IFRN realiza Processo Seletivo para os campus de Lajes, Natal, Santa Cruz e Caicó

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) anuncia a realização de um novo Processo Seletivo, que tem por objetivo a contratação temporária de professores substitutos.

De acordo com o documento, a oportunidade é para matéria/disciplina de Língua Portuguesa e Literatura (4). Os docentes deverão atuar nos campus de Lajes, Natal Central, Santa Cruz e Caicó.

Para concorrer a uma das oportunidades ofertadas, é necessário que o candidato possua a licenciatura em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e respectivas Literaturas.

Ao ser contratado, os profissionais deveram exercer funções em jornadas de 40 horas semanais, referente a remuneração mensal que alterna entre R$ 3.130,85 a R$ 5.831,21.

Procedimentos para participação

Os interessados em participar do Processo Seletivo, podem se inscrever a partir das 10h do dia 20 de setembro de 2021 até às 20h do dia 29 de setembro de 2021, exclusivamente via internet por meio do site do Instituto.

Vale ressaltar que o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 78,00, deve ser efetuado por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU), até a data do vencimento. No entanto, os candidatos que se enquadram nos critérios especificados no edital, poderão solicitar a isenção da taxa de inscrição nos dias 20 e 21 de setembro de 2021.

Como forma de seleção, os candidatos serão submetidos a avaliação de títulosprova de desempenho, prevista para ser realizada no dia 4 de novembro de 2021 e prova escrita a ser realizada no dia 13 outubro de 2021.

Vigência

A validade do presente Processo Seletivo será de dois anos, a contar a data de publicação da homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação por igual período.



MEC estuda criação da primeira universidade federal digital do país

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino.

“Queremos criar a primeira universidade federal digital no país e ampliar o acesso a todos”, disse o ministro ao participar, hoje (16), de audiência pública na Comissão de Educação do Senado.

Um documento preliminar do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, de maio deste ano, cita a avaliação de viabilidade da iniciativa entre as metas da Secretaria de Educação Superior (Sesu-MEC) para promover a educação à distância nas instituições federais de ensino superior por meio do programa Reuni Digital.

Hoje, no Senado, o ministro Milton Ribeiro disse que a iniciativa segue o modelo já implementado por outros países e respeita as diretrizes, metas e estratégias definidas no Plano Nacional de Educação (PNE). De acordo com o ministro, o uso das modernas tecnologias de informação podem baratear os custos do ensino de qualidade.

“É isso que temos visto em grandes países que estão desenvolvendo essa ferramenta. Vamos começar com alguns cursos e todos vão poder ter acesso, pois com 400, 500 professores, eu posso atingir a milhões de alunos no país todo, obedecendo às premissas do PNE”, disse o ministro.

O ministro lembrou que, nos últimos anos, o orçamento das universidades federais foi impactado pela crise econômica e, principalmente, pela pandemia da covid-19.

“Quando falamos em diminuição das verbas para as universidades federais, eu concordo plenamente. Vejo que, em um passado não tão distante, o orçamento do ensino federal era muito grande, muito maior do que o que temos hoje”, disse Ribeiro

“Vale dizer que vivemos tempo de guerra, de pandemia”, acrescentou o ministro, enfatizando que, na proposta orçamentária para 2022, o ministério pede ao Congresso Nacional que autorize um aumento de recursos para a pasta.

“A proposta que o Parlamento vai apreciar fala em um aumento mínimo de cerca de 17% para as universidades federais, e de 28% para os institutos federais. Por que isso? Porque temos 69 universidades federais com 281 campi. E 38 institutos, Cetecs [centros educacionais técnicos], além do Dom Pedro II. E esses, juntos, somam 670 campi. Então, além da visão política de dar mais oportunidade à [formação] de mão de obra técnica, o número de campi [do segundo grupo] é muito maior”, comentou Ribeiro.



