Hospital Regional do Seridó anuncia alta hospitalar para mais 05 pacientes confirmados Covid-19

O Hospital Regional do Seridó anunciou que mais 05 pacientes confirmados COVID-19 tiveram alta hospitalar no referido Hospital, no dia 04/04 após a emissão do boletim e neste dia 05/04:

Município de residência dos pacientes:
📍Parelhas – 02
📍Serra Negra – 01
📍Florânia – 01
📍Ipueira – 01

Os pacientes ficarão em isolamento domiciliar monitorados pela secretaria de saúde do seu município.

altahospitalar #vencendoacovid

HRS31anos

useamáscara

nãoaglomere

higienizeasmãos

▪️
@hrserido
▪️
Ouvidoria: (84) 98184-2042
3232- 6505/ 3232-3536
(SESAP) – 0800 084 2020
[email protected]



GORVERNO 01 – POST

Estudo nos Estados Unidos prevê 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil durante mês de abril

O Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde, da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, prevê 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil ao longo do mês de abril.

Segundo o estudo da instituição, — que considera fatores como a disseminação de variantes do vírus, uso de máscaras e respeito ao distanciamento social — o número de mortos pode saltar dos atuais 330.297 óbitos, registrados nesse sábado (3), para 436 mil em 4 de maio.

A universidade projeta três cenários para o país, e os números são referentes ao pior deles. (Veja abaixo as considerações da universidade para cada cenário)

Esse total pode cair para 429 mil mortes caso 95% da população use máscara em público.

A universidade projeta ainda que até o final do primeiro semestre o Brasil atinja a marca de 595 mil mortes no pior cenário. No caso da adoção de máscaras em público por 95% da população, esse número pode cair para 507 mil.

VEJA OS TRÊS CENÁRIOS POSSÍVEIS:

1- Cenário atual

Total de mortos na pandemia até os próximos 30 dias: 436.151
Total de mortos na pandemia até o final do 1º semestre: 595.521

Neste cenário, a universidade considera:

  •     Mobilidade dos não vacinados seguindo o padrão apresentado no último ano;
  •     25% dos vacinados voltando a se deslocar como faziam antes da pandemia;
  •     Variantes britânica, sul-africana e brasileira se espalhando entre regiões vizinhas no ritmo já registrado no Reino Unido;
  •     Casos diminuindo entre os que se vacinaram há 90 dias.

2- Pior cenário

Total de mortos na pandemia até os próximos 30 dias: 434.702
Total de mortos na pandemia até o final do 1º semestre: 519.018

Neste cenário, a universidade considera:

  •     Deslocamento de quem ainda não foi vacinado se mantendo como no último ano;
  •     Todos os vacinados voltando a se deslocar nos níveis pré-pandêmicos;
  •     Variantes brasileira e sul-africana começando a se espalhar em locais aonde ainda não haviam chegado;
  •     Eficiência da vacinação sendo inferior diante da variante sul-africana;
  •     Uso de máscaras caindo entre os vacinados.

3 – Cenário com uso de máscaras em público por 95% da população

Total de mortos na pandemia até os próximos 30 dias: 429.634
Total de mortos na pandemia até o final do 1º semestre: 507.113

  •     Mobilidade dos não vacinados seguindo o padrão apresentado no último ano;
  •     25% dos vacinados voltando a se deslocar como faziam antes da pandemia;
  •     Variantes britânica, sul-africana e brasileira se espalhando entre regiões vizinhas no ritmo já registrado no Reino Unido;
  •     Uso correto da máscara sendo adotado por 95% da população.


GORVERNO 01 – POST

RN registra 28 novas mortes pela covid-19, sendo 14 nas últimas 24 horas

Ainda segundo o Regula RN, há um total de 677 pacientes internados para tratamento da covid-19 – Imagem Ilustrativa

O Rio Grande do Norte registra, neste sábado (3), um aumento de 28 mortes provocadas pela covid-19. Desse total, 14 aconteceram nas últimas 24 horas nas cidades de Natal (07), Mossoró (03), Jardim do Seridó (01), Grossos (01), Parnamirim (01)e São Miguel (01). Ao todo, o estado potiguar contabiliza 4.616 pessoas que perderam a vida em decorrência do coronavírus. Há ainda 890 óbitos em investigação para constatar se a causa tem relação ou não com a doença. 

