Prefeitura de Currais Novos empossa novos gestores escolares

Para conduzir os rumos das escolas municipais para o triênio 2022/2024, a Prefeitura de Currais Novos, por meio da Secretaria Municipal de Educação, empossou na noite desta terça-feira (04), 29 gestores escolares, entre Diretores e Vice-Diretores.

A Portarias de Nomeação dos novos gestores foi publicada no Diário Oficial do último dia 31 de dezembro de 2021, com efeito a partir de 03 de janeiro de 2022. 

Participaram da solenidade além dos novos gestores, o Prefeito Odon Júnior; a Vice-prefeita Ana Albuquerque; a Secretária Municipal de Educação (SEMEC), Lourdes Matias; a Coordenadora Andreia Lopes; o Deputado Estadual, Francisco Medeiros; o Presidente do Conselho Municipal de Educação, Eraldo Lisboa; o Coordenador Geral do SINTE/RN -Regional Currais Novos, Marinilzo Clementino; e os Vereadores Mattson Rannier e Jorian dos Santos.

O papel do gestor está regido na LEI N° 3.408, DE 02 DE JANEIRO DE 2019, a qual possibilita uma atuação democrática e participativa de toda a comunidade escolar, tendo como foco a aprendizagem das crianças, jovens e adultos da rede municipal de ensino.

Para a Secretária Lourdes Matias, “entende-se por gestão democrática o processo intencional e sistemático, transparente e compartilhado de chegar a uma decisão de construção coletiva e fazê-la funcionar, mobilizando os segmentos, meios e procedimentos para se atingirem os objetivos da unidade de ensino”, explica Lourdes.

“Este é um momento importante para nossa educação municipal. Um momento que garante uma educação inclusiva e participativa, promovendo o desenvolvimento da nossa rede de ensino, traçando metas e avançando cada vez mais nos níveis de qualidade com foco no desenvolvimento da educação das nossas crianças”, comentou o Prefeito Odon Júnior que cumprimentou os gestores empossados e desejou bom início de trabalhos.

“Esse trabalho deve continuar sendo de parceria entre escola, Prefeitura e as famílias para obter um objetivo único, que é ampliar a melhoria do processo educacional. Peço a todos que se envolvam cada vez mais e continuem buscando o sucesso da educação do município. Desejo a todos um bom trabalho”, concluiu o prefeito.

Os novos Gestores Escolares são:

Ana Maria de Souza Silva – Diretora do Centro Municipal de Ensino Rural Professora Rosangela da Silva;

Katianne Silva de Medeiros – Diretora da Escola Municipal de Nossa Senhora;

Francisco Martins de Almeida Neto – Vice-Diretor da Escola Municipal de Nossa Senhora;

Maria Elaine Pinheiro Galvão – Diretora da Escola Municipal Presidente Castelo Branco;

Valéria Kelly de Medeiros Costa – Vice-Diretora da Escola Municipal Presidente Castelo Branco;

Iramar Freire – Diretora da Escola Municipal Gilson Firmino da Silva;

Lisângela Cristina Santos Lima – Vice-Diretora da Escola Municipal Gilson Firmino da Silva;

Luzinete Maria de Araújo Silva – Diretor da Escola Municipal Professora Socorro Amaral;

Maria do Socorro Santos Silveira – Vice-Diretora da Escola Municipal Professora Socorro Amaral;

Magna de Fátima da Silva – Diretora da Escola Municipal Professora Trindade Campelo;

Alieda Safira Macêdo de Medeiros – Vice-Diretora da Escola Municipal Professora Trindade Campelo;

Angela Cristiane Bezerra Dantas – Diretora da Escola Municipal Ausônio Araújo;

Simara Suely de Melo Araújo – Diretora da Escola Municipal Ausônio Araújo;

Maria Olindina Dantas da Silva – Diretora da Escola Municipal Professor Francisco Rosa;

Marineide Araújo Silva – Vice-diretora da Escola Municipal Professor Francisco Rosa;

Erivalda Bezerra Dantas de Souza – Diretora da Escola Municipal Professor Salustiano Medeiros;

Luciano Pereira de Medeiros – Vice-diretor da Escola Municipal Professora Salustiano Medeiros;

Rita de Cássia da Silva – Diretora da Creche Municipal Professor Salustiano Bezerra de Medeiros “Profº Salú”;

