste ano. No entanto, as projeções do mercado já apontam para uma inflação acima de 7%.

A nova estimativa para o salário mínimo deve estar na proposta de Orçamento de 2022, a ser enviada ao Congresso até o dia 31 de agosto.

O projeto orçamentário, portanto, estará distante de um cenário realista. O texto trará parâmetros macroeconômicos defasados e não incluirá medidas tratadas como prioritárias pelo governo, mas que ainda estão em negociação, como a ampliação do Bolsa Família.

O governo enviará a proposta ao Legislativo para respeitar o prazo previsto em lei, mas já conta que mudanças terão que ser feitas no texto durante a tramitação, até o fim do ano.

Para a elaboração das contas de 2022, a equipe econômica optou por manter a grade de parâmetros econômicos divulgada em julho. No entanto, diante das oscilações do mercado nas últimas semanas, as previsões para os indicadores tiveram mudanças significativas.



Auxílio emergencial poderá ser permanente

Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.

De acordo com a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, na última quinta-feira (1º), o auxílio emergencial pode se tornar permanente. A possibilidade surge caso o programa seja substituído pelo seguro-desemprego.

Considerando as discussões para concessão de mais uma rodada do auxílio emergencial em 2021. O Governo Federal decidiu disponibilizar o benefício para um grupo menor de pessoas, com uma redução no valor a ser distribuído e com menos parcelas.

Neste sentido, ficou acertado que o programa teria vigência de quatro meses, a início no mês de abril e encerramento em julho, atendendo os segurados conforme a composição familiar com valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375.

Vale ressaltar que em 2020, o programa pagou inicialmente cinco parcelas no valor de R$ 600. Após esse período, o auxílio foi prorrogado por mais quatro meses distribuindo parcelas de R$ 300. As mães chefes de famílias monoparentais recebiam cotas duplas em cada ciclo, sendo assim, no primeiro ganharam R$ 1.200 e no segundo R$ 600.

No entanto, devido ao atual cenário de permanecia da pandemia da Covid-19, o Governo decidiu estender o programa por mais dois ou três meses. Esse período deve considerar o avanço da vacinação no país. Segundo o Ministério da Saúde, a expectativa é que até o mês de outubro toda população adulta brasileira esteja imunizada ao menos com a primeira dose da vacina. Sendo assim, é mais certo que o auxílio emergencial tenha mais três parcelas.

Ademais, existem vários debates com relação ao valor que deve ser liberado na prorrogação. Até o momento, o que se concretiza é que a extensão será concedida nos mesmos moldes atuais, ou seja, permanecerão os valores atuais aos seus respectivos grupos.

O benefício do auxílio emergencial é depositado na conta poupança social digital do Caixa Tem. Na plataforma, o segurado pode realizar uma série de transações financeiras disponibilizadas gratuitamente. Entre elas estão: pagamento de contas e boletos, recarga no celular, transferências via TED, DOC e PIX, compras on-line com catão de débito digital. Entre outras.

Com relação ao aplicativo, a Caixa Econômica busca implementar mais recursos para os seus usuários. Entre as novidades já anunciadas, estão a concessão de microcrédito e a liberação de um cartão de crédito.



Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina neste sábado

Os beneficiários que não receberam a terceira parcela do auxílio emergencial têm até este sábado (3) para apresentar contestação e pedir a revisão no sistema de pagamentos para tentar retornar ao programa.

O resultado da análise de junho foi divulgado no último dia 24, quando 106.011 trabalhadores foram considerados elegíveis, após novo processamento de dados.

Na ocasião, o Ministério da Cidadania abriu nove dias de prazo, que termina hoje, para quem não teve a solicitação aprovada entrar com recurso.

De acordo com a pasta, outros dois mil requerimentos estão passando por verificação mais detalhada da Dataprev e, depois, terão o resultado divulgado em novo lote. Se o cancelamento do auxílio emergencial puder ser contestado, o registro do cidadão será reanalisado e será possível voltar a receber o benefício, caso seja reconhecido o erro.

Para verificar a possibilidade de retomar o pagamento do benefício, o cidadão deverá entrar no site do Ministério da Cidadania, verificar se há parcela aparece com a situação “cancelada” e clicar no botão “contestar”.

O acesso ao sistema é autorizado após o beneficiário acessar a consulta a partir do preenchimento de do CPF, nome completo e nome da mãe no sistema do governo federal. De acordo com o governo federal, o objetivo da contestação é permitir que essas pessoas tenham uma nova análise com bases mais atualizadas de seus bancos de dados.