Os dados, divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), também mostraram que, em um dia, houve um aumento de 1.076 novos casos confirmados da covid-19, elevando para 199.070 o número acumulado de pessoas que já se infectaram pela doença no RN. Há ainda 50.543 casos considerados suspeitos. 

Sobre a situação dos hospitais, a plataforma Regula RN mostrou que, neste sábado, a taxa de ocupação geral de leitos críticos é de 97,1%. Especificando por regiões, esse percentual se apresenta da seguinte forma: Metropolitana (97,4%), Oeste (96,3%) e Seridó (97,5%):  

Ainda segundo o Regula RN, há um total de 677 pacientes internados para tratamento da covid-19, sendo 365 em leitos críticos e 312 em leitos clínicos. Há 67 pacientes na fila de espera por uma vaga, dos quais 51 aguardam por uma UTI ou semi-intensiva e 16 por um leito de enfermaria. 



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Alerta! Pesquisadora prevê abril tão triste quanto março por alta de mortes de Covid-19

Entre abril e o início de maio, é possível que seja alcançado o pico de cinco mil mortos

Depois de ter previsto com acerto que março seria o mês mais triste e letal da pandemia de Covid-19, a pesquisadora Margareth Dalcolmo, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) segue pessimista com o mês abril, iniciado nesta quinta-feira. Isto, pela disseminação das variantes de preocupação do novo coronavírus, principalmente, da amazônica (P1), mais contagiosa, e pelo aumento do número de casos provocados pelas interações sociais do verão. 

Março deixou um saldo de 66.868 mortos em todo o país. Mais que o dobro registrado em julho de 2020, quando o país alcançara o ápice da primeira onda, quando 32.912 brasileiros perderam a vida para a Covid-19. No Rio de Janeiro, a prevalência da variante amazônica já chega a 83%, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde. 

Esse cenário faz a pesquisadora projetar um mês difícil. “O mês de abril será o mais triste de nossas vidas, pelos mesmos motivos (que março). Esperamos que a sociedade colabore. Dessa vez, ainda mais jovens estão ficando doentes”, lamenta a pesquisadora. 

Abril começa também com uma herança delicada. No último dia de março, o país registrou o maior número de óbitos confirmados em um intervalo de 24 horas: 3.950. O número se aproxima da marca projetada pelo pesquisador Márcio Watanabe, professor da Faculdade de Estatística da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, Região Metropolitana do Rio, e pós-doutor em Epidemiologia. 

Em sua pesquisa “Detecção precoce da sazonalidade e predição de segundas ondas na pandemia de Covid-19”, Watanabe avaliou, por meio de um modelo matemático-epidemiológico feito a partir da evolução da curva de casos e óbitos diários em 50 países, que a situação tende a se agravar no outono. Entre abril e o início de maio, é possível que seja alcançado o pico de cinco mil mortos. 

“Infelizmente, o ritmo de crescimento é rápido. A tendência maior é que, se chegarmos a cinco mil mortos, isso aconteça já na próxima semana. Algumas medidas têm sido tomadas. Rio e São Paulo, por exemplo, adotaram feriadão de dez dias. Isso vai dar uma achatada no crescimento nos dois estados, mas eu não acredito que só o feriadão seja suficiente para fazer os casos caírem em São Paulo. A tendência é que esse crescimento comece a desacelerar, já que os dois estados são os responsáveis pela maior parte dos óbitos”, avalia.

Na quarta-feira, último dia de março, São Paulo atingiu o recorde estadual de mortes provocadas pela doença: 1.209. No Rio de Janeiro, as 294 vidas perdidas representam o terceiro maior número diário desde o início da pandemia.