Maria Lucinaide de Medeiros – Diretora da Creche Municipal Margarida Maria da Cunha;

Romeika de Oliveira Freire Xavier – Diretora da Creche Municipal Margarida Maria da Cunha;

Lúcia de Fátima Silva – Vice-diretora da Creche Municipal Mundo da Criança;

Maria de Lourdes Bezerra Santos – Diretora da Creche Municipal Mundo da Criança;

Joelmir Soares da Silva – Diretor da Escola Municipal Justino Dantas;

Francisco Técio Matias – Vice-diretor da Escola Municipal Justino Dantas;

Angelúcia Pereira de Almeida Lima – Vice-diretora da Escola Municipal Francisco Leonis;

Fátima Maria Azevedo Bezerra Silva – Diretora da Escola Municipal Francisco Leonis;

Francisca Adriana da Silva – Vice-diretora da Escola Municipal Professor Humberto Gama;

Francisca Ione Braga Silveira da Silva – Diretora da Escola Municipal Professor Humberto Gama;

Maxwell Ferreira – Diretor da Escola Municipal Cipriano Lopes Galvão.



Governo publica MP com regras para renegociação de dívidas do Fies

O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que estabelece regras para a renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O texto foi publicado em edição extra o Diário Oficial da União (DOU), na noite desta quinta-feira (30). Podem pedir o parcelamento de débitos vencidos e não pagos estudantes que tenham formalizado a contratação financiamento até o segundo semestre de 2017. 

O Fies é um programa do governo federal destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições para o Fies ocorrem duas vezes por ano, antes do início das aulas em cada semestre. 

Dentre as principais propostas da MP estão o parcelamento das dívidas em até 150 meses (12 anos e meio), com redução de 100% dos encargos moratórios e a  concessão de 12% de desconto sobre o saldo devedor para o estudante que realizar a quitação integral da dívida. 

No caso de estudantes com mais de um ano de atraso, “em que a recuperabilidade é muito menor”, segundo o governo, o desconto será 92% da dívida consolidada, no caso dos estudantes que estão no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) ou foram beneficiários do auxílio emergencial. Para os demais estudantes, o desconto será de 86,5%.

“Dessa forma, concretiza-se um instrumento efetivo de saneamento da carteira de crédito do Fies, por meio de disponibilização de renegociação e incentivo à liquidação integral da dívida dos estudantes financiados com o Fundo, possibilitando-se também a retirada das restrições nos cadastros restritivos de crédito dos estudantes e de seu fiador”, destacou a Secretaria-Geral da Presidência, em nota.

A norma também fixa uma nova definição sobre a cobrança judicial dos débitos do Fies. Segundo o governo federal, o objetivo é “respeitar os critérios de racionalidade, economicidade e eficiência, para não onerar sobremaneira o Poder Judiciário, devendo as dívidas do Fies somente serem judicializadas com razoável certeza de recuperabilidade”.

A renegociação de dívidas do Fies deverá ser realizada por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados pelos agentes financeiros do programa. A medida provisória entra em vigor de forma imediata, mas precisará ainda ser aprovada em definitivo pelo Congresso Nacional em até 120 após o fim do recesso legislativo, que termina em fevereiro.



UFRN tem inscrições abertas para ocupação de 747 vagas residuais; há vagas em Currais Novos

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte está inscrições abertas para o processo seletivo para reocupação de vagas residuais nos cursos de graduação no período letivo de 2022.1.

Ao todo, são 747 vagas para os campi de Natal, Macaíba, Caicó, Currais Novos e Santa Cruz.

As inscrições podem ser feitas na página da Comperve, onde consta o edital, até 9 de janeiro de 2022. A taxa de inscrição é de R$ 30.

O processo seletivo se destina a candidatos que têm ou tiveram vínculo com curso de graduação em qualquer instituição de ensino superior (entenda melhor mais abaixo).

As vagas ofertadas são para os cursos nas áreas de Ciências da Vida e da Saúde – Campus Natal, Macaíba e em Santa Cruz, e de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas – para o Campus Natal, Currais Novos e Caicó, e de Ciências Exatas e Tecnológicas – para o Campus Natal, Caicó e Macaíba.