IFRN lança mais de 3 mil vagas em Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Proen/IFRN) divulgou, nesta sexta-feira, 10 de setembro, o Edital nº 41/2021, que anuncia o processo seletivo para Cursos Técnicos de Nível Médio na modalidade Integrada. O processo seletivo é conhecido como Exame de Seleção.

Ao todo, são ofertadas 3192 vagas, distribuídas pelos 20 campi do Instituto, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2022. A execução das etapas do processo seletivo ficará sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Processo seletivo

O processo seletivo é aberto a portadores de certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou curso equivalente e abrangerá conhecimentos de Língua Portuguesa, Matemática e produção textual.

A seleção será realizada através da aplicação de provas presenciais. O Edital, porém, explica que, em caso de inviabilidade da aplicação das provas presenciais, dadas as condições sanitárias causadas pela pandemia da Covid-19, a seleção poderá ocorrer através da análise do histórico escolar do Ensino Fundamental dos candidatos.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente de forma on-line, na Área do Candidato, por meio do endereço eletrônico https://inscricoes.funcern.org, no período das 14h do dia 15 de setembro até o dia 21 de outubro. No formulário de inscrição, os interessados deverão informar o número do documento de identificação oficial com foto e do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Serão considerados documentos de identificação: Carteira de Identidade, Carteira Profissional, Passaporte ou Carteira de Habilitação na forma da Lei nº 9.503/97. O documento destaca que os candidatos com Carteira de Identidade Infantil serão submetidos à identificação especial, na qual será realizada identificação por escrita.

Os candidatos deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, até o dia 22 de outubro de 2021. Para gerar o Boleto de Pagamento, será necessário acessar a Área do Candidato e selecionar a opção “Boleto”, que irá gerar o boleto bancário em formato PDF.

O período para requerimento da isenção da taxa vai de 15 de setembro a 3 de outubro deste ano. Para realizá-lo, o candidato deve acessar a Área do Candidato e preencher o formulário de Requerimento de Isenção, informando o número do NIS no cadastro no CadÚnico (com 11 dígitos). O resultado preliminar do requerimento será divulgado no dia 7 de outubro. Já o resultado final será anunciado no dia 14 do mesmo mês.

Os estudantes com inscrição homologada no ProITEC 2021 são isentos da taxa de inscrição, mas devem se inscrever como os demais.

Resultados

O resultado das provas de múltipla escola (Língua Portuguesa e Matemática) será divulgado no sítio do IFRN e no da Funcern, no dia 27 de dezembro de 2021. No dia seguinte, 28 de dezembro, serão divulgados os candidatos que terão sua produção textual corrigida. O resultado final do processo seletivo será anunciado no dia 24 de janeiro de 2022.



UFRN oferta 220 vagas para cursos de licenciatura EaD; veja como se inscrever

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abriu, nesta quarta-feira (25), as incrições para os cursos de graduação EaD na instituição. Ao todo, serão disponibilizadas 220 vagas, sendo 110, exclusivas, para professores das redes públicas de ensino e 110 destinadas à chamada demanda social. Os editais estão disponíveis na página do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), responsável pelos processos seletivos

Segundo a UFRN, no caso das vagas destinadas à chamada demanda social, os candidatos deven comprovar, por meio de certificado, terem concluído o ensino médio ou curso equivalente. Nesse caso, a classificação dos candidatos será realizada com base nas notas obtidas pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2018, 2019 ou 2020.

O valor da taxa de inscrição para os dois processos seletivos é o mesmo: R$ 30,00 (trinta reais). Os interessados têm até o dia 12 de setembro de 2021 para se inscrever. O Edital n.º 01/2021 (que prevê vagas professores) e o Edital n.º 02/2021 (que trata das vagas de demanda social) podem ser acessados na aba Educação Superior a Distância, no site da Comperve.