CNN



Publicidade Ismael 02

Fiocruz recebe insumos para produzir mais 12 milhões de vacinas

As 23 milhões de doses serão produzidas pela própria Fiocruz e, uma vez prontas, serão entregues ao Ministério da Saúde, entre abril e maio

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebe hoje (27), no Rio de Janeiro, mais duas remessas de insumo farmacêutico ativo (IFA) suficientes para produzir 12 milhões de doses de vacina Oxford/AstraZeneca, usada na imunização da covid-19. A previsão é que o produto, procedente da China, chegue ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Tom Jobim/Galeão) às 18h deste sábado.

Na última quinta-feira (25), a Fiocruz já havia recebido uma remessa para produzir 6 milhões de doses. Na próxima semana, está prevista a chegada de uma nova carga suficiente para fabricar 5 milhões de vacinas. As 23 milhões de doses serão produzidas pela própria Fiocruz e, uma vez prontas, serão entregues ao Ministério da Saúde, entre abril e maio.

Vacinas prontas

Este mês, a Fiocruz já produziu e entregou 1,8 milhão de doses de vacinas produzidas no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos).

Ainda está prevista a entrega de mais 2,1 milhões de doses na próxima semana.



Publicidade Ismael 02

Rio Grande do Norte confirma 40 novas mortes pela covid-19, sendo 11 nas últimas 24 horas

Isso elevou para 4.249 o número de pessoas que perderam a vida para doença no estado potiguar

O Rio Grande do Norte registrou, nesta quarta-feira (24), 40 novas mortes provocadas pela covid-19. Desse total, 11 ocorreram nas últimas 24 horas nas cidades de Natal (04), Mossoró (02), Serra negra do norte (01), Santa Maria (01), São Paulo do Potengi (01), Janduís (01) e Santa Cruz (01). Isso elevou para 4.249 o número de pessoas que perderam a vida para doença no estado potiguar. 

Os dados foram atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). A atualização também mostrou que há ainda outros 918 óbitos em investigação para constatar se a causa tem relação ou não com o novo coronavírus. Houve também um aumento no número de casos confirmados. Foram 1.587 confirmações em apenas um dia, elevando para 188.428 o quantitativo acumulado de casos confirmados da doença no RN. Há ainda 67.408 casos considerados suspeitos. 

Sobre a situação dos hospitais, o Regula RN mostrou que, no início da tarde desta quarta-feira (24), o estado registra uma taxa geral de ocupação de leitos críticos de 94,5%. Especificando por regiões, se apresenta da seguinte forma: metropolitana (91,1%), oeste (100%) e seridó (100%).

Ao todo, há 671 pacientes internados para tratamento da covid-19 neste momento no serviço público de saúde. Desse total, 344 estão em leitos críticos e 327 em leitos clínicos. Há ainda 181 na fila de espera por uma vaga, sendo que 119 precisam de um leito de UTI ou semi-intensiva e 62 aguardam por uma vaga de enfermaria.



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE

Currais Novos registra mais 28 casos de Covid-19

A Prefeitura de Currais Novos lamenta profundamente e externa as condolências à família da vítima

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, confirma na tarde desta quarta-feira (24), mais vinte e oito (28) novos casos registrados nas últimas 24h, totalizando 2959 casos de Covid19 e, infelizmente, o 59º óbito no município de Currais Novos.

A Prefeitura de Currais Novos lamenta profundamente e externa as condolências à família da vítima.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Município de Currais Novos adquire cilindros de oxigênio

Atualmente, o município conta com 27 cilindros de oxigênio

Como forma de prevenção e para garantir o estoque de oxigênio, o município de Munícipio de Currais Novos, através da Secretaria Municipal de Saúde, investiu na aquisição de mais 10 cilindros de oxigênio com capacidade para 7l e mais um com capacidade para 20l, para serem utilizados pela SEMSA em suas UBSs, Pronto Atendimento e Pronto Socorro Municipal.

O oxigênio é utilizado tanto nas internações quanto para o transporte de pacientes, por isso a importância do investimento, especialmente para pacientes com COVID-19, que geralmente quando se internam, necessitam o uso contínuo de O2, sendo fundamental para a recuperação de um paciente internado com Coronavírus ou qualquer outro problema de saúde.