  • candidatos com vínculo ativo em curso de graduação na UFRN em curso distinto daquele que tenha vínculo ativo (atual)
  • candidatos com vínculo ativo em curso de graduação em outra instituição de ensino superior para o mesmo curso daquele que o candidato tem vínculo ativo (vínculo atual)
  • candidatos portadores de diploma de curso de graduação, desde que a inscrição seja para curso distinto do que o candidato tenha concluído
  • estudantes de graduação da UFRN que tiveram seu curso cancelado, por abandono de curso, por decurso de prazo máximo ou por insuficiência de desempenho acadêmico, no período posterior a 2016.2.

A seleção dos candidatos será realizada em duas etapas: avaliação do Resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de caráter eliminatório e classificatório, sendo os candidatos classificados de acordo com as notas obtidas no Exame.

Depois, uma avaliação Institucional e acadêmica, de caráter classificatório, sendo atribuída aos candidatos pontuação.



Projeto de lei que garante autonomia financeira à UERN é aprovado pela Assembleia

O projeto de lei que estabelece a autonomia financeira da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) foi aprovado, por unanimidade, pela Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (16).

De autoria do Governo do Estado, o projeto n.º 411/2021 que institui a Autonomia de Gestão Financeira e Patrimonial da Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Fuern) foi elaborado em diálogo por comissão composta por representantes do Executivo e da Universidade. 

“Respeitamos a autonomia das instituições. Não só respeitamos, como estamos avançando neste sentido. Além da autonomia pedagógica e administrativa, teremos a autonomia financeira. Caberá à comunidade universitária gerir os recursos destinados no Orçamento Geral do Estado da melhor forma possível. Não tenho dúvida de que os gestores têm competência e sensibilidade social suficientes para zelar pela instituição, fazer com que a UERN trilhe, cada vez mais, o caminho da democratização do acesso ao ensino superior”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Representantes da UERN acompanharam a votação no plenário da Assembleia Legislativa. A reitora Cicília Maia disse que a aprovação da autonomia “é uma vitória de toda a comunidade acadêmica que se uniu por esta causa. É também conquista de toda a sociedade potiguar que defende uma educação pública mais forte, justa e acessível aos diversos segmentos”. O projeto teve como relator o deputado George Soares.

“A autonomia financeira é importante para a comunidade acadêmica e para a instituição. É um compromisso que assegura estabilidade na gestão e a garantia da continuidade das atividades da Universidade na sua missão de educar e promover o desenvolvimento em nosso Estado. O gesto da Assembleia Legislativa em aprovar a nossa proposta é um avanço considerável na educação no Rio Grande do Norte. A autonomia dá segurança, agilidade aos procedimentos administrativos que são fundamentais para fazermos cada vez melhor e mais forte a nossa Universidade”, acrescentou Fátima Bezerra.

Os deputados Isolda Dantas, Francisco Medeiros, Kelps Lima, Bernardo Amorim, Eudiane Macêdo, Getúlio Rêgo, Ubaldo Fernandes, Souza Neto, Vivaldo Costa, Raimundo Fernandes e Nelter Queiroz reconheceram, em discursos no plenário, a relevância da Uern para o Rio Grande do Norte. O presidente do Legislativo estadual, deputado Ezequiel Ferreira parabenizou o Governo do Estado e a comunidade acadêmica da Uern pela conquista.

Em 53 anos de existência, a Uern possui quatro importantes marcos históricos. O primeiro foi em 28 de setembro de 1968, com a criação da Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte (FURRN), tendo como primeiro reitor o professor João Batista Cascudo Rodrigues. O segundo marco foi em 8 de janeiro de 1987 com a estadualização da FURRN, através da Lei nº 5.546 sancionada pelo então governador Radir Pereira. O terceiro, em 17 de junho de 1993, por meio da Portaria nº 874/93, a aprovação do reconhecimento como Universidade pelo Ministério da Educação. A portaria foi assinada pelo ministro da Educação e do Desporto, Dr. Murílio de Avellar Hingel.

O quarto marco histórico é o projeto de Autonomia Financeira aprovado pela Assembleia Legislativa do RN nesta quinta-feira, 16 de dezembro de 2021.



UFRN, Diocese e ADESE iniciam elaboração do roteiro turístico religioso do Seridó

Foto: ilustrativa/Internet

“Seridó, fé e tradições” é o tema do projeto que tratará da elaboração do roteiro de turismo religioso e cultural do Seridó. A ação é uma iniciativa da Diocese de Caicó, UFRN, por meio do curso de Turismo da FELCS (Currais Novos) e ADESE – Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó.