As vagas serão distribuídas para dois cursos de licenciatura a distância, Ciências Biológicas e História, em três Polos de Apoio Presencial: Jundiaí, na Grande Natal, Nova Cruz e Currais Novos. Os aprovados nos dois editais deverão iniciar seus estudos no segundo semestre letivo de 2021. Ainda de acordo com a UFRN, a iniciativa é uma possibilidade de, por meio da Educação a Distância, aproximar os que vivem distantes dos grandes centros urbanos da realização do sonho do diploma de curso superior.



Inscrição para processo seletivo do Sisu 2021 termina nesta sexta

Os estudantes aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) precisam estar atentos. Acaba hoje (6) o prazo para a inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no segundo semestre. O procedimento deve ser feito pelo portal do Sisu, no site do Ministério da Educação.

Ao todo, 62.365 vagas em instituições de ensino superior estão sendo oferecidas neste semestre. O resultado da chamada regular deve ser divulgado na próxima terça-feira (10). A matrícula deverá ser feita de 11 a 16 de agosto.

Quem não conseguir ser selecionado pode entrar na lista de espera, entre 10 e 16 de agosto. O resultado dessa lista será divulgado no dia 18, com a convocação para a matrícula no dia 19.

Pode participar do Sisu quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e tenha tirado nota acima de zero na redação. A seleção é feita com base nas notas que o candidato tirou na prova, mas o método de escolha varia conforme o curso e a instituição. Isso porque os pesos das notas em cada matéria são diferentes conforme a área de interesse.

Durante a inscrição, o candidato pode escolher até dois cursos superiores, com a possibilidade de alterar as opções até o encerramento das inscrições. Como a nota de corte de cada curso é atualizada diariamente, o estudante ainda não selecionado precisa ficar de olho para acompanhar as mudanças.

Em relação à política de cotas, cada instituição de ensino tem critérios próprios para a distribuição das vagas. Algumas universidades adotam a seleção opções separadas: uma para o público geral e demais modalidades separadas por raça, renda ou rede escolar. Outras fazem uma lista unificada, concedendo pontos extra a candidatos que façam parte do regime de cotas.



Museu Câmara Cascudo abre agenda para visitas virtuais guiadas

O Museu Câmara Cascudo (MCC) da UFRN retoma as visitas guiadas com o público escolar, por enquanto, de maneira virtual. O setor educativo do museu, coordenado pela pedagoga Cristiana Moreira, desenvolveu o Projeto de Mediação Virtual e, desde a terça-feira (13), os professores podem agendar as visitas dentro dos temas disponíveis de acordo com o conteúdo trabalhado com os alunos em sala de aula.

A primeira visita virtual experimental foi realizada com as turmas de Educação Infantil e Ensino Fundamental I do Núcleo de Educação da Infância (NEI) da UFRN. O projeto piloto tem a participação de estudantes de graduação da UFRN, que atuam como bolsistas no MCC e são responsáveis pela mediação com as crianças e adolescentes. Os temas podem variar de acordo com o interesse da escola e dos temas disponíveis nas exposições montadas nas salas do Museu. Além das mediações, as crianças também podem colocar em prática o que aprenderam através de quizzes e atividades interativas desenvolvidas pela própria equipe do setor Educativo. 

Agora, o projeto será ampliado para todas as escolas públicas e privadas. Os professores devem agendar as visitas escolhendo o tema que julgarem compatíveis aos conteúdos trabalhados em sala de aula para o dia e o horário solicitados. Também é preciso  informar a quantidade de alunos na turma, o tema trabalhado no momento, o objetivo com a visita. As equipes das escolas podem conhecer as exposições montadas no MCC no site da instituição na internet, no endereço www.mcc.ufrn.br.

As visitas presenciais estão suspensas desde março de 2020, quando começaram as medidas de restrição por causa da pandemia da Covid-19. Um dos públicos mais afetados pelo isolamento foi o infanto-juvenil, com a mudança do ensino presencial para o remoto, o modelo híbrido e um recomeço diferente, sem contato com os colegas de sala. 

