RN Mais Vacina passa dos 400 mil cadastros

Com a ferramenta será ainda mais fácil planejar, acompanhar e gerir processo de vacinação

Em 48 horas, a plataforma RN Mais Vacina já conta com mais de 400 mil potiguares cadastrados. O sistema, construído pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), objetiva facilitar o monitoramento das aplicações da vacina da Covid-19 no Rio Grande do Norte.

A adesão crescente da população reflete todo o compromisso e seriedade investidos pelo Governo do Estado em criar uma ferramenta transparente que mostra todo o processo de assegurar o uso da vacina de forma justa e eficaz.

A subsecretária ainda destacou que a preparação para iniciar a campanha de vacinação. “Esse sistema cumpre um papel essencial de dar equidade ao processo e mostrando toda a nossa responsabilidade em cumprir nosso papel de construir dispositivos inovadores em saúde, mas além disso já vínhamos nos organizando com a aquisição de seringas e agulhas, capacitação de vacinadores e instalação da rede de frio”, disse.

O cadastro no sistema permitirá que cada cidadão tenha seu cartão virtual, recebendo notificações das datas, dentro do calendário nacional de vacinação, em que o grupo em que se enquadra receberá a vacina, além de todas as informações do processo.

Para realizar o registro, basta acessar maisvacina.saude.rn.gov.br/cidadao/, inserir alguns dados pessoais e informações quanto a grupo de risco e comorbidades. Mesmo que essa primeira etapa de vacinação seja restrita aos grupos prioritários, a Sesap orienta que todas as pessoas façam o cadastro, auxiliando na criação de um banco de dados com o perfil dos norte-rio-grandenses.



GORVERNO 01 – POST

Ato simbólico marca início da vacinação contra Covid-19 em Lagoa Nova

Técnica de Enfermagem é primeira a ser imunizada

“Uma dose de esperança”, esta foi a frase dita pela servidora, Elisangela Tarcísia de França, do município de Lagoa Nova. Em um dia histórico, ela foi a primeira lagoanovense a ser imunizada com a vacina contra a Covid-19. O ato simbólico que marca o pontapé inicial da vacinação aconteceu no Centro de Saúde Abelardo Macedo, na tarde desta quarta-feira (20), contou com a presença do vice-prefeito Iranildo Aciole, presidente da Câmara Municipal Lourival Francisco, secretário de saúde Ruxley Bernardino, além de servidores, secretários, vereadores e outras autoridades. Toda cerimônia foi transmitida ao vivo pelas redes sociais da prefeitura.

Aos 45 anos, Elisangela é técnica de enfermagem e há mais de duas décadas atua na sala de vacinação de Lagoa Nova. Representando a Atenção Básica, tem dedicado sua vida à saúde do município. Quem administrou a vacina foi a enfermeira Fabiola Palmeira, coordenadora Epidemiológica de Lagoa Nova.

Além de Elisangela, outras duas pessoas foram vacinadas com a primeira dose da Coronavac. A médica plantonista, Soraya Viana, que representou toda frente hospitalar, os profissionais do serviço de urgência e emergência e a enfermeira Viviane Beatriz, representando a equipe do Centro de Covid.

O secretário municipal de saúde, Ruxley Bernardino, explicou como se dará a administração da vacina e as ações para continuar o controle a Covid. “Recebemos 108 possibilidades de vida. Quero dizer com clareza que a administração do município e todo seu corpo técnico têm nestes últimos dias trabalhado diuturnamente para fazer uma força tarefa para este momento. Temos o Plano Municipal que já pode ser colocado em curso, basta acontecer a chegada de mais doses, seja para completar a vacinação dos nossos profissionais da saúde ou para os outros grupos prioritários, para fazer a administração da vacina. Quero agradecer a todos que estão preparando este momento. Lembramos que temos outras ações e enquanto não chega vacina para toda população, continuaremos traçando, planejando e executando ações para amenizar o número de casos a Covid-19”, contou.

O vice-prefeito, Iranildo Aciole, agradeceu a presença de todos e falou que o mundo estava vendo a vitória da ciência. “Este dia é muito importante e fica marcado na vida de cada um de nós. Que possamos vencer este vírus”.