Durante toda essa semana, um grupo de pesquisadores da UFRN visitará os doze municípios que serão envolvidos inicialmente com o projeto. Eles explicarão as metodologias do inventário e dos roteiros que serão elaborados. Para isso, buscarão a adesão dos municípios.

“Estaremos apresentando nossa proposta aos municípios e ouvindo as comunidades sobre as expectativas para um roteiro religioso e cultural. Queremos contar com a presença de gestores públicos, vereadores, lideranças religiosas (de todas as religiões), empreendedores que trabalham com hospedagem, alimentação, transporte e turismo, e toda a população interessada na temática”, explica professor Vanderli Araújo, diretor da ADESE.

Esse é mais um passo das três instituições para o fortalecimento do turismo religioso na região e conta com aporte de emenda destinada para a ADESE pelo deputado Kelps Lima via Emprotur. Em julho já tinha sido realizado o 1º Fórum de Turismo Religioso do Seridó, em plataforma virtual.

Confira a agenda de encontros dessa semana:

Segunda-feira – 13/12:
09h – 11h: Jucurutu (Câmara Municipal)
15h – 17h: Florânia (Câmara Municipal)

Terça-feira – 14/12:
09h – 11h: Lagoa Nova (Centro Pastoral)
15h – 17h: Cerro Corá (Câmara Municipal)

Quarta-feira – 15/12:
09h – 11h: Caicó (ADESE)
15h – 17h: Parelhas (Salão Paroquial)
19h – 21h: Acari (Câmara Municipal)

Quinta -feira – 16/12:
09h – 11h: São João do Sabugi (Câmara Municipal)
15h – 17h: Serra Negra do Norte (Casa de Cultura)

Sexta-feira – 17/12:
09h – 11h: Jardim do Seridó (Câmara Municipal)
15h – 17h: Carnaúba dos Dantas (Câmara Municipal)

Sábado – 18/12:
09h – 11h: Currais Novos (Câmara Municipal)



Natal define calendário letivo com início em março e aulas aos sábados

A Secretaria Municipal de Educação de Natal publicou na edição desta segunda-feira (06) do Diário Oficial do Município (DOM), o Calendário Escolar do Ano Letivo de 2022. A portaria nº 151/2021 trata de todas as etapas do ano letivo que vai vigorar nas 146 unidades de ensino da Rede Municipal de Natal. O calendário foi aprovado pelo Conselho Municipal de Educação.   

A chefe do Setor de Normas e Organização Escolar (SNOE), Danielly Kelly de Oliveira, esclareceu que o calendário letivo do ano 2022 terá 200 dias letivos e 800 horas aulas, de acordo com a Lei 14.040/20. “O ano letivo começará dia 09 de março se estendendo até o dia 30 de dezembro, além disso os estudantes terão período de férias e recesso escolar”, ressaltou a chefe do SNOE.

Ainda de acordo com Danielly Kelly, o calendário de 2022 não precisará compensar o calendário de 2021. “Mesmo tendo apenas 100 dias, o calendário de 2021 contemplou as 800 horas obrigatórias”.

A Educação Infantil foi dividida em trimestres, sendo o primeiro com 66 dias e os demais com 67 dias, já o Ensino Fundamental dividido em quatro bimestres, cada um com 50 dias letivos. A Educação de Jovens e Adultos (EJA) terá o ano letivo dividido em dois bimestres, com 100 dias cada. Além disso, no ano de 2022, os alunos terão dez sábados letivos.

A adoção dos sábados letivos faz com que o calendário escolar cumpra o total de 200 dias de aulas no ano, como estabelece a Lei de Diretrizes e Bases (LDB), que regulamenta a Educação no Brasil. 



Prazo para pedir reaplicação do ENEM 2021 termina sexta

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem 2021, têm até a próxima sexta-feira, 3 de dezembro, para solicitar a reaplicação das provas.

Quem não compareceu por estar com sintomas de doenças infectocontagiosas previstas nos editais das versões impressa e digital pode fazer a solicitação. Pessoas afetadas por problemas logísticos, de infraestrutura ou por outras ocorrências específicas também podem entrar com o pedido por meio da Página do Participante.

São consideradas infectocontagiosas para pedir a reaplicação, doenças como coqueluche, difteria, rubéola e covid-19, por exemplo. É obrigatório inserir documento legível que comprove a doença.



Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

Levantamento encomendado por instituições privadas do setor de educação superior indica que o interesse das pessoas em investir em graduação está retornando. 

De acordo com a pesquisa, feita pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) em parceria com a Educa Insights, 63% dos entrevistados declararam planejar o início da faculdade no primeiro semestre de 2022. Em novembro de 2020, apenas 38% tinham intenção de se matricular no semestre seguinte.

A 5ª edição do levantamento Observatório da Educação Superior: Perspectivas para 2022 identificou também aumento do interesse dos universitários por um modelo híbrido, com aulas presenciais e à distância.

Segundo a pesquisa, na avaliação dos alunos apenas 45% da carga horária dos cursos deveriam ser dedicadas às aulas presenciais tradicionais, e o restante deveria ser ministrado no formato híbrido, o que inclui aulas remotas (16%); conteúdos digitais (16%); ou mesmo por trabalhos práticos em comunidades ou empresas (23%).

De acordo com a Abmes, esses números refletem que o estudante quer um modelo que combine duas ou mais formas de ensinar e aprender, o que pode, inclusive, resultar em queda entre 30 e 40% do valor cobrado nas mensalidades das instituições privadas, uma vez que a maior parte delas já desembolsou os investimentos tecnológicos necessários quando tiveram de se adaptar às necessidades de atividades remotas durante a pandemia.

Segundo o presidente da Abmes, Celso Niskier, “não há mais investimento tecnológico a ser feito, para se adaptar ao novo modelo”. Niskier explica que os investimentos que já foram feitos resultarão em preços mais acessíveis, de forma a amenizar a principal dificuldade do jovem que deseja cursar o ensino superior: a questão financeira.

“O investimento inicial [em tecnologias que possibilitam o ensino remoto] é amortizado ao longo do tempo. Portanto não vai aumentar o custo e não impactará no preço. Tendo a possibilidade de atingir mais pessoas, o custo é diluído, e a média cai para o estudante”, argumenta ele ao lembrar que as aulas presenciais “não desaparecem” no modelo híbrido.



RN tem ausência de 21,9% dos candidatos no primeiro dia do Enem

Candidatos chegam para o primeiro dia de provas do ENEM 2021

Dos 72,8 mil candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – entre a versão impressa e a digital – no Rio Grande do Norte, 16 mil não compareceram aos locais de prova nesse domingo (21). O número equivale a 21,9% do total.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em balanço divulgado na noite desse domingo (21), após as provas, 21,7% dos potiguares inscritos na versão impressa não fizeram o teste. O comparecimento foi de 78,3%.

Já na prova digital, o número de ausentes foi maior no estado. Ao todo, 38% dos 1.213 candidatos inscritos não fizeram o exame.

No RN, o Enem impresso foi aplicado em 40 municípios, totalizando 232 locais de provas, sendo 3.286 salas de aplicação. A versão digital foi aplicada apenas em um município, com 75 salas.



Enem 2021: fuso horário, abertura e fechamento dos portões, início das provas e mais

Neste domingo (21) será aplicada a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 e para que não haja nenhum engano quanto aos horários, preparamos uma lista que pode ajudar estudantes de todo o país. 

Considerando que a prova é aplicada simultaneamente para todos os candidatos seguindo o horário de Brasília e que alguns estados brasileiros possuem fusos horários diferentes (veja mais abaixo), é preciso estar atento ao horário de abertura e fechamento dos portões. 

Principais horários do Enem 2021

21 de novembro – 1º dia

  • Abertura dos portões: 12h
  • Fechamento dos portões: 13h
  • Início das provas: 13h30
  • Saída sem caderno de questões: 15h30
  • Saída com caderno de questões: 18h30
  • Término das provas 1º dia: 19h


28 de novembro – 2º dia

  • Abertura dos portões: 12h
  • Fechamento dos portões: 13h
  • Início das provas: 13h30
  • Saída sem caderno de questões: 15h30
  • Saída com caderno de questões: 18h
  • Término das provas 1º dia: 18h30
Fusos horários diferentes 

Em estados como Amazonas e Mato Grosso, cujo horário local tem 1 hora a menos em relação ao horário de Brasília, a prova também será aplicada uma hora antes. Assim, o exame vai começar às 12h30 no horário local. No Acre, estado com duas horas a menos, a prova será aplicada às 11h30 no horário local.