Nas visitas virtuais, a equipe do setor Educativo participa da sala de aula virtual – com a plataforma oferecida pela escola – narra a história e os fatos sobre a exposição, além de interagir com os estudantes em tempo real. Assim como as visitas presenciais ao MCC, as virtuais também são uma forma de complementar a educação científica, histórica e cultural. Isso é possível perceber por meio do interesse estampado nos olhos atentos dos curiosos visitantes. 

O setor Educativo, responsável pela organização das visitas, atua na articulação das várias áreas de conhecimento que estruturam o Museu, além de buscar ampliar a interação com a comunidade. 

Composto por uma equipe de bolsistas e por uma pedagoga, o setor promove atividades para educar e entreter o público: com visitas e mediações guiadas, oficinas, cursos e minicursos, palestras, peças de teatro, jogos e brincadeiras e qualquer produção de material didático ou de entretenimento para a comunidade como um todo. Para agendar as visitas virtuais, basta entrar em contato com o setor Educativo do Museu, com antecedência, através do e-mail [email protected] ou do whatsapp (84) 9466-0517 e falar com Cristiana Moreira. 



Enem 2021 tem 4 milhões de inscritos, menor número desde 2007

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recebeu inscrições de 4.004.764 pessoas para a edição 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O número de inscritos corresponde às duas versões do exame, impressa e digital. As inscrições foram abertas no dia 30 de junho e encerradas ontem (14).

O número de inscritos é o menor desde o Enem 2007, quando 3,57 milhões de participantes se inscreveram. Também é o menor desde que a prova adotou o formato atual, em 2009.

De acordo com o Inep, o número total de inscritos no exame, entretanto, só será confirmado após o pagamento das inscrições. A Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança), no valor de R$ 85, poderá ser paga pelos não isentos até a próxima segunda-feira (19).

O Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo em 2021. Assim, quem deseja fazer o exame para fins de autoavaliação, os chamados treineiros, pode optar pela versão impressa. Como preveem os editais, os interessados tiveram de indicar a unidade da federação e o município onde desejam realizar as provas.

Provas
As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro – tanto a versão digital quanto a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação. Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de linguagens; códigos e suas tecnologias; e ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração. No segundo dia, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.



Saiba como criar login único para acesso ao Enem

Exame Nacional do Ensino Médio, Enem

Os estudantes interessados em fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 precisam ter o login único de acesso aos serviços digitais do governo federal, no portal Gov.br. As inscrições para o exame podem ser realizadas até as 23h59 de quarta-feira (14), na Página do Participante.

A senha de acesso ao Gov.br é necessária para acompanhar a inscrição na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, bem como para consultar o local de provas e imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição. Ela também será utilizada para conferir resultados individuais e para inscrição em programas de acesso à educação superior, de bolsa de estudos e de financiamento estudantil, entre outros programas do Ministério da Educação (MEC).

O cadastro no Gov.br pode ser realizado por meio do endereço acesso.gov.br, basta informar o número do CPF e confirmar os dados pessoais. Para ativar a conta, será enviado um código para o e-mail ou telefone celular, que deverá ser inserido no formulário. Após, o usuário poderá criar a senha de acesso e finalizar o cadastro.

Além das informações básicas do cidadão, é possível se cadastrar no Gov.br por meio do aplicativo Meu Gov.br com validação facial, de informações de bancos credenciados e de certificados digitais. Para cada tipo de cadastro, há um nível de confiabilidade que garante o controle de acesso a determinados serviços. Em caso de dúvidas, o portal possui uma página com todas as informações sobre a manutenção da conta.

Sobre o Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio foi instituído em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Em 2009, o exame aperfeiçoou sua metodologia e passou a ser utilizado como mecanismo de acesso à educação superior.