Lagoa Nova recebeu para primeira fase da vacinação 108 doses que serão administradas na sua totalidade com os profissionais de saúde: trabalhadores da saúde, trabalhadores do serviço de urgência e emergência, trabalhadores do serviço do centro de atendimento ao COVID-19, trabalhadores da atenção básica.



sidy´s dia das mães

Fiocruz adia entrega de doses de vacina para março; adiamento é devido ao atraso na chegada do insumo farmacêutico ativo (IFA) da China

A informação consta de ofício enviado pela Fiocruz ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de apuração dos procuradores sobre o andamento dos trabalhos para a vacinação no país contra a Covid-19, informaram a Fiocruz e o MPF

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) adiou do início de fevereiro para março a entrega das primeiras doses da vacina da AstraZeneca a serem produzidas no Brasil devido ao atraso na chegada do insumo farmacêutico ativo (IFA) da China, que era esperado para o início deste mês, mas que ainda não foi recebido.

A informação consta de ofício enviado pela Fiocruz ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de apuração dos procuradores sobre o andamento dos trabalhos para a vacinação no país contra a Covid-19, informaram a Fiocruz e o MPF.

Inicialmente, a Fiocruz esperava entregar o primeiro 1 milhão de doses da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford produzidas pela fundação entre 8 a 12 de fevereiro, mas esse calendário contava com a chegada em 9 dejaneiro do insumo farmacêutico ativo (IFA) a ser importado daChina.

No ofício, a Fiocruz informa que a chegada do IFA está prevista para 23 de janeiro e que estima que as primeiras doses serão disponibilizadas ao Ministério da Saúde no início de março.



Midia SL

Dr. Tadeu é quem aplica primeira vacina em enfermeira, filha da primeira pessoa que morreu de Covid-19 em Caicó

Ao todo, serão aplicadas 750 doses da CoronaVac

Às 18h desta terça-feira (19), a enfermeira Gabriela Macedo foi a primeira caicoense a receber a vacina contra o novo coronavírus, em ato realizado em frente ao Hospital Regional Telecila Freitas Fontes.

O prefeito Dr. Tadeu, que é médico e atuou no início da pandemia na linha de frente da referida unidade de saúde, foi quem aplicou o imunizante em Gabriela, inclusive, ela foi escolhida pois sua mãe, Maria das Graças Bezerra, “Gracinha da Unicat”, como era conhecida, foi a primeira pessoa que morreu com Covid-19, em Caicó.

A enfermeira, Gabriela Macedo, disse que “estava muito feliz e emocionada, pois, depois de tantas mortes, tantas perdas, agora, chegou a esperança. Minha mãe faleceu logo no início da pandemia e não teve a oportunidade de alcançar a vacina, mas, com certeza, ela está feliz por termos conseguido”, relata. Ela aproveitou para pedir à população que acredite na vacina.

O diretor do Hospital Regional do Seridó, Caio Dantas, falou sobre esperança de dias melhores, com vitória sobre o Covid-19. “A vacina, é uma possibilidade de vencer essa guerra que estamos travando há tanto tempo. Esse é um momento que representa esperança acima de tudo. Com esse ato simbólico a gente apenas deu um primeiro passo rumo a vitória”, comentou.

A partir desta quarta-feira (20), equipes da Secretaria de Saúde de Caicó, estarão percorrendo as unidades de saúde e abrigos para fazer a imunização dos profissionais de saúde. Ao todo, serão aplicadas 750 doses da CoronaVac.



GORVERNO 01 – POST

Ministério da Saúde começa a distribuição da CoronaVac para todo o Brasil; veja a quantidade destinada ao RN

As outras 1.357.640 serão distribuídas no estado de São Paulo, segundo o governo estadual

O Ministério da Saúde começa a distribuir, nesta segunda-feira (18), quase 6 milhões de doses da CoronaVac para todos os estados e o Distrito Federal. Os estados poderão iniciar as campanhas de vacinação a partir das 17h (horário de Brasília).

Das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 serão distribuídas no estado de São Paulo, segundo o governo estadual.

Os primeiros voos sairão de São Paulo para o Distrito Federal e para as capitais de dez estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass também farão o transporte gratuito das caixas de vacinas para todos os estados que necessitem de transporte aéreo.

Depois que as vacinas forem entregues aos estados, os governos estaduais serão responsáveis por levar as vacinas até os municípios, em parceria com o Ministério da Defesa.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17). A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado:

Doses da CoronaVac/UF (Norte)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Acre13.84026.92040.760
Amapá15.00016.00031.000
Amazonas69.880212.440282.320
Pará124.56048.680173.240
Rondônia33.04016.36049.400
Roraima10.36077.36087.720
Tocantins29.84014.16044.000
NORTE296.520411.920708.440

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Nordeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Alagoas71.08016.68087.760
Bahia319.52057.080376.600
Ceará186.72042.480229.200
Maranhão123.04041.200164.240
Paraíba92.96021.920114.880
Pernambuco215.28055.680270.960
Piauí61.1604061.200
Rio Grande do Norte82.440082.440
Sergipe48.36052048.880
NORDESTE1.200.560235.6001.436.160