Atualmente, o município conta com 27 cilindros de oxigênio. Os mesmos encontram-se distribuidos entre as Unidades Básicas de Saúde, Policlínica Mos Ausônio de Araújo Filho e Pronto Socorro Municipal.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

RN confirma mais 44 mortes pela covid-19, sendo 7 nas últimas 24 horas

Outros 202 estão na fila de espera no aguardo de uma vaga, sendo 129 com perfil de leito crítico e 73 de leito clínico

O Rio Grande do Norte registrou, neste domingo (21), um aumento de 44 novas mortes provocadas pela covid-19. Desse total, sete ocorreram nas últimas 24 horas nas cidades de Serra Negra do Norte (01), Mossoró (01), Acari (01), Areia Branca (01), Lagoa de Pedras (02) e Umarizal (01). Os demais óbitos aconteceram em outros meses, estavam em investigação e foram confirmados somente agora. 

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). A atualização mostrou que há ainda outros 861 falecimentos em investigação para constatar se a causa tem relação ou não com o coronavírus. Além disso, em um dia, o RN registrou um aumento de 617 novos casos de pessoas infectadas pela covid-19. Outras 64.625 seguem em investigação. 

Em números totais, o estado potiguar contabiliza 4.145 potiguares que perderam a batalha para a doença e um acumulado de 183.907 casos confirmados. 

Com relação à ocupação, o Regula RN, plataforma que monitora a situação dos hospitais, mostrou que o RN registra, neste domingo, uma taxa geral de ocupação de leitos críticos de 95%. Especificando por região, a ocupação dos hospitais se apresenta da seguinte forma: metropolitana (94,7%), oeste (100%) e seridó (85%).

Ainda segundo o Regula RN, há 627 pacientes internados em tratamento da covid-19, dos quais 326 estão em leitos de UTI e 301 em enfermarias. Outros 202 estão na fila de espera no aguardo de uma vaga, sendo 129 com perfil de leito crítico e 73 de leito clínico. 



GORVERNO 01 – POST

RN recebe novo lote de vacinas contra Covid-19

Mais 81,7 mil doses reforçam plano de imunização potiguar contra a Covid-19 para vacinar 100% dos trabalhadores da saúde, quilombolas, indígenas, além de ampliar a faixa de idade para 74 e 73 anos

O Rio Grande do Norte recebeu na tarde deste sábado (20) um novo carregamento de vacinas contra a Covid-19. O plano de imunização coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é reforçado com 81,7 mil doses de imunizante, sendo 16,5 mil da Oxford/AstraZeneca e 65,2 mil vacinas da CoronaVac.

As vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde deverão ter como foco a ampliação da imunização de todos os trabalhadores da saúde, quilombolas, indígenas e previsão de iniciar a vacinação da população de rua. Além da continuidade da vacinação de idosos no RN, ampliando a faixa de idade para 74 e 73 anos de acordo com o plano de operação organizado em cada município.

Com essa nova leva de imunizantes, a Sesap ultrapassa as 150 mil doses recebidas em uma semana. A remessa será organizada na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) e entregue aos municípios seguindo o mesmo esquema montado para as operações anteriores, com apoio das forças de segurança do Estado.

Esta semana o RN chegou a 165.375 potiguares que receberam ao menos uma dose de imunizante contra a Covid-19, segundo os dados da plataforma RN+ Vacina. O número representa 62% do público prioritário estimado para a fase 1 do plano de imunização. A Sesap busca atingir ao menos 90% deste público com vacinas. Até o fim desta sexta-feira (19), 55.304 tinham recebido a segunda dose, ultrapassando assim as 220 mil vacinas aplicadas no estado.

Os dados da RN+ Vacina são operados pela Sesap, em cooperação com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do RN (LAIS/UFRN) e abastecido pelos municípios.

Para acessar a plataforma de vacinação em tempo real acesse: https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/transparencia/vacinacao/



ÓTICA -BANNER PUBLICIDADE