As notas do Enem podem ser usadas para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de ingresso em universidades públicas, e ao Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas de ensino superior. Elas também são aceitas em mais de 50 instituições de educação superior portuguesas.

Além disso, os participantes do Enem podem pleitear financiamento estudantil em programas do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados do Enem possibilitam, ainda, o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais.



UFRN abre inscrições para Olimpíada Brasileira de Educação Financeira

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), está com inscrições abertas, até 15 de agosto, para a terceira edição da Olimpíada Brasileira de Educação Financeira (OBEF). O evento é voltado para escolas públicas e privadas de todos os estados do país.

De acordo com o Departamento de Ciências Contábeis (DCC), as inscrições são gratuitas e as escolas e seus respectivos alunos devem se inscrever através do https://buff.ly/3wmkhDc. O período de inscrição segue aberto até 15/08/2021 para as escolas e, de 16/08/2021 a 29/08/2021, para Aluno/Participante. Podem participar crianças e adolescentes regularmente matriculados em instituições de ensino público ou particular, do 2º ano do ensino fundamental I ao 3º ano do ensino médio.

Em função da pandemia da covid-19, a III OBEF será realizada de forma remota entre os dias 22 e 26 de novembro, em uma única fase, com aplicação de prova com questões objetivas. Os alunos participarão da competição divididos em cinco grupos a partir do 2º ano do Ensino Fundamental I até o 3º ano do Ensino Médio.

A olimpíada visa estimular o interesse de crianças e adolescentes no aprendizado da educação financeira para, tanto auxiliar sua vida pessoal, como despertar o interesse para a área da ciências econômicas e melhorar o conhecimento do tema  em cada estado da federação brasileira. Nas edições anteriores, mais de 38.000 alunos de escolas de todo Brasil participaram da olimpíada.

Todas as normas da competição estão disponíveis no link https://buff.ly/3jLzBX9. Outras informações podem ser consultadas no site ccsa.ufrn.br/obef ou através dos e-mails [email protected] e [email protected]

Abaixo um cronograma resumido do evento:

Inscrições: 21 de junho a 29 de agosto de 2021;

Aplicação das Provas: 22 e 26 de novembro:

22/11 – Nível 1: alunos do 2º ano ao 3º ano do ensino fundamental I;

23/11 – Nível 2: alunos do 4º ano ao 5º ano, do ensino fundamental I;

24/11 – Nível 3: alunos do 6º ano ao 7º ano, do ensino fundamental II;

25/11 – Nível 4: alunos do 8º ano ao 9º ano, do ensino fundamental II; e

26/11 – Nível 5: alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio.

Divulgação do resultado Final: 16 de dezembro de 2020;

Emissão dos Certificados: 21 de dezembro de 2020.



O IFRN está com edital aberto para os interessados em participar do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania 2021 – ProITEC

O ProITEC é um curso preparatório na modalidade a distância, no qual o aluno recebe o material de suporte para estudo e participa de uma prova para aferir os conhecimentos que será realizada no dia 26/09/2021. A prova acontece nos moldes da prova aplicada no Processo Seletivo. ProITEC está com inscrições abertas.

As inscrições são feitas exclusivamente pela internet por meio do sítio https://inscricoes.funcern.org, no período de 18/06/2021 às 23h59 do dia 15/07/2021. Ao término da inscrição será gerado um boleto com a taxa de inscrição no valor de R$ 30,00 (trinta reais).

Os alunos que se enquadram nos requisitos para pleito de isenção da taxa de inscrição podem fazer a solicitação até o dia 28/06/2001, no mesmo sítio onde se realiza a inscrição. O ProITEC é destinado exclusivamente aos alunos da rede pública de ensino devidamente matriculados no 9º ano.

O edital do ProITEC pode ser acessado no seguinte endereço eltrônico: https://portal.ifrn.edu.br/ensino/processos-seletivos/tecnico-integrado/itec/proitec-2021/documentos-publicados/edital-no-30-2021-proitec-2021