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Sudeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Espírito Santo95.4405.880101.320
Minas Gerais561.12016.560577.680
Rio de Janeiro487.520800488.320
São Paulo1.349.2007.8401.357.040
SUDESTE2.493.28031.0802.524.360

Fonte: Ministério da Saúde

Doses CoronaVac/UF (Sul)

UFDoses população geralDoses pop indígenaTOTAL
Paraná242.88022.720265.600
Rio Grande do Sul311.68030.120341.800
Santa Catarina126.56017.480144.040
SUL681.12070.320751.440

Fonte: Ministério da Saúde

Doses da CoronaVac/UF (Centro-Oeste)

UFDoses população geralDoses população indígenaTOTAL
Distrito Federal105.960200106.160
Goiás182.400680183.080
Mato Grosso65.76060.400126.160
Mato Grosso do Sul61.76097.000158.760
CENTRO-OESTE415.880158.280574.160

Fonte: Ministério da Saúde

G1



sidy´s dia das mães

Após aprovação da Anvisa, governo de SP aplica 1ª dose da CoronaVac antes do início do plano nacional de vacinação

Enfermeira de 54 anos, que atua na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a ser vacinada contra a Covid-19 no país

O governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacina contra a Covid-19.

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a receber a vacina.

Mulher, negra, Mônica faz parte do grupo de risco para a doença, e atua na linha de frente contra Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Ela foi voluntária da terceira fase dos testes clínicos da CoronaVac realizados no país e tinha recebido placebo.



GORVERNO 01 – POST

Município no RN afirma está pronto para vacinar sua população

São Gonçalo dispõe de uma “câmara fria” para armazenamento dessas vacinas

A prefeitura de São Gonçalo do Amarante (Grande Natal) já adquiriu 10 mil seringas, além das que o Estado vai disponibilizar. Segundo Jalmir Simões, secretário, para garantir que não haja nenhuma dificuldade quanto à vacina contra a covid-19.

São Gonçalo dispõe também de uma “câmara fria” para armazenamento dessas vacinas logo que chegarem, e ainda: “câmaras frias” já instaladas em todas as Unidades Básicas de Saúde para o devido acondicionamento das vacinas.



Prefeitura Currais Novos Publicidade

Prefeito coloca 30 leitos do hospital de campanha de Natal à disposição para pacientes do Amazonas

Também nas redes sociais, a governadora Fátima Bezerra comentou sobre a transferência dos pacientes para o RN.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, anunciou nas suas redes sociais, na quinta-feira (14), que colocou 30 leitos do hospital de campanha de Natal à disposição para receber pacientes amazonenses. O Amazonas enfrenta crise na saúde pública, com superlotação e falta de oxigênio nos hospitais.

“UNIÃO PARA SALVAR VIDAS! Decidimos colocar 30 leitos do hospital de campanha de Natal à disposição para receber pacientes amazonenses.Estamos solidários com o povo de Manaus, que sofre com a falta de oxigênio nos hospitais. A vida está acima de tudo”, escreveu Dias.

Ainda essa quinta-feira, foi confirmado que Rio Grande do Norte vai receber 10 pacientes, que ficarão no Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol). No entanto, ainda não há data para a chegada das pessoas ao estado. Além do RN, outros estados, como Goiás, Maranhão, Piauí e Paraíba, além do Distrito Federal também receberão pacientes internados com covid-19. Também nas redes sociais, a governadora Fátima Bezerra comentou sobre a transferência dos pacientes para o RN. 



Publicidade Ismael 02

Anvisa conclui triagem inicial de documentos para autorizar uso emergencial da vacina de Oxford e da CoronaVac

Os documentos foram recebidos na última sexta-feira (8) – Marcello Casal Jr/AgenciaBrasil

A Anvisa concluiu, neste sábado (9), a triagem inicial dos documentos submetidos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para autorização de uso da vacina de Oxford de forma emergencial. A partir de agora, a equipe técnica vai intensificar a análise das informações e dados apresentados pela Fiocruz.

Trata-se de uma triagem inicial, feita nas primeiras 24 horas para verificar se as informações essenciais sobre eficácia e resultados clínicos estão no processo para análise de uso emergencial pela equipe técnica da Anvisa.

Além disso, a agência também concluiu a triagem dos documentos submetidos pelo Instituto Butantan para autorização de uso emergencial da vacina CoronaVac. Os documentos foram recebidos na última sexta-feira (8)



GORVERNO 01